SUMÁRIO


Por em 27 de janeiro de 2022

8 dicas para diminuir o abandono de carrinho no seu e-commerce

Entrar em um aplicativo e/ou site de e-commerce, encontrar os produtos que deseja, adicionar eles no carrinho e, por algum motivo (ou alguns motivos), não completar a compra. Quem nunca fez isso, não é mesmo? É isso o que chamamos de abandono de carrinho.

E acredite: toda loja virtual enfrenta essa questão. 

Para se ter uma ideia, de acordo com o meta-estudo Barilliance, divulgado em 2020 mas com dados coletados desde 2006, a taxa média global de abandono de carrinhos no e-commerce é de cerca de 77,73%.

Isso significa que os e-commerces que não acompanham essa taxa de abandono de carrinho e, consequentemente, não criam estratégias para reverter esses dados, estão perdendo uma grande oportunidade de melhorar as suas taxas de conversão e, assim, aumentar as suas vendas. 

O que causa o abandono de carrinho?

São diversas as causas do abandono de carrinho. Assim sendo, para auxiliar os donos de negócios,o Baymard Institute fez um estudo listando as maiores razões para os clientes não finalizarem as suas compras. E o resultado foi o seguinte:

  • Frete caro (53%)
  • Obrigação de criar uma conta (31%)
  • Checkout longo e complicado (23%)
  • Impossibilidade de checar o valor total da compra antes do checkout (20%)
  • Falta de confiança no site (17%)
  • Prazo de entrega muito longo (16%)
  • Erros e falhas no site (15%)
  • Insatisfação com a política de devoluções (10%)
  • Opções de pagamento insuficientes (6%)
  • Cartão de crédito recusado (4%)

Apesar de não estar entre os itens do estudo do Baymard Institute, existe outro fator decisivo para o abandono do carrinho. A ReadyCloud divulgou um relatório que revela que páginas que demoram para carregar, principalmente no momento do checkout, podem aumentar o abandono de carrinhos em 75% e derrubar a lealdade dos consumidores em 50%.

Como evitar abandono de carrinho?

1. Acompanhe as métricas e entenda o que mais está causando o abandono de carrinho no seu e-commerce

Pois bem, como você pôde ver logo acima, são diversas as causas do abandono de carrinho nas lojas virtuais. Por isso, antes de tentar solucionar essa questão, busque compreender quais são as mais críticas para o seu varejo online. Para isso:

  • Verifique constantemente se o seu site e/ou aplicativo está funcionando corretamente;
  • Coloque-se no lugar do consumidor: faça um pedido pelo e-commerce e analise a sua experiência. Também, sugira para pessoas próximas fazerem esse teste e comentarem com você como foi a experiência;
  • Se encontrar alguma falha, comunique rapidamente a equipe responsável;
  • Acompanhe de perto os dados do seu e-commerce para tentar entender em qual momento as compras não estão sendo finalizadas. É quando aparece o valor do frete? É quando a página pede para o cliente escolher a forma de pagamento? 

2. Invista em uma melhor política de entrega/frete

O valor de frete é o maior causador do abandono de carrinho. É comum que as pessoas desistam de finalizar a compra quando se deparam com um valor alto para a entrega dos produtos.

Assim sendo, considere oferecer frete grátis se o consumidor atingir um valor mínimo nas compras. 

Também, verifique a possibilidade de fazer um delivery gratuito para consumidores que já são cadastrados no seu Clube de Descontos e moram até um raio de distância que seja viável para o seu varejo. 

Esse pode ser um benefício exclusivo que você oferece aos clientes cadastrados, aumentando a taxa de adesão ao Clube. 

Ademais, como toda a questão que envolve a entrega é algo muito importante para o sucesso do seu e-commerce, e complemente a leitura com o artigo 6 dicas para fazer campanhas de frete grátis sem sair no prejuízo.

3. Facilite o cadastro

Exigir que o consumidor crie uma conta e pedir muitas informações são fatores que podem fazer com que ele desista de comprar. 

Para evitar o abandono de carrinho nessa situação, deixe o processo de cadastro fluido, intuitivo e fácil. Peça apenas informações altamente necessárias para garantir uma compra segura.

Depois, se você quiser conhecer melhor o seu cliente, contate-o após o pedido ser finalizado. Se a experiência que ele teve com o seu e-commerce foi positiva, é possível que ele volte a comprar no seu varejo e não se importe em oferecer mais informações.

Mais do que isso, deixe claro que, se ele passar mais informações para a sua empresa, ele será impactado com promoções segmentadas, assertivas e personalizadas de acordo com o seu histórico de compras e gosto pessoal. 

– Veja também: Como reverter problemas de pós-venda no e-commerce? Veja 5 dicas!

4. Tenha uma página de checkout, eficiente, sem distrações e que transmita segurança

Checkout é a página que o cliente finaliza a compra. Ou seja, quando ele preenche seus dados pessoais mais importantes. 

Dessa forma, para garantir que o consumidor efetivamente faça o pedido, é preciso que a página de checkout da sua loja virtual seja eficiente. 

Mas o que isso significa? Pois bem, que ela precisa ser limpa, objetiva, clara e segura.

Assim sendo, não exiba outros conteúdos que possam distrair o consumidor e tirar o foco da conclusão da compra. Além disso, garanta que o checkout seja transparente, sem direcionar o usuário para uma página fora do seu site.

– Você também pode se interessar por: Como fidelizar o cliente no e-commerce? Veja 7 dicas para seu negócio

5. Aceite diversas formas de pagamento

Você já deve saber sobre a importância da diversificação das formas de pagamento no varejo, certo? Afinal, é muito frustrante para o consumidor quando ele chega na página de checkout, vai fazer o pagamento e… A loja aceita poucas opções de cartões.

Dessa forma, para evitar essa situação, fique por dentro das tendências de pagamento e busque aceitar o máximo de opções possíveis. 

Pix, PicPay, boleto, cartões de crédito e de débito de bandeiras variadas, vale refeição e vale alimentação, entre outros.

6. Facilite a recuperação do carrinho

É comum que as pessoas coloquem os itens no carrinho e fechem a página e/ou o aplicativo por algum motivo. Assim sendo, busque facilitar a recuperação do carrinho para o consumidor. 

Dessa forma, quando ele acessar novamente o e-commerce, ele já terá os itens incluídos na cesta na visita anterior, facilitando o processo de compra.

7. Invista no remarketing

Remarketing é uma estratégia que visa reimpactar as pessoas que já tiveram contato com a sua marca e/ou produtos. 

Se alguém adicionou um item ao carrinho, mas desistiu da compra, envie e-mails lembrando-o do abandono da cesta. Aliás, além do e-mail, é muito comum fazer remarketing por meio de anúncios. Nesse caso, ao navegar em outros sites, o usuário será impactado pela sua marca. 

O objetivo é incentivá-lo a adquirir o produto que ele adicionou ao carrinho anteriormente. Para isso, você pode oferecer condições especiais se ele fechar o pedido por meio do link que você enviou pelo seu e-mail ou do anúncio.

Pense que se em algum momento aquele item foi pesquisado e/ou adicionado no carrinho, é porque existe interesse da parte do consumidor em adquiri-lo.

O momento pode não ter sido o ideal, ele pode ter ficado distraído ou mudou de ideia. Entretanto, ao ser reimpactado sobre aquele produto em especial, provavelmente ele pensará mais uma vez em adquiri-lo. 

8. Adapte seu e-commerce para aparelhos mobile (tablets e smartphones)

O mobile commerce (comércio móvel, que engloba compras feitas por dispositivos móveis, como smartphones e tablets) nunca esteve tão forte. E a tendência é que ele continue dessa forma.

Para ter uma ideia, de acordo com o relatório emitido pela Ebit|Nielsen na pesquisa Webshoppers 43, as compras feitas via mobile commerce responderam por mais da metade – mais especificamente, 53% – do e-commerce em 2020 no Brasil

Assim, isso significa que, além do seu e-commerce ser eficiente, fluido e intuitivo nas telas de computadores, ele também precisa ser responsivo e adaptado para funcionar perfeitamente nas telas de tablets e smartphones. 

– Saiba mais sobre o mobile commerce no seguinte artigo: O futuro do varejo está no mobile commerce (m-commerce)?

Enfim, agora que você já sabe mais sobre o que é o abandono de carrinho, o que causa essa situação e, ainda como evitá-la, que tal garantir um melhor resultado para o seu e-commerce? Entre em contato conosco agora mesmo, tenha sua própria loja virtual e garanta uma experiência de compras mais completa e satisfatória aos seus clientes. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Daniela Hendler

Jornalista graduada pela PUC-PR. Analista de Marketing com foco em produção de conteúdo estratégico na Mercafacil. Tem alguma sugestão de conteúdo que gostaria de ver por aqui? Envie para [email protected]