Gestão

Afinal, o supermercado online já é uma realidade?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O supermercado online já deixou de ser apenas um projeto tem ganhado força em tempos de forte desenvolvimento do varejo digital.

Quando se fala mundialmente essa evolução é ainda mais notada e a projeção de crescimento é alta. No Brasil comprar em supermercado online ainda não é uma realidade para a maioria dos consumidores, mas em breve isso pode mudar.

Como alternativas para as lojas virtuais algumas redes de supermercados tem apostado em vendas multicanal. Entre os principais sistemas adotados estão delivery do supermercado, compre e retire na loja e compras via aplicativos de entrega.

Esses foram meios encontrados para aqueles que ainda não se sentem confortáveis para as compras de mercado 100% online.

Descubra no post de hoje o que esperar dos supermercados digitais e qual o impacto delas nas lojas físicas.

Como funciona um supermercado digital

Um supermercado virtual funciona como qualquer outro ecommerce que você já conhece. O mix de produtos da loja está disponível em um ambiente virtual, em que o cliente pode escolher, pagar e efetuar o pagamento.

A maior diferença está em relação ao sistema de entrega que pode variar de acordo com a loja em que for feita a compra. Algumas oferecem entrega em 1 hora, outras em até 3 horas e algumas até permitem que seja escolhido um horário de entrega.

Ou seja, é possível escolher tudo que for preciso e receber dentro de algum tempo sem precisar sair de casa.

Aparentemente parece um cenário ideal, se for levado em conta outros tipos de compras digitais não é mesmo? Porém, no Brasil esse tipo de compra ainda não está consolidado entre os consumidores.

Uma pesquisa feita pelo Ibope Inteligência e a Associação Paulista de Supermercados (APAS) identificou que apenas 2% dos brasileiros compram em supermercados virtuais.

A principal aposta desse tipo de loja é a praticidade e a comodidade que buscam oferecer para os clientes. Em tempos em que a experiência de compra tem sido valorizada pelos consumidores esse pode ser um trunfo.

Relação dos consumidores com os supermercado online

Os supermercados virtuais parecem oferecer tudo que popularizou as lojas digitais e mesmo assim os resultados estão longe de serem próximos.

Será que a compra de itens de supermercado não é atrativa para ser feita online? A princípio é possível pensar que realmente eles não são.

Porém, o estudo Ibope/APAS traz outro dado interessante sobre o consumo online. Foi identificado que 15% dos consumidores compram itens de supermercado de via canais digitais.

Os produtos de higiene pessoal e beleza lideram a lista de produtos mais consumidos digitalmente. Já os itens perecíveis aparecem em último lugar da lista.

As principais razões apontadas para realizar compras online foram a maior variedade de produtos e o preço mais baixo.

Então isso quer dizer que demanda não é o maior problema que os supermercados digitais enfrentam. Um dos sinais que pode mostrar uma resposta é o consumo de itens perecíveis muito baixo.

Vale destacar que o setor de FLV é um dos mais importantes em supermercados. Além disso, ele tem relação direta com o consumidor, pois depende da preferência dele para fazer a escolha dos itens.

A baixa participação de mercado das lojas online no segmento supermercadista também pode ter relação com outros fatores. Uma delas pode ser a quantidade de lojas disponíveis, já que hoje ainda não existem muitas opções para os clientes.

A proposta dessas lojas certamente está alinhada com o comportamento de compra atual dos consumidores. Porém, alguns detalhes aparentemente precisam ser melhorados para que se consolide de vez.

O que esperar desse tipo de supermercado

Hoje é difícil afirmar que os supermercados digitais são uma realidade já que conta com apenas 2% dos consumidores.

Contudo, isso não quer dizer que eles não são competitivos e muito menos que não podem ameaçar as lojas físicas daqui algum tempo.

Novos formatos para realizar as compras como a compra online e retirada na loja física, podem contribuir para aumentar a popularidade desse canal de vendas.

O uso de dados que é um dos pontos fortes nas lojas virtuais também pode contribuir para o crescimento. No ambiente digital a produção de dados é muito grande e isso pode contribuir para a gestão de clientes dessas lojas.

O supermercado digital pode começar a ser visto pelo supermercadistas como uma opção de nova loja em si. Ou seja, invés de abrir uma nova unidade pode abrir uma loja virtual com um investimento mais baixo.

Mais do que qualquer outra coisa esse tipo de supermercado precisa ser visto como uma oportunidade. A demanda claramente existe, mas também está claro que existem pontos a serem melhorados.

Quando essas questões forem resolvidas, os empecilhos para o supermercado digital parecem ser cada vez menores. Com o desenvolvimento e as evoluções dos últimos anos no varejo fica difícil precisar quando isso vai acontecer, mas certamente vai.

Como ficam as lojas físicas?

As lojas físicas já passaram por uma transformação e certamente continuaram nesse processo por algum tempo.

Os investimentos em tecnologia cresceram, a experiência de compra ganhou mais importância, o foco de vendas mudou, entre outros fatores.

Muitas dessas mudanças foram motivadas pelas mudanças em outras áreas do varejo e também das lojas virtuais.

Habituados ao ambiente digital e todas as suas conveniências, o consumidor agora procura isso em tudo que precisa fazer.

Com isso, surgem constantemente formas que buscam entregar essa questão para ele. Há alguns anos os aplicativos começaram a ganhar popularidade e hoje parecem indispensáveis para muitos, por exemplo.

A integração entre o online e offline parece o caminho para as lojas físicas se manterem fortes no mercado. Isso não tem relação direta com o crescimento das lojas virtuais, mas sim como a melhora do serviço em si para os clientes.

A experiência de compra é o principal fator para que isso aconteça. Seguramente os investimentos nessa questão podem trazer ótimos resultados para os supermercados físicos em meio a expansão digital.

Você pode começar a fazer isso na sua loja agora mesmo, é só conferir algumas ideias que separamos para você em nosso post 4 ideias inovadoras para supermercados.

Responsável pela produção de conteúdo na Mercafácil.

Write A Comment