Tag

Marketing

Browsing

Adotar uma estratégia de gestão de clientes traz benefícios para diversos setores da sua loja. O marketing de supermercado é um dos exemplos de áreas que contam com essa abordagem para melhorar seus resultados.

Essa estratégia, que tem como objetivo principal diminuir a perda de clientes, tem muitos pontos convergentes com o marketing.

Além disso, é importante lembrar que os dados gerados podem contribuir para a gestão de estoque, negociações, entre outras questões da sua loja.

Como a gestão de clientes contribui em várias áreas da sua loja

A gestão de clientes tem essa característica de ser multifunção porque lida diretamente com o consumidor.

O cliente pode apenas entrar na sua loja, escolher os produtos, pagar e ir embora, mas é isso o que você quer? Porque se for, o cliente pode fazer isso na sua loja, assim como faria em todas as outras da cidade.

Comprar produtos que ele deseja é o objetivo final do cliente e para isso grande parte das lojas pode atendê-lo nessa questão. Um dos papéis da gestão de clientes é fazer com que o cliente escolha especificamente a sua loja para essas compras.

Para isso, o cliente precisa ter uma boa experiência de compra no seu supermercado. Nessa questão, vários setores estão incluídos para que o cliente tenha uma experiência agradável. É nesse ponto que a gestão de clientes mostra sua multifuncionalidade.

Uma das áreas envolvidas é o estoque. Você conseguirá administrar principalmente a ruptura de gôndola, já que agora você terá acesso aos produtos mais consumidos da sua loja com maior facilidade.

Com essa mesma usabilidade, o comercial da sua loja pode melhorar as negociações com fornecedores. Além disso, outra opção é criar ações em parceria com a indústria.

A previsibilidade financeira é outra questão que uma solução de gestão de clientes pode te ajudar. Isso acontece porque você terá acesso rápido e fácil a dados do seu faturamento, ticket médio, entre outros indicadores financeiros.

Estar atento a essas questões garantem que você esteja preparado para sazonalidades, por exemplo.

Já para o marketing, uma estratégia de gestão de clientes pode contribuir em vários aspectos. Alguns exemplos são: comunicação com o cliente, criação de ações, personalização e relacionamento.

Gestão de clientes e marketing de supermercados

Certamente você já sabe que a gestão de clientes é uma solução de ponta a ponta. Isto é, criação de base e cadastro de clientes, análise dos dados, inteligência promocional e  criação de campanhas, além da mensuração de ações.

Para começar essa relação já temos o lançamento de um programa de fidelização que servirá para captar as informações dos clientes. Além disso, também é uma estratégia de marketing de relacionamento com os consumidores.

Já com um software de gestão de clientes você abre um leque de oportunidades para a sua loja explorar ações. Aí, novamente, o marketing da sua loja entra em cena e precisa criar as campanhas, mas agora com base nos dados de consumo dos seus clientes, coletados na plataforma.

Isso contribui para que os seus resultados sejam melhores e seus clientes se tornem mais fiéis a sua loja.

Quando se fala em criar ações para supermercados existe uma série de opções que podem ser exploradas. Sejam elas de vendas ou mesmo de relacionamento com os clientes.

Criação de ações de marketing para supermercados

O marketing é o setor responsável para criação dessas ações. Ou deveria ser, já que é um setor muito importante para todas as empresas.

Criar um encarte, por exemplo, é um dos métodos mais tradicionais de atrair clientes para supermercados.

Na hora de escolher os produtos que vão compô-lo você pode acessar a página de produtos mais consumidos no seu software de gestão de clientes. Dessa forma, você pode ter um direcionamento na hora da escolha de produtos.

Além disso, também é possível usar a funcionalidade de geolocalização para explorar melhor as oportunidades. O ideal é que essa estratégia de atração seja feita em regiões em que sua loja ainda tem poucos clientes.

A principal função e a que possivelmente gera os melhores resultados para você é criar segmentações. Certamente você já sabe que campanhas segmentadas têm resultados muito melhores do que campanhas genéricas, já que oferecem o produto certo para o cliente certo.

Aliado a isso, a personalização na comunicação e nas ofertas também é algo que traz benefícios para o seu relacionamento com os clientes.

Na verdade esse tipo de ação em si já contribui, pois mostra que você está atento às preferências do seu consumidor. Essas ações é que irão contribuir para a retenção e fidelização dos seus clientes.

Para ações no PDV você também gera oportunidades. Alguns exemplos são: ações para melhores clientes, como um café na loja,  estímulo de produtos com melhor margem, relacionamento, entre outros.

Otimização de investimentos em marketing

gestão de clientes tem papel muito importante na otimização de investimentos em marketing. Isso acontece porque ela contribui para melhorar a efetividade das ações da sua loja.

Na prática isso ocorre, pois você agora usa os dados coletados para planejar as suas campanhas. Como você conhece os seus clientes, se torna mais fácil oferecer os produtos certos para eles e também atraí-los para a loja.

As segmentações também contribuem para que os seus investimentos retornem mais ganhos para seu supermercado. Com isso, você pode criar campanhas para clientes com mais chances de  comprar e, consequentemente, garante melhores resultados para você.

Além disso, contribui com insights de oportunidades que sua loja pode aproveitar. Por exemplo, impulsionar aumento do ticket médio ou de um setor específico.

O marketing de supermercado está em constante atividade para que a loja se mantenha cheia durante todo o mês, de uma forma que seja vantajoso tanto para você, supermercadista, quanto para os clientes.

Quer saber mais sobre como a gestão de clientes pode te ajudar a melhorar seus resultados? Agende uma consultoria com um dos nossos consultores e descubra! 

Fazer vendas com o cadastro de clientes é extremamente útil para todas as lojas e é capaz de trazer benefícios importantes. Sobretudo no que diz respeito a personalização de ofertas para os seus clientes.

Possuir os dados dos clientes é o primeiro passa para conhecê-los e assim começar a orientar sua estratégia com foco neles. É dessa forma, com a captação dos dados que se começa a fazer gestão de clientes.

O principal objetivo dessas práticas é aumentar a efetividade das ações e melhorar os resultados da loja.

Entenda um pouco melhor sobre a importância de um cadastro de clientes para seu supermercado.

Cadastro de clientes como a base a estratégia de vendas

Fazer um planejamento estratégico de vendas é uma ótima ideia para que sua loja consiga bons resultados. Ele por si só já pode trazer sucesso para você, mas com um cadastro de clientes como base os resultados podem ser ainda melhores.

Com a captação de dados dos seus clientes fica inclusive mais fácil que você consiga atingir a maior parte dos seus clientes. E melhor do que isso, tornar suas ações mais efetivas.

Isso acontece principalmente por conta da possibilidade da criação de segmentações da sua base de clientes. Com uma estratégia de campanhas segmentadas certamente sua loja melhorar seus ganhos.

Também é possível usar canais de comunicação como SMS e WhatsApp (quando o cliente tiver o seu número cadastrado) para disparar as suas campanhas.

Em suma, você ganha diversas possibilidades para contatar os clientes e melhorar a efetividade das suas campanhas.

Outro benefício de ter os dados dos clientes é que você consegue identificar seus hábitos e frequência de compras. Posteriormente esses dados servirão de base para suas campanhas segmentadas.

Com essas informações você também pode observar se os seus clientes estão ativos ou inativos. Caso estejam sem comprar a algum tempo, ou seja inativos, você pode segmentar esses clientes e criar uma ação para que eles voltem a comprar na loja.

Caso você tenha uma plataforma de gestão de clientes, como a da Mercafácil, pode usar o mapa de geolocalização para identificar as regiões em que os consumidores deixaram de comprar. Dessa forma, pode planejar ações como entrega de encartes para que eles voltem a comprar com você.

A principal razão de ter um cadastro de clientes é criar oportunidades de venda, aumento de ticket médio e efetividade em campanhas.

Um cadastro de clientes completo é essencial

Como foi falado sua loja pode ganhar diversas oportunidades com os dados dos clientes. Mas é claro que para que isso funcione realmente você precisa cadastrar os seus clientes corretamente.

O ideal é capturar o maior número de informações possíveis, pois assim você poderá personalizar ainda mais as ofertas para os clientes. Um cadastro com falhas, pode fazer com que você não consiga os resultados esperados.

Existem algumas informações que são indispensáveis, mas como foi dito, quanto mais dados melhor, são elas:

  • Nome
  • CPF
  • Data de nascimento
  • Celular
  • Endereço

Com esses dados em mãos você já é capaz de criar ações com ótimos resultados. Confira alguns exemplos em nossa categoria de estudos de caso.

Nem sempre os clientes fornecem os dados corretamente, ou em alguns casos pode ocorrer algum erro na hora do cadastramento. Por conta disso, é importante que você busque sempre enriquecer e atualizar os dados dos seus clientes.

Isso é algo muito relevante, pois informações completas e específicas podem garantir segmentações mais ricas. Como consequência disso, campanhas mais assertivas e melhores resultados para sua loja.

Como fazer cadastro de clientes

A melhor forma de conseguir que o cliente se cadastre na sua loja é oferecer algum benefício em troca. Em supermercados uma das melhor maneiras para isso é a criação de um clube de descontos.

A Mercafácil que é uma empresa especializada em gestão de clientes para supermercados, adota essa metodologia. Esse programa de fidelidade foi escolhida porque oferece benefícios imediatos ao clientes. Com isso, a adesão tende a ser maior e mais eficiente para fidelizar os clientes.

A ideia é bem simples, os clientes terão acesso a um preço 2 na loja, que será mais baixo apenas para que se cadastrar. Após eles se cadastrarem você pode começar a trabalhar as segmentações dentro do seu clube.

É muito importante que você faça uma boa campanha de lançamento para o seu clube e de comunicação sobre como ele funciona para que não ocorram imprevistos. Outro fator importante é ter uma estratégia para conseguir o maior número de cadastros possíveis.

Uma opção é utilizar a curva ABC para identificar os produtos mais consumidos e colocá-los no clube para atrair cadastros. Dessa forma você tende a conseguir um número expressivo de cadastro no início do programa.

Após isso, a ideia é movimentar todos os setores da loja com ofertas personalizadas, vendas casadas e ações de relacionamento. E tudo isso será possível graças a gestão de clientes que vai capturar os dados, analisá-los e disparar as campanhas para os consumidores.

Certamente você já reparou a importância do clube para toda a estratégia, já que ele é o início de tudo. Por conta disso, não deixe de implementar um programa de fidelidade na sua loja agora mesmo!

Atrair novos clientes é uma das melhores formas de manter a sua empresa sempre em crescimento. Para que isso aconteça é necessário que seja feito um investimento em estratégias de atração.

No varejo existem diversas maneiras de atrair clientes para a loja. Em supermercados, um dos formatos mais tradicionais é a distribuição de encartes e outras ações offline, como anúncio em rádio e TV.

Com o surgimento de novas tecnologias e mudanças no mercado surgiram novas formas de atrair clientes. O ponto forte delas é que custam consideravelmente menos do que as que já faziam parte da táticas de atração.

Nem todas as lojas já aderiram a estas formas de captar clientes, mas elas têm crescido e apostado na mensuração de resultados para provarem seu valor. Veja neste post maneiras efetivas para a atrair novos cliente com custos menores.

Como atrair novos clientes gastando menos

Em supermercados, modelos como a distribuição de encartes e carros de som são consolidados como ótimas formas de atrair clientes. Mesmo que elas já tenham provado ser efetivas, em muitos casos têm um custo elevado e dificuldade de mensuração.

Conseguir aumentar o fluxo na loja, gastar menos e ter canais mensuráveis é como as novas formas de atrair clientes funcionam.

Site

Estar presente no ambiente digital é fundamental para atrair mais clientes. A sua marca precisa ser vista para ser lembrada pelos clientes. Algumas empresas já têm investido, inclusive, na atuação com lojas virtuais.

Essa é uma medida um pouco mais agressiva e que necessita um investimento maior. Porém, você pode atuar online de maneiras bem mais simplificadas e que já podem gerar bons resultados.

Uma das opções é criar um site da sua loja. Nele você pode colocar informações básicas como endereço, número de telefone, região de atuação, entre outras que identifiquem a sua loja. Assim, caso alguém faça uma busca por um supermercado a sua loja pode aparecer como uma das opções.

Algumas empresas aproveitam os site para divulgar os seus encartes digitais ou até mesmo produzir conteúdo, como ideias de receitas para os clientes. Essa ação já visa atrair novos clientes e também fidelizar os atuais.

O investimento em um site pode ser considerado baixo e os resultados que ele traz são bastante relevantes.

Redes sociais

As redes sociais surgem como uma boa ideia de presença digital. Na sua página você pode divulgar todas as informações da sua loja e se relacionar de forma mais próxima e intimista com os clientes.

Você pode aproveitar as redes para comunicar datas comemorativas, seus encartes, promoções, horário de atendimento especial, entre outras postagens. Pode também aproveitar para se relacionar com os consumidores. Pode ser uma ótima ideia responder as mensagens dos clientes ou até mesmo a divulgação de receitas e eventos na loja.

Para criar uma página em redes sociais o custo é zero. Você só vai precisar gastar dinheiro se desejar impulsionar as suas publicações. Mesmo assim, o custo fica abaixo de outras práticas.

Ambiente de loja

A relação dessa estratégia com o custo mais baixo é um pouco diferente. Ela requer um investimento considerável da loja, mas que é feito a longo prazo.

Proporcionar um ambiente agradável traz de maneira natural novos clientes para a loja. Ela precisa começar desde uma fachada que chame a atenção até o interior bem organizado, limpo e com bom atendimento dos funcionários.

Alguns fatores extras como wi-fi na loja pode ser um atrativo para os clientes. O ambiente de loja precisa ser bom para que o cliente tenha uma melhor experiência de compra.

Fidelização de clientes 

Trabalhar a fidelização é uma das melhores formas de atrair novos clientes para a sua loja. As ações para fidelizar os clientes têm um custo mais baixo em relação às de atração e você pode aproveitar isso.

Para que você consiga ter mais clientes fiéis é preciso criar uma estratégia de ações. Ela deve levar o cliente da atração para retenção e por fim para a fidelização.

Você pode se perguntar qual é a relação entre ter um cliente fiel e um novo cliente e nós explicamos. A ideia é trabalhar a fidelização não apenas como compra recorrente dos produtos. As suas ações precisam criar uma relação entre supermercado e cliente. Se esse relacionamento tiver sucesso a ideia é que o seu cliente se torne um promotor da sua marca. Para medir essa relação você pode utilizar práticas como as pesquisas de satisfação e NPS.

A ideia é que com os clientes fidelizados, eles se tornem promotores e advogados da marca para pessoas próximas a eles. Dessa forma, novos clientes podem chegar até sua loja pelo marketing boca a boca que é uma das melhores formas de conquistar novos clientes. Mas isso só vai acontecer se sua marca proporcionar um boa experiência, de ponta a ponta.

Atrair novos clientes com os métodos tradicionais ainda funciona?

Os métodos tradicionais de atração em supermercados têm sim o seu valor mesmo no cenário atual. Dos mais utilizados, os menos custosos são a distribuição de encartes e carro de som, mas a forma como eles são utilizados mudou.

Aliar essas estratégias com o uso de dados, por exemplo, é uma das formas de torná-las mais efetivas. Os supermercados que utilizam um software de gestão de clientes são prova disso.

Os clientes da Mercafácil, por exemplo, conseguem usar ferramentas como a geolocalização para melhorar os resultados dessas práticas. Basta acessar o mapa de geolocalização e identificar as regiões onde a loja ainda tem poucos clientes ou alto índice de clientes inativos.

Dessa forma é possível fazer com que o ROI dessa ação seja melhor. O planejamento das ações também pode se tornar mais eficaz ao utilizar dados de ações anteriores. Uma plataforma de Gestão de Clientes também possibilita a mensuração dos resultados de encartes, o que é valioso para saber se seus preços estão atrativos, por exemplo.

Dito isso, você precisa encontrar qual é a melhor forma de atrair clientes para a sua loja.  Comece agora com nosso ebook com 10 passos para atrair novos clientes!

Fazer captação de clientes com frequência ou apostar na fidelização? Afinal, qual é a melhor forma aumentar as vendas e o faturamento de um supermercado? Qual é o mais fácil e menos custoso de fazer?

Dificilmente você vai encontrar uma resposta definitiva para essas questões. Porém,  é possível dizer que as duas estratégias têm capacidade de melhorar os resultados da empresa.

Para saber qual aplicar em sua loja, conheça um pouco melhor cada uma delas e veja qual se encaixa com seu perfil, acompanhe!

O que é captação de clientes?

Captar clientes é a prática mais comum entre todas as empresas. Ela nada mais é do que uma série de estratégias para buscar possíveis compradores.

O principal objetivo é atrair a maior quantidade de pessoas para comprar na loja. Além disso, faz com que a marca tenha um maior alcance no mercado, já que mais pessoas passam a conhecê-la.

O que é fidelização de clientes?

Fidelizar clientes é uma importante estratégia que tem ganhado força nos últimos tempos. Ela consiste em oferecer uma experiência de compra tão boa para o seu cliente que ele nem cogita comprar em outro lugar. Ou, pelo menos, prefere a sua loja para fazer as compras.

Basicamente, a fidelização busca tornar a sua empresa a opção número um dos compradores para todas as suas compras.

como-captar-clientes

Como captar clientes

Existem diversas maneiras de atrair mais clientes para a sua loja. Porém, esses métodos costumam ser mais caros se comparados à retenção, como falamos anteriormente.

Mesmo com um valor elevado, não podemos negar que geralmente são bem efetivos e capazes de atrair um grande número de consumidores.

A distribuição de encartes é uma das formas de captação mais populares em supermercados. Lembre-se que para essa ação ser efetiva você precisa fazer um bom trabalho na hora de escolher os produtos que vão compor seu folheto.

Caso tenha dúvidas sobre a confecção de encartes, não deixe de conferir nosso ebook “Como fazer um encarte vendedor”.

Os carros de som também costumam funcionar muito bem quando o assunto é trazer novos clientes para a loja.

Com um software de gestão de clientes que tenha acesso a um mapa de geolocalização seu trabalho fica mais fácil. Com o uso dessa tecnologia você consegue planejar da melhor maneira possível a sua ação. Basta identificar as regiões onde ainda tem poucos clientes e começar suas ações!

Outro recurso que tem crescido são as redes sociais e vale apostar nelas também. Você pode criar um encarte virtual e fazer um anuncio patrocinado no Facebook, por exemplo.

Como fidelizar clientes

As ações para fidelizar os clientes são consideravelmente mais baratas que as de atração e geram resultados muito bons para a sua loja.

Antes de fidelizar quem compra com você, é preciso conhecer seus clientes. É nessa questão que entram os programas de fidelização. Por meio dessa estratégia você consegue capturar os dados dos clientes em troca de benefícios relevantes como descontos na hora da compra.

Assim, fica possível criar um perfil dos seus clientes e conhecer seus hábitos de consumo, frequência, entre outras informações que serão importantes para suas ações de fidelização.

Você pode fazer uma campanha de SMS para divulgar as ofertas da semana, que é muito mais barata do que a divulgação de encartes, por exemplo. Para melhorar ainda mais os resultados com essa prática, pode criar segmentações para essas campanhas com seu software de gestão de clientes.

Os resultados tendem a ser melhores, porque as chances do cliente ir até a loja são muito maiores se você oferecer para ele algo que já tem costume de comprar.

Não se esqueça também de investir em ações de relacionamento com os clientes. Uma boa dica para isso é aproveitar as datas comemorativas. Podem ser ações na loja, como uma decoração especial, um café da manhã para os melhores clientes ou até mesmo algum evento relacionado.

Software de gestão de clientes na captação e fidelização de clientes

Um software desse tipo pode te ajudar tanto em um como no outro. Claro que de maneiras distintas, mas tudo para facilitar o seu trabalho, tornar as ações mais efetivas e com melhores resultados.

Atrair os clientes, retê-los e posteriormente fidelizá-los é um processo que exige sua atenção. Então, fazer a gestão dos seus clientes pode fazer com que ele percorra todo esse caminho até estar fiel a você.

Lembre-se que independente da fase que você deseja utilizar essa tecnologia, o importante é manter o foco nos clientes.

Quanto mais facilidade você puder oferecer no momento da atração melhor. Já para torná-lo fiel aposte na segmentação e personalização do relacionamento. Dessa forma você certamente terá ótimos resultados.

Captação de clientes e fidelização são extremamente importantes para todas as empresas e disso você já sabe. Não perca tempo e comece agora a trabalhar nas duas frentes.

Que tal começar pela fidelização? Confira nosso ebook para fidelizar seus clientes de uma vez por todas!

Saber como fazer uma campanha efetiva certamente é uma das melhores opções para toda empresa. Principalmente por conta da aproximação do relacionamento com o cliente e do acerto na hora de atender aos gostos e às necessidades dos clientes.

Além disso, trabalhar com segmentações pode ajudar a diminuir os riscos na hora de oferecer produtos e, consequentemente, diminuir o prejuízo em caso de insucesso. A fidelização é outra questão que é fortalecida com campanhas segmentadas.

Os resultados podem até ser obtidos mais facilmente com esse tipo de ação, mas nem sempre realizá-las  é tão fácil. Pensando nisso, a Mercafácil criou um passo a passo de como fazer campanhas segmentadas, acompanhe.

Como fazer campanha segmentada em supermercados?

Como se trata de varejo de alta recorrência, as campanhas para supermercados têm suas particularidades. Talvez a principal delas seja encontrar o ponto certo entre manter contato sem ser invasivo.

Os supermercados são recorrentes na vida dos clientes, então sua comunicação com ele deve ser da mesma forma. Contudo, isso não quer dizer que você precisa falar com seu consumidor todos os dias.

E como encontrar esse ponto? Você precisa conhecer os clientes, pois cada um tem o seus hábitos e preferências de compra.

Certamente em seu supermercado existe um cliente que compra algo todo dia ou toda semana, outro de 15 em 15 dias e talvez até um que só compre 1 vez por mês em uma quantidade maior. Primeiramente, você precisa entender os hábitos de compra de cada um deles para, aí sim, oferecer algo relevante para ele.

Para entender esses hábitos, você precisa investir em uma tecnologia capaz de fornecer esses dados para sua empresa. Depois de possuir os dados e analisá-los você está mais próximo de saber como fazer uma campanha de vendas de sucesso. Veja o passo a passo:

Passo a passo – Como fazer campanhas segmentadas

1- Negociação comercial

Qual a melhor forma de fazer ofertas mais relevantes para os clientes sem atingir a margem dos produtos? Comprar os produtos por um valor menor.

Essa pode até não ser uma tarefa fácil, mas com alguns dados você consegue convencer os fornecedores. Claro que para isso você vai precisar provar que vale a pena para ele também.

Como pode fazer isso? Você vai precisar de uma plataforma de análise de dados que mostre os dados de compra dos produtos, dessa forma será possível criar uma segmentação dos produtos mais consumidos pelos clientes. Se você conseguir mostrar que determinado produto tem alta saída em sua loja sem ofertas, imagine quanto poderia gerar a mais caso você pudesse dar um desconto maior. Assim, você mostra que o fornecedor sairá ganhando na quantidade vendida, ou seja, em escala.

Com essa prática você pode melhorar suas negociações e também tornar as suas ofertas mais relevantes para os seus clientes.

2 – Escolha dos produtos em promoção

É uma passo bem importante na estruturação da campanha e de certa forma arriscado, pois lida com a margem que o supermercadista tem sobre os produtos. Nós sabemos que nenhuma ação pode trazer prejuízo para sua loja. Por isso, o alinhamento com o comercial/compras do seu supermercado é essencial.

Em primeiro lugar, conhecer a gama de produtos da loja e a taxa de saída deles é fundamental na hora de escolher os produtos que vão entrar em promoção.

Você deve lembrar que ações segmentadas buscam reter e fidelizar os clientes, então eles também devem ser levados em conta na hora da escolha dos produtos.

3 – Criação de encarte (impresso ou digital)

Os encartes já existem há muito tempo como forma de comunicar as ofertas do supermercado para os clientes. Com o passar dos anos e os avanços tecnológicos, ele ainda se mantém vivo no formato tradicional, mas agora tem se espalhado em outros formatos.

Encartes digitais têm ganhado cada vez mais espaço na comunicação dos supermercados via site, redes sociais ou até mesmo no envio de SMS com link direto para o encarte, que se mostra um tipo de comunicação muito eficiente.

Qual dos dois escolher? Existe algum mais efetivo? É complicado encontrar um meio termo quanto se trata desse assunto. Existem empresas que só utilizam os digitais, outras os dois e até mesmo alguns que só utilizam o formato tradicional.

Seja qual for o tipo de encarte escolhido, o ponto chave é chamar a atenção do cliente e ser relevante para ele, então ofertas segmentadas e produtos relacionados podem compor um bom encarte. Temos um material em que nosso consultor dá dicas valiosas para fazer um encarte que vende mais, não deixe de conferir.

E não se esqueça de mensurar os resultados dos encartes, pois esses dados podem te dar insights sobre a relevância ou não desse formato de divulgação e melhorar sua estratégia de comunicação. (Não sabe como fazer isso? Agende uma consultoria gratuita e descubra)

4 – Definição do período da campanha

Definir por quanto tempo uma oferta será válida é muito importante na hora de realizar uma campanha segmentada.

E por quê? Porque a oferta precisa criar um senso de urgência no cliente, dessa forma o ROI da campanha chegará mais rápido e os resultados percebidos. Se um produto fica em oferta por muito tempo, o consumidor tende a adiar a compra, pois sabe que ela estará disponível mais pra frente, em outros encartes por exemplo.

Uma campanha geralmente dura de 3 a 4 dias, que seria o tempo de uma oferta para o fim de semana. O restante pode durar um dia ou dois. Assim, os clientes criam esse senso de urgência para comprar em sua loja.

5 – Definição dos meios de divulgação

Realizar ofertas segmentadas é uma ótima forma de reter e fidelizar clientes, disso certamente você já sabe.

Para que uma ação desse tipo aconteça da maneira que é esperada outros fatores devem ser levados em consideração. Um deles é a forma de divulgação dessas ofertas.

Por experiência de mercado, a Mercafácil já constatou que o envio de SMS é extremamente receptivo por parte dos clientes, o que o torna um dos meios de divulgação mais efetivos e é o modo como estimulamos nossos clientes a realizarem suas campanhas.

Além disso, você também pode apostar em distribuição de encartes, carro de som, divulgação de ofertas nas redes sociais… Tudo vai depender da sua estratégia de marketing.

Escolha o meio de divulgação que melhor se encaixe nos padrões da sua loja e certifique-se de que será possível medir os resultados dessa divulgação. Isso é o mais importante quando se deseja uma campanha efetiva.

6 – Escolha do mote

O que você vai divulgar na sua oferta? Um churrasco para o fim de semana? Ofertas de nicho? Muitos supermercados trabalham com dias específicos para realizar ofertas de um segmento, outros preferem usar o fim de semana.Não existe uma regra a ser seguida.

Nessa questão, a consultoria varejista pode ser de grande ajuda para os supermercados. A escolha de ofertas não é tão simples quanto parece e profissionais especializados na área certamente irão contribuir para os resultados serem ainda melhores.

7 – Criar segmentação

Criar campanhas para públicos segmentados aumenta consideravelmente suas chances de acerto. Afinal, você pode oferecer itens que a pessoa está mais propensa a comprar.

Na hora de criar uma campanha desse tipo escolher a segmentação também é importante. Quanto mais específicas elas forem, maior as probabilidades da sua ação ser um sucesso de vendas.

Para segmentar o público existe uma grande variedade de filtros que podem ser aplicados. Entre eles estão alguns como gênero, clientes que compraram determinado produto e hábitos de consumo, como frequência de compra. Cabe a você escolher o que deseja para cada ação e partir para a criação da campanha.

8 – Criar campanha

Depois de passar por todos os passos anteriores você já está pronto para criar a sua campanha de vendas segmentada.

Se você escolher fazer sua campanha com o envio de SMS, vai precisar criar um pequeno texto para enviar ao cliente, como esse de um de nossos clientes:

ADRIANA, para você que ama seu PET, Ofertas exclusivas CLUBE DE DESCONTOS do Pais e Filhos! Acesse o link https://bit.ly/2zggK10 e confira.

Nesse texto, o supermercadista optou por enviar o link do encarte digital junto com o SMS.

Caso você prefira divulgar sua ação com a entrega de encartes, tudo certo também! Lembre-se do fato de que as ofertas devem ser relevantes para o cliente. Uma dica: aposte em um encarte que seja simples e claro.

9 – Programar o disparo

Novamente vai depender de qual será o formato escolhido para fazer a divulgação da campanha.

Essa é uma questão que também não existe uma regra, existem supermercadistas que preferem enviar suas SMS na noite anterior ao dia da oferta, pois acreditam que é um horário que o cliente vai estar mais tranquilo, outros preferem enviar na manhã do início do período da oferta.

Fazer testes de receptividade dos clientes é uma boa alternativa até encontrar um horário que seja o mais adequado.

Isso também vale para o envio dos encartes digitais. Já os encartes físicos costumam ser entregues durante o dia. Para ofertas de mais de um dia, então também é importante escolher um período em que possa ser feito um grande número de entregas.

10 – Mensurar resultados

Tão importante quanto realizar ações é mensurar os resultados que ela gerou. E porque isso é necessário? Primeiramente por conta de identificar se o investimento feito na campanha trouxe um bom retorno para a empresa. Ninguém quer gastar dinheiro à toa, sem ter algum lucro de volta, certo?!

Além disso, medir os resultados contribui para a definição de uma estratégia recorrente de campanhas e também para observar como é o engajamento do público com diversos tipos de campanhas possíveis de serem realizadas.

O processo da criação de uma ação segmentada deve ter extremo cuidado, desde a negociação com os fornecedores até a mensuração de resultados.

Uma falha no procedimento pode fazer com que a campanha não tenha sucesso e traga prejuízo na própria campanha ou nas próximas. Por isso, é muito importante medir os resultados corretamente.

Com uma boa campanha segmentada certamente sua empresa vai conseguir mais dinheiro e melhores resultados. É por isso que a Mercafácil estimula os supermercadistas a realizarem esse tipo de ação, que já trouxe resultados surpreendentes. Confira alguns dos nossos estudos de caso.

A tecnologia já está presente na vida de grande parte da sociedade. Alguns serviços que existem atualmente não poderiam ser imaginados há 10 anos e outros passaram por um processo de evolução significativo.

O setor de supermercados é um dos que sofreu alterações com os avanços da tecnologia no varejo. Principalmente no que diz respeito à gestão do negócio, modernização das lojas e de uma nova maneira de se relacionar com o cliente, que foi necessária por conta da mudança que o consumidor passou, muito por conta da influência tecnológica.

Nesse cenário, é preciso estar estar preparado para avançar junto com a tecnologia e não ficar para trás. Confira neste post algumas ideias inovadoras para supermercados!

É preciso aceitar, as ideias inovadoras para supermercados já são realidade

Mapas de calor? Lojas sem checkouts? Ofertas personalizadas transmitidas por bluetooth  no momento que o cliente entra na loja? Sim, e não é em um filme futurista, nem a imaginação fértil de alguém, tudo isso é real. Dentro de alguns anos esses itens serão muito comuns no varejo. Descubra algumas dessas inovações que já têm sido utilizadas:

Ideias inovadoras para supermercados | Mapas de calor

Essa inovação funciona por meio de câmeras. Elas captam as imagens, que são processadas para garantir a privacidade dos clientes e, após esse processo, são gerados os mapas de calor.

O uso dessa tecnologia no varejo pode ser fundamental no que diz respeito ao marketing de PDV, pois ela mapeia todas as áreas da sua loja. Assim é possível descobrir quais são as áreas que mais chamam a atenção do público e aquelas que seus clientes passam menos tempo ou mesmo nem frequentam.

Esses insights podem te ajudar a promover ações e mudanças para que a loja seja homogênea no que diz respeito ao fluxo de clientes em todos os setores ou mesmo saber quais os locais mais visitados para expor produtos que você queira destacar.

Além de ser útil para o seu negócio na questão estratégica, essa inovação pode ser usada para melhorar a experiência do cliente em sua loja.

Ideias inovadoras para supermercados | Beacons

Mas o que são beacons? Eles são aparelhos que utilizam a geolocalização e uma tecnologia de bluetooth para transmitir informações aos seus clientes. Para isso, será necessário que sua loja tenha um aplicativo e que os seus compradores baixem ele no smartphone.

Seu grande benefício para supermercados se dá na interação com os clientes, pois é possível que você descubra de forma instantânea o que seu cliente quer comprar e assim você pode enviar para ele um desconto nos produtos que ele demonstrou interesse.

Ideias inovadoras para supermercados | Lojas com Self-Checkout e Sem Checkout

Talvez essa seja a inovação no varejo que esteja mais próxima de se tornar uma realidade para o grande público.

Um pouco mais acessível temos o self-checkout, que funciona como um autoatendimento. Por meio de um caixa automatizado o próprio cliente passa as suas compras, paga e sai da sua loja sem contato direto com um funcionário. Grandes redes de supermercados já entenderam que a tecnologia chegou para este setor e já aderiram a essa inovação.

Não muito distante, mas um pouco mais complicado de ser aplicado, temos a tecnologia para varejo de uma loja sem checkout.  

Para a implantação desse método é necessária a aplicação de muitas outras tecnologias, mas, basicamente, o seu cliente irá controlar pelo próprio celular os itens que está comprando por meio de um aplicativo da sua loja, que estará vinculado com a conta bancária do consumidores. Assim, será necessário apenas que o consumidor aceite o débito no aplicativo bancário e saia com os produtos.

Ideias inovadoras para supermercados | Software de Gestão

De todas as ideias inovadoras para supermercados citadas, essa é a mais acessível atualmente. Seja por grandes empresas ou por pequenos negócios, o uso dessa tecnologia já tem ajudado muitos supermercadistas a melhorarem seus resultados.

Sua usabilidade é bem ampla. Existem várias opções no mercado e cabe ao lojista decidir qual é a sua necessidade. Os softwares podem lidar com questões de estoque até a gestão de clientes, por exemplo.

A automatização de algumas funções simples ou o registro de dados que nem eram imaginados otimizam o tempo. Além disso, pode dar maior segurança e auxiliar na criação de uma base de dados para se fazer um planejamento estratégico que leve ao sucesso desejado. E o melhor: nem sempre é preciso infraestrutura local, já que softwares como a Mercafácil são on-line com tudo na nuvem.

Viu como as novas tecnologias podem ser úteis para supermercados? Sua loja precisa estar atenta a esses avanços. Acompanhar como os concorrentes lidam com essas mudanças ajuda seu supermercado a não perder espaço frente a eles.

Gostou dessas ideias de inovação no varejo? Siga a Mercafácil nas redes sociais para acompanhar diferentes dicas para o seu negócio. Você pode nos acompanhar no Facebook, Twitter e LinkedIn.

Quando um projeto novo é iniciado, a expectativa é de que rapidamente ele traga os resultados que eram planejados. Porém, na prática nem sempre acontece dessa forma. O mesmo acontece com um clube de desconto, é preciso ter planejamento para que a iniciativa tome forma e ocorra da maneira que foi pensada.

É por isso que a Mercafácil tem uma metodologia própria de implantação. Ela vai garantir o sucesso da sua estratégia se for seguida conforme as orientações dos nossos consultores.

Você deve estar atento a todos os detalhes. Dependendo da situação, talvez seja necessário repensar o que está sendo feito e adequar ou realinhar processos. Isso porque em uma estratégia de marketing de relacionamento com os clientes, um clube do desconto é a principal parte do projeto. É por meio dele que seu negócio vai dar os primeiros passos na direção de se relacionar com seus consumidores de uma maneira mais pessoal e personalizada, entregando o que eles precisam no momento certo.

Então, no processo de implantação do clube todo cuidado é pouco. E alguns erros simples podem custar caro para o seu negócio. Confira neste post, algumas dicas para obter êxito com seu clube de compras.

Os clientes precisam conhecer seu clube de desconto

Antes de fazer sucesso o seu projeto precisa ser reconhecido. Esse fator é indispensável para atingir os resultados desejados com o clube de benefícios. Ele passa por duas etapas principais: o reconhecimento dos benefícios e a relevância que eles trazem para o consumidor.

Reconhecer os benefícios é o ponto principal do seu clube de desconto

A intenção ao implantar um clube de benefícios é fazer com que o seu cliente se cadastre. Por meio dos dados dele você possa começar a acompanhar as informações de consumo e entregar benefícios de acordo com suas necessidades e preferências.

Essa é a visão que o seu negócio deve ter, mas a do cliente é diferente. O consumidor só vai querer se cadastrar se receber algo que considere vantajoso em troca. Ele precisa enxergar que fazer parte do clube de compras é essencial e que só assim receberá promoções e ofertas exclusivas.

Para isso, seu programa precisa ser relevante para ele e oferecer um benefício imediato (desconto) para despertar o interesse do consumidor. Essa questão está diretamente ligada a dois pontos:
1. A
escolha dos produtos que vão compor o seu clube de ofertas
2. O valor com desconto em comparação ao valor sem desconto.

Seu clube do desconto precisa ser relevante para o cliente

Como foi dito anteriormente, a escolha de produtos é fundamental se você quer ter sucesso com o clube de descontos. Além da escolha, a quantidade de produtos que vão fazer parte do seu mix é extremamente importante.

Não existe uma fórmula mágica com o que deve ser feito, mas existem algumas estratégias. A principal delas é que todos os setores ofertem produtos que fazem parte do clube de benefícios. Dessa forma, o cliente vai estar rodeado pela ofertas especiais que só quem é cadastrado tem direito a aproveitar.

Utilizar a curva ABC é um bom plano para escolher os produtos e definir uma estratégia para impactar o público, elevar o número de cadastros e aumentar a relevância do clube. Claro que estas escolhas também dependem do tamanho da sua loja, mas em média sua loja deve ter no mínimo 50 produtos no clube. Isso se você quer começar mais devagar.

Nomeie um funcionário para liderar o seu clube de ofertas

Ter um líder para o projeto é extremamente importante. Contar com alguém que possa engajar os funcionários a participarem do desenvolvimento do programa, que os incentive a realizarem mais cadastros, aumentar a divulgação do clube e torná-lo mais reconhecido é fundamental.

Para contribuir nesse sentido, podemos te dar uma dica. Alguns de nossos clientes realizam competições internas na empresa para incentivar os funcionários a cadastrarem e identificarem clientes no PDV. Como prêmio, você pode dar um vale-compras para o funcionário mais engajado, por exemplo.

Ao implantar o clube de desconto, sua empresa precisa estar consciente de que é necessário seguir uma metodologia para que ele atinja o sucesso desejado.

Perceba que dedicar tempo ao projeto é fundamental para o sucesso. A ideia principal que o supermercadista deve ter sobre a criação do clube é de que é necessário seguir algumas etapas para chegar ao resultado desejado. Se todos os passos forem seguidos corretamente, será a partir dele que sua empresa vai criar um planejamento estratégico para melhorar o desempenho em todos os setores do negócio.

Ainda ficou com dúvidas sobre como ter sucesso com o clube de descontos? Entre em contato com um de nossos consultores, teremos grande prazer em ajudar!

Nos dias atuais, o consumidor está cada vez mais apressado, sendo por isso fundamental que ele seja impactado da maneira correta. E é no ponto de venda (PDV) que ocorre a decisão de compra. Por esse motivo, é preciso investir em um merchandising no PDV de qualidade.

Neste post, abordaremos rapidamente sobre o que é o merchandising no PDV e qual sua importância para o aumento de vendas, além de 5 dicas infalíveis de como executá-lo em supermercados. Confira!

O que é merchandising no PDV?

O merchandising é um termo em inglês que significa a promoção de produtos, logo, qual seria o lugar mais óbvio de utilizá-lo se não no PDV? Por meio dele, é possível utilizar estratégias de marketing com o objetivo de chamar a atenção do consumidor para um determinado produto.

Um bom merchandising no ponto de venda deve trabalhar cores, formas e conteúdo a fim de destacar ofertas ou promover compras por impulso de itens que não estavam contemplados na lista de compras do cliente.

Qual sua importância nas vendas?

Com certeza, você já foi ao supermercado e acabou comprando mais coisas do que tinha planejado, certo? Essas compras por impulso são estimuladas por meio do PDV, representando uma excelente maneira de promover vendas cruzadas e, assim, elevar o ticket médio de compra.

Outra razão pela qual ele é fundamental é devido ao processo de divulgação de lançamento de novos produtos. Utilizar o merchandising para destacar o lançamento e explorar os cinco sentidos do consumidor, sem dúvidas, tende a alavancar suas vendas e fortalecer a imagem da sua marca.

Veja abaixo, algumas dicas infalíveis que separamos para você!

1. Faça uma pesquisa de público

Antes de qualquer coisa, é preciso realizar uma pesquisa de público para compreender quais são os fatores que o levam a realizar uma compra e quais são as razões para escolher um produto em detrimento a outro.

Com essas informações, você conseguirá identificar o perfil de seus clientes e entender seu processo de compra para, então, elaborar estratégias efetivas que impactarão seus clientes de maneira positiva.

2. Busque referências

O merchandising no PDV tem evoluído constantemente e, a cada dia, surgem novas soluções que geram bons resultados. Contudo, estamos falando em buscar referências, por isso, não tente copiar nenhuma estratégia sem ajustá-la à realidade da sua empresa.

Em muitos segmentos, por exemplo, a utilização de QR Codes vem sendo amplamente aplicada, trazendo mais interatividade à comunicação do PDV.

3. Chame a atenção para o espaço

Se você deseja que o cliente preste atenção em um determinado produto, é preciso destacá-lo dos demais. Utilize cores, letras e outros materiais que chamem a atenção. Mas, cuidado! É preciso atrair o cliente de forma positiva!

4. Utilize diversos elementos

Atualmente, existe uma infinidade de materiais de apoio para PDV que podem (e devem) ser explorados. Faixas, cartazes, stoppers (peças publicitárias colocadas de forma perpendicular às prateleiras ou gôndolas), wobblers (material colocado nas gôndolas, geralmente na altura dos olhos, para informar o consumidor sobre algo), móbiles (material que fica pendurado) e sinalização horizontal são apenas algumas das opções que você pode aplicar.

5. Diversifique os temas do merchandising no PDV

Utilizar temáticas promocionais é sempre uma boa maneira de chamar a atenção do cliente, contudo, não é a única que se pode utilizar. Datas comemorativas (dia das mães, dos pais, namorados etc.) são oportunidades para estimular o consumo de produtos relacionados.

Além desses, podemos citar, ainda, os grandes eventos esportivos ou acontecimentos relacionados ao perfil do público identificado. O importante é trocar periodicamente o material para que seu cliente não se acostume com a visão e ele passe despercebido aos olhos.

Desenvolver ações infalíveis de merchandising no PDV não é uma tarefa simples, pois exige muito planejamento e um trabalho árduo para fazer com que tudo esteja organizado de maneira correta. Porém, colocando em prática as dicas apresentadas, fica muito mais fácil.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o assunto, aproveite a visita ao nosso blog e veja as 5 vantagens da verticalização de produtos em supermercados.

Você tem encontrado dificuldade em mensurar os resultados obtidos nas ações de gestão do supermercado? Assim como ter indicadores que lhe ajudem nesse processo gerencial? Um software de automação para supermercado pode ajudar.

Porém, ele precisa ser eficaz e atender a tudo que a empresa precisa. Dessa forma, apresentamos neste artigo algumas dicas para que você possa escolher o programa ideal. Acompanhe!

Avalie o que seu supermercado precisa

O primeiro passo é listar quais são os problemas que você enfrenta em sua gestão que o software deverá resolver. Leve em conta que um sistema completo para atender a todas as suas necessidades exigirá dedicação.

Por isso, ele também deve possuir um bom suporte, caso surjam dúvidas sobre suas funcionalidades.

Prefira um software de automação para supermercado

Toda empresa tem particularidades específicas do seu segmento. Por essa razão, é essencial que você obtenha um software especializado em supermercados.

Afinal, lembre-se que, ao adquirir o programa, você passa a fazer parte de um grupo de clientes que também o comprou. Por isso, as funcionalidades do software devem ser dedicadas a supermercadistas como você, em vez de empresas no geral.

Há demandas e funcionalidades que são específicas para cada segmento e, se forem dedicadas podem contribuir muito mais para a produtividade do negócio.

Tenha a estrutura necessária

Antes de realizar a compra, analise a estrutura que o software precisa para rodar bem.

Caso não se trate de um sistema em nuvem e sim de um programa a ser instalado em um computador, providencie todo o necessário: computadores dedicados a operar o programa, funcionários capacitados em tecnologia da informação e afins.

Atualmente muitas ferramentas necessitam apenas de internet, o que facilita bastante a implantação. Nesse caso, invista em uma operadora que o atenda bem. E, claro, todos esses custos devem ser levados em conta como parte do investimento.

Escolha o melhor fornecedor

Após determinar tudo o que o software precisa ter para atender as necessidades do supermercado, é hora de escolher a empresa da qual vai comprar o programa. Para fazer a escolha certa, é importante estudar o histórico da empresa, referências de clientes e reconhecimento no mercado.

Embora o preço seja um fator a ser considerado, não deixe que ele seja o decisor. Afinal, um fornecedor que tem bom produto e boa equipe de profissionais são os fatores decisivos para acertar na escolha. E você precisa ter um sistema de qualidade para o seu supermercado, certo?

Envolva as equipes na implantação e execução

Uma vez que você tenha escolhido e adquirido o programa, é hora de implantá-lo na sua rotina de trabalho.

Lembre-se que, por mais eficiente que a ferramenta seja, as pessoas que estão sob a sua gestão precisam estar engajadas e operá-la muito bem. Dessa forma, envolva-as na implantação do software para que entendam bem o funcionamento, as melhorias e os novos processos que poderão ocorrer com o passar do tempo.

Seguindo essas orientações, você poderá escolher o software de automação para supermercado ideal para o seu negócio.

Gostou do artigo? Quer receber mais dicas incríveis como estas no seu e-mail? Então assine a nossa newsletter!

O mercado de atacado pode ser considerado tão concorrido quanto o varejo. De uma maneira geral, os clientes dessa modalidade são os que adquirem uma grande quantidade de um mesmo produto, uma prática mais comum para empresas, varejistas e estabelecimentos mistos. E para vencer a concorrência e se posicionar bem no mercado, o marketing para atacado deve ser muito bem pensado.

Com adequadas ações de marketing, o cliente terá a marca fixada na mente, uma etapa fundamental para que a empresa se diferencie dos concorrentes. E foi para ajudar você a saber um pouco mais sobre as estratégias de marketing para atacado e seus benefícios que elaboramos este post. Confira!

5 estratégias de marketing para atacado

Empreender no mercado de atacado traz alguns desafios que precisam de grande atenção. Conquistar clientes, ir além do preço como atrativo e alcançar um bom posicionamento são alguns deles. Mas o processo não será tão difícil se as ferramentas certas forem usadas:

1. Segmentar o mercado

Segmentar o mercado é subdividir os clientes em grupos específicos, com características relativamente semelhantes. O objetivo disso é diferenciar a abordagem e a comunicação direcionada a cada um desses grupos.

Cada empresa-cliente tem suas necessidades e carecem de abordagem exclusiva. O fundamental é que, após a delimitação dos grupos, tome-se uma posição a respeito de qual segmento deseja atender, identificando melhor seu mercado-alvo.

2. Fazer benchmarking

Benchmarking significa “comparação com a concorrência”. Analisar seus pontos fortes e fracos e visualizar quais são as melhores práticas realizadas pelos rivais de mercado (incluindo as de outros setores de atividade) com o objetivo de otimizar as práticas de sua empresa.

O foco é alavancar sua competitividade no mercado e, ao mesmo tempo, a produtividade do negócio. O processo de pesquisa do benchmarking deve ser contínuo. Não se traduz em uma cópia, mas sim, na implementação de mudanças inspiradas nos aprendizados para fortalecer a marca no setor.

3. Oferecer descontos

Oferecer descontos não significa apenas preço baixo. A concorrência pode sempre diminuir o preço e a guerra não trará o melhor resultado para a empresa. É preciso pensar nos descontos como uma solução que, além de lucrativa, agregue valor.

É importante frisar que, no atacado, a intenção é construir relações comerciais duradouras e não somente vendas pontuais. Vale pensar nas estratégias de forma a gerar confiança aliada à eficiência.

mkt-para-atacado


4. Fazer promoções on-line

Todo cliente gosta de uma boa promoção. Lançá-las na internet é uma ótima forma de divulgar e alcançar um enorme público em pouco tempo. Especialmente com as chamadas “promoções relâmpago”. Com elas, o consumidor terá despertado o seu senso de urgência.

É possível investir em promoções exclusivas para seguidores das redes sociais também. O cliente se sente como parte de um grupo seleto e especial. Mas identifique o propósito da promoção, antes de simplesmente lançá-la. Ela pode ser simplesmente uma divulgação da marca ou uma estratégia de fidelização dos clientes, por exemplo.

5. Usar carrinhos grandes

Fornecer carrinhos grandes na loja é uma forma de estimular a compra de mais itens, uma vez que, ao ver um grande espaço vazio, podem ter a sensação de que falta algo para preencher o carrinho.

Além disso, carrinhos grandes são importantes para atender bem aos clientes, já que é uma necessidade ter um carrinho de tamanho suficiente para acomodar as compras enquanto transita pela loja. Carrinhos pequenos podem prejudicar esse processo e fazer com que o cliente precise de mais de um durante a compra.

Os benefícios de investir em marketing

Se você ainda não está convencido da importância em investir em marketing para atacado, listamos algumas vantagens que podem mudar esse quadro:

Aumenta o network

Seus clientes podem ser parceiros em potencial. Investir em marketing pode, inclusive, atrair investidores. Segundo matéria da revista Exame, o que é compartilhado nas redes sociais pode criar vínculos. Portanto, estabelecer conexões com nomes importantes do segmento é fundamental para crescer.

Economiza recursos

Unir marketing e economia faz todo sentido. As ferramentas estratégicas do marketing surgem após estudo aprofundado do comportamento do mercado, e as conclusões podem ser tiradas a partir de princípios econômicos. Com o planejamento correto, a empresa evita prejuízos e estabelece vantagens competitivas.

Torna a marca mais conhecida

O marketing ajuda a fixar a imagem da marca no mercado e agrega valor com ações certeiras. Nada melhor para o sucesso de um negócio do que ser uma empresa reconhecida e de boa reputação.

O marketing para atacado é relevante para oferecer os resultados esperados e fomentar a fidelização dos clientes. Conhecendo bem o público, as melhores estratégias podem ser elaboradas.

Gostou do post? Então siga a Mercafácil nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos como esse: no Facebook e no Twitter.