Tag

Aumento de Vendas

Browsing

Em todo estabelecimento comercial existem os locais em que há maior visibilidade dos produtos e fluxo de pessoas e, também, aqueles que atraem menor atenção. A esses pontos, chamamos, respectivamente de “zonas quentes” (hot zones) e “zonas frias” (cold zones).

Conhecer quais são esses pontos no seu supermercado pode ser o começo de uma jornada muito importante para:

  • Aumentar suas vendas no geral;
  • Fazer com que um produto que não tinha tanto giro/saída passe a ser mais adquirido pelos clientes;
  • Elevar o ticket médio da sua loja;
  • Melhorar a experiência de compras do cliente;
  • Favorecer o fluxo de pessoas na sua loja, evitando aglomerações e filas longas;
  • Conhecer melhor o funcionamento do seu supermercado, identificando seus pontos fortes e fracos;
  • Otimizar a layoutização da loja, organizando as mercadorias de maneira mais atrativa para os consumidores, entre outros. 

Assim sendo, para te ajudar a identificar as zonas quentes da sua loja, esquentar as zonas frias e, também, sugerir boas estratégias para o seu varejo, preparamos este material. Acompanhe!

Como identificar as zonas quentes do seu supermercado 

De forma resumida, qualquer local que atrai naturalmente uma maior atenção dos clientes é uma zona quente. Por exemplo, a entrada da loja, por ser o local que a maioria dos clientes se dirige, é uma zona quente.

Além dela, a frente de caixa, as pontas de gôndolas, as ilhas promocionais, os quiosques e os locais em que ficam as novidades, liquidações, testes e degustações, também costumam fazer parte das zonas quentes do seu estabelecimento.

Entretanto… Qual é o melhor lugar para posicionar essas ilhas promocionais e demais produtos que merecem destaque? Como selecionar as mercadorias que estarão em cada local? Pois bem: para tomar essas decisões estratégicas é essencial debruçar-se em dados. 

Mapeando o fluxo de clientes no supermercado

O primeiro passo para ter mais sucesso com as zonas quentes do seu supermercado é mapear o fluxo dos clientes dentro da sua loja. É tendo esse conhecimento que você saberá onde colocar os produtos que merecem destaque e, também, poderá “esquentar” a maior parte de pontos da sua loja.

Para isso, você pode optar por um software de Gestão de Clientes completo, que traz todas as informações sobre o comportamento de compras do seu consumidor. Com essa plataforma, você saberá exatamente o que cada cliente comprou, seu ticket médio, quantidades de itens na cesta, além de informações pessoais sobre a pessoa, como idade, sexo, local em que mora/trabalha, entre outros.

Juntando essas informações de cada um dos seus clientes, você saberá metrificar com exatidão quais pontos da sua loja fazem mais sucesso e, também, quais precisam ser olhados com mais cuidado.

A partir disso, pode reorganizar produtos e, dependendo, até mesmo setores inteiros da sua loja para aumentar os pontos quentes dela. Sempre, é claro, tomando decisões estratégicas e que fazem sentido para a sua marca.

6 dicas para gerar boas zonas quentes na sua loja 

Antes de seguir para as dicas para aumentar e/ou melhorar as zonas quentes da sua loja, vale ressaltar que o ideal é esquentar o máximo de pontos possíveis. Mesmo sabendo que, inevitavelmente, sempre existirão áreas com menor fluxo de pessoas e que atraem menos atenção. 

1. Crie mais zonas quentes na loja 

Pois bem, agora que você tem em mãos os dados do comportamento de compras dos seus clientes, é hora de aumentar o sucesso das zonas quentes da sua loja. E uma sugestão importante pode ser a de criar novos hot zones no estabelecimento.

Para isso, uma boa dica é expor condições especiais (ofertas, liquidações ou lançamentos) a partir de 4 passos da entrada de sua loja. Assim, logo que o cliente entrar na loja, dará atenção a estes produtos.

Também, aproveite ao máximo as pontas de gôndolas, dando destaque para mercadorias estratégicas. Por encabeçarem o corredor, as pontas de gôndola chamam muito a atenção dos clientes e podem ser um local excelente para você posicionar:

  • Produtos de alto giro;
  • Mercadorias de valor mais alto;
  • Itens sazonais, que merecem maior destaque naquela época do ano.

Além disso, você pode fazer excelentes parcerias com a indústria e negociar pontas de gôndola com fornecedores chave para o seu estabelecimento. Basta mostrar a eles os dados do seu varejo, revelando que aquele local é uma zona quente importante da sua loja – e que você está disposto a posicionar ali os produtos daquela marca.

Essa atitude pode gerar uma maior confiança e credibilidade por parte do fornecedor e, também, aumentar as vendas do seu varejo.

Além das pontas de gôndola, organize os seus corredores, dando preferência aos produtos que ficam na altura dos olhos, e monte ilhas de produtos em locais estratégicos, lembrando-se que essas ilhas devem ser baixas e de fácil acesso aos clientes.

2. Melhore a exposição dos produtos e garanta que eles tenham visibilidade

Você sabia que o simples ato de melhorar o posicionamento dos produtos pode fazer com que as vendas aumentem? Isso mesmo!

Além de garantir que as mercadorias estejam sempre alinhadas, organizadas e com os rótulos virados para frente, garanta que não haja uma coluna na frente prejudicando a visibilidade do produto, por exemplo.

Além disso, é essencial considerar a posição dos produtos em relação à loja como um todo.

Enquanto antigamente os produtos eram sempre organizados por tipo – massas em um corredor, biscoitos em outro, bebidas em outro, – hoje, é possível pensar em divisões mais flexíveis.

Quando bem feitas, essas organizações ajudam a:

  • Esquentar pontos frios do seu supermercado;
  • Estimular a compra por impulso;
  • Tornar a experiência de compra do cliente mais completa.

Visando a praticidade, você pode posicionar o queijo parmesão ao lado do macarrão, pacotes de amendoim junto com bebidas, entre outros. Além de aumentar a venda de todos os produtos envolvidos, você facilita a vida do seu cliente e esquenta pontos da loja.

MAS ATENÇÃO!

Apesar das mudanças nas tendências de consumo, não deixe de lado as técnicas de organização já consagradas.

Obviamente, não é à toa que itens básicos e de grande procura, como farinha, açúcar, feijão e arroz ficam nos últimos corredores do supermercado. Afinal, se o seu cliente não percorrer a loja toda até encontrar o que procura, dificilmente ele conhecerá tudo o que você tem a oferecer.

3. “Esquente” as zonas frias posicionando produtos estratégicos nelas e aumentando as vendas

Para minimizar as zonas frias da sua loja… Esquente-as! Como? Primeiramente, identificando-as.

Ao saber quais são os pontos da sua loja que merecem atenção e que precisam ter as vendas alavancadas, é hora de desenvolver estratégias que façam com que o fluxo de clientes e giro de produtos ali seja aumentado.

Uma boa forma de fazer isso é posicionar nessas zonas produtos de alta procura e, também, aqueles itens que basicamente “se vendem sozinhos”. 

Alguns exemplos de mercadorias que podem ajudar a esquentar as vendas são as lâminas de barbear, as pilhas, os chocolates e demais guloseimas, por exemplo. Quando posicionados próximos à frente de caixa, esses itens apresentam uma alta taxa de vendas e elevam o ticket médio das compras.

Outra forma de alavancar as vendas de uma zona fria é fazer promoções. Se você tiver uma prateleira/ponta de gôndola especial para ofertas imperdíveis, posicione ela ao final da sua loja, em um local que, teoricamente, seria “frio”. Assim, você irá esquentá-lo!

Lembre-se apenas de dar bastante atenção à sinalização e comunicação visual, estimulando o cliente a ir até essa parte da loja.

Ademais, mais uma maneira de esquentar zonas mais frias é apostando em decorações e itens sazonais que levam o cliente até o setor.

Os ovos de páscoa pendurados, por exemplo, podem ser posicionados em diversas áreas da sua loja. Inclusive, nas zonas frias.

Como são diversos os clientes que irão comprar esses produtos durante o período da festa, o fluxo de clientes que irá passar pelos corredores decorados irá aumentar. (Ps: no próximo tópico falaremos um pouco mais sobre sazonalidade e festas).

– Veja também: Ponto de venda: 8 dicas infalíveis para aumentar suas vendas no PDV

4. Mude os produtos das zonas quentes acordo com sazonalidade, lançamento e data de validade 

Como abordamos brevemente no tópico anterior, saber como usar as festas e sazonalidades pode ser uma excelente estratégia para aumentar e aproveitar as zonas quentes do seu supermercado. 

Além da Páscoa, o Natal, a Festa Junina, a Black Friday e demais comemorações que mexem com diversos setores da loja são ótimas oportunidades para você aquecer diversos pontos do estabelecimento. Entretanto, vai além disso. 

Afinal, produtos que estão perto de vencer, por exemplo, também devem estar em zonas quentes. Além deles, as mercadorias que acabaram de ser lançadas são outras que merecem destaque e chamam a atenção do consumidor.

Sabemos que é praticamente impossível ter áreas quentes o suficiente para acomodar todos os produtos.

Por isso, trabalhar com o revezamento de mercadorias entre zonas quentes e frias vai te ajudar a maximizar as vendas e evitar perdas de estoque.

Ademais, essa mudança de layout e de disposição dos produtos pode ser uma maneira de gerar curiosidade e atrair mais clientes. Ao perceberem que há uma mudança na loja, as pessoas podem se sentir atraídas para conferir de perto as novidades.

No entanto, faça esse revezamento de produtos de maneira ordenada, planejada e organizada. Nada de apostar em muitas mudanças ao mesmo tempo, pois isso pode surtir um efeito contrário no seu consumidor. Para isso:

  • Tenha uma boa gestão de estoque;
  • Saiba quais são os produtos com maior margem de lucro;
  • Tenha um controle preciso das datas de vencimento/validade das mercadorias;
  • Saiba qual é o giro de cada produto. 

5. Faça uma comunicação visual que facilite e indique o trajeto que os consumidores devem fazer até os produtos

A boa comunicação visual no seu PDV é essencial para garantir uma boa experiência de compra para os seus consumidores. Além disso, ela auxilia a levar os consumidores até os diferentes setores da sua loja.

Por isso, utilize com maestria cartazes, placas, etiquetas e indicadores no chão para sinalizar a sua loja. Capriche no visual da mobília e seus materiais promocionais.

Além disso, promova uma boa iluminação na loja e bom espaço para circulação de clientes, facilitando o trajeto deles no estabelecimento e ajudando a garantir uma melhor experiência de compras.

Pense da seguinte forma: as zonas frias já recebem naturalmente um menor fluxo de clientes. Se a comunicação visual estiver inadequada e/ou o trajeto não for facilitado, esse fluxo será ainda menor. 

Por isso, trabalhe para garantir um padrão alto de qualidade na sua loja. Não somente nos seus produtos, mas em todo o estabelecimento. É essencial que o cliente sinta-se confortável ali dentro durante toda a compra. 

6. Use suas redes sociais e demais canais de comunicação a seu favor 

Além de garantir que o seu PDV saiba muito bem utilizar as zonas quentes da loja, lembre-se de que é importante manter os seus clientes sempre por perto, fortalecendo o relacionamento com eles.

Por isso, usar as redes sociais e demais canais de comunicação (como SMS, WhatsApp, pushs de aplicativo) pode ser muito importante para o seu varejo. Você pode utilizá-los das mais diversas maneiras para se comunicar com os seus clientes.

Como estamos falando de zonas quentes e zonas frias, tanto as postagens nas suas redes quanto às mensagens enviadas para os clientes podem te ajudar a “esquentar” as zonas frias.

Suponha que um corredor seu está com as vendas baixas e você quer dar um up. Então, algumas ações que você pode fazer são:

  • Criar postagens nas redes sociais que destaquem produtos dessa sessão;
  • Fazer uma campanha segmentada para os clientes que costumam comprar desse departamento, oferecendo ofertas exclusivas para eles;
  • Acrescentar produtos estratégicos dessa sessão no seu Clube de Descontos, estimulando o cadastro de mais clientes no clube – e, também, é claro, a compra dessas mercadorias. 

Seja quais forem as estratégias escolhidas, aproveite os seus meios de comunicação para aumentar as vendas nas zonas frias da sua loja.

Por fim, colocando em prática essas dicas, o seu supermercado tem tudo para usar bem as zonas quentes da loja e alavancar as vendas. Porém, se você chegou até aqui e ainda tem dúvidas sobre como aplicar essas ações, entre em contato conosco e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão.

Se você está em busca de vender mais no inverno e alavancar os resultados do seu varejo na estação mais fria do ano, você está no lugar certo.

É comum que as vendas nos supermercados acompanhem a sazonalidade ao longo dos 365 dias. Assim, com a chegada das temperaturas mais frias, também são alterados alguns dos produtos mais consumidos pelos clientes. 

De maneira geral, é possível destacar algumas mudanças, por exemplo: as bebidas geladas dão mais espaço para as quentes. Também, as sopas, os pães, os queijos e os chocolates passam a ser mais procurados pelos clientes.

Além deles, pratos mais tipicamente consumidos no inverno podem fazer mais sucesso entre os seus consumidores, como o fondue, por exemplo. Outros itens, como garrafas térmicas, também podem ser mais procuradas pelos consumidores.

Ou seja: se o seu supermercado trabalhar bem com a chegada do inverno, analisar as vendas dos anos anteriores e criar campanhas assertivas e criativas, pode movimentar diversos setores da loja e aumentar o ticket médio das compras. Isso tudo, é claro, ao mesmo tempo em que se mostra antenado às necessidades dos clientes e com a capacidade de antecipar os desejos e anseios deles.

E é para te ajudar a criar campanhas criativas, que tragam alto retorno sobre o investimento e ainda auxiliem a fidelizar os seus clientes que nós preparamos este texto. Acompanhe-o e tenha bons insights para  vender mais no inverno!

Como vender mais no inverno? 10 dicas de ações para aplicar no supermercado

1. Analise os dados de vendas dos anos anteriores

Logo no início do texto nós citamos alguns produtos que costumam ter as vendas aquecidas durante o período mais frio do ano. Entretanto, você só saberá com exatidão quais são as mercadorias que fazem mais sucesso no seu varejo ao se debruçar sobre os dados de vendas dos anos anteriores.

Essa ação vai deixar clara informações como:

  • Perfil dos clientes (idade, sexo, idade, localização geográfica, etc);
  • Produtos preferidos dos clientes;
  • Produtos que você achou que fariam sucesso, mas que “encalharam”;
  • Ticket médio das vendas;
  • Quantidade de produtos adquiridos em cada compra;
  • Comparar o valor que foi gasto pelos clientes que fazem parte do seu Clube de Descontos com aqueles que não são cadastrados – é muito provável que os consumidores do Clube de Descontos tenham gastado uma porcentagem maior do que os demais, entre outros.

É claro que a cada ano novas marcas e produtos passam a fazer sucesso. Porém, analisar de forma cautelosa os dados de vendas deste mesmo período do ano passado vai fazer toda a diferença para você traçar estratégias para vender mais no inverno neste ano

PS: Se você já tiver uma ferramenta completa de Gestão de Clientes, como a da Mercafacil, essa tarefa de analisar os dados do comportamento de compra dos seus consumidores será ainda mais fácil para você.  

2. Adapte o mix de produtos do seu supermercado

Ao conhecer os dados de compras dos anos anteriores você saberá melhor sobre como deixar o seu mix de produtos mais completo para o inverno. E sobre adaptar o mix de produtos não estamos falando apenas do setor de alimentação, mas também de outros departamentos que podem ter as vendas bem aquecidas nos dias mais frios.

Em 2017, por exemplo, a venda de aquecedores subiu 133% na região sudeste no Walmart Brasil. No sul, esse número foi de 234%. Os edredons também tiveram um aumento expressivo nas vendas: 60% na região sudeste e 38% na região sul.

Esse é só um exemplo de como você deve acompanhar as tendências, analisar os dados anteriores e otimizar o mix de produtos do seu supermercado para suprir as necessidades e desejos dos seus clientes.

3. Para vender mais no inverno, monte kits personalizados

Outra importante dica para vender mais no inverno e, ainda, agregar mais valor ao seu supermercado, é criar kits personalizados. Eles podem ser vendidos em formatos de cestas presenteáveis ou apenas para facilitar a vida dos próprios clientes.

Algumas sugestões de kits que você pode montar para vender nesse período do ano são:

  • Fondue doce (com frutas e chocolates) + um vinho que harmonize;
  • Fondue de queijo (com queijos indicados para o fondue, pães e outros possíveis acompanhamentos, como legumes, batatinhas, entre outros) + um vinho que harmonize;  
  • Queijos e vinhos;
  • Pães italianos ideais para serem preenchidos com sopas e cremes;
  • Kit para fazer chocolate quente cremoso (leite, chocolate quente, marshmallow, etc);
  • Caneca e cápsulas de bebidas quentes variadas – café, chá, capuccino, mocaccino, entre outros;
  • Kit com chás variados;
  • Se o seu varejo trabalhar com o setor de perfumaria, é possível criar kits de produtos de beleza que fazem sucesso no inverno. Por exemplo: hidratante labial + hidratante facial + hidratante corporal para manter a pele protegida e hidratada no inverno.

A criação de kits pode fazer com que o seu varejo venda produtos que, separadamente, talvez não fariam tanto sucesso. Além disso, passam a impressão de que o seu varejo se importa e deseja oferecer uma experiência de compras mais completa ao consumidor. 

Lembre-se de deixar os kits sempre bonitos e em locais que chamem a atenção do cliente. Eles devem sentir vontade de adquirir esses kits, sejam para eles mesmos ou para presentear pessoas queridas.

4. Destaque nas suas redes sociais receitas e/ou os principais produtos FLV da época – com certeza, tem gente que espera pela “chegada” deles! 

Graças aos avanços tecnológicos é possível encontrar uma enorme variedade de produtos do hortifrúti ao longo do ano todo. Entretanto, existem sempre aqueles que fazem mais sucesso e são mais fáceis de serem encontrados em cada época do ano. 

Com certeza você tem clientes que gostam muito de algum produto FLV que são mais facilmente encontrados durante o inverno. Por isso, aproveite as suas redes sociais para postar sobre quais são os alimentos típicos dessa época e dê destaque para eles.

Faça brincadeiras e “batalhas” nos stories do seu Instagram perguntando qual dos produtos os seguidores preferem e verifique a possibilidade de colocar o produto vencedor com oferta exclusiva para o seu Clube de Descontos. Assim, você estará estimulando o cadastro no Clube.

No sul, por exemplo, o pinhão é um dos queridinhos da estação. Assim sendo, postar em suas redes sociais que “já chegou a época do pinhão” e que os consumidores podem encontrar essa iguaria no seu supermercado pode ser algo bem positivo. 

Além dos produtos de FLV da estação, aproveite também as suas redes sociais para postar receitas “quentinhas” e que fazem sucesso no inverno. E o cardápio pode ser bem variado! 

Desde sopas e cremes, passando pelo fondue, massas, carnes acompanhadas de risotos, chocolate quente, dicas para montar tábua de frios, dicas de harmonização de vinhos com diferentes refeições, entre outros.

Dica extra: outras postagens de inverno para as suas redes sociais

Além de dar sugestões de receitas de inverno e de produtos da estação, também é possível produzir conteúdos voltados para os cuidados com a saúde e a imunidade e, ainda, sugestões de “Faça você mesmo”. Por exemplo: aprender a fazer seu próprio cachecol! Explore diversos assuntos e aproveite, pois o inverno dura alguns meses. 

5. Faça encartes temáticos de inverno

Além de usar as redes sociais, aposte também nos encartes temáticos de inverno. Frases como “Ofertas para aquecer o seu inverno” e/ou  “Leve para sua mesa os sabores do inverno” podem encabeçar o seu encarte. 

Lembre-se de escolher produtos relevantes para o encarte e, é claro, colocar em destaque aqueles que fazem parte do seu Clube de Descontos, sempre estimulando o cadastro e o engajamento dos consumidores. 

6. Use demais canais de comunicação (como SMS e WhatsApp) de maneira temática/personalizada para o inverno

Além das redes sociais e do encarte, mas ainda ainda focando na comunicação para te ajudar a vender mais no inverno, também use os demais canais para se relacionar com o seu cliente. Você pode mandar SMSs que “brinquem” com a época fria e, também, fortalecer o relacionamento via WhatsApp com mensagens que trabalhem esses temas.

Quer alguns exemplos de SMS que você pode mandar para vender mais no inverno? Olha só:

  • “Vem se esquentar aqui no [NOME DO SUPERMERCADO]! Veja as ofertas da semana que separamos para você [link para o encarte]”
  • “Ofertas quentinhas para aquecer o seu inverno? Só aqui no [NOME DO SUPERMERCADO] Confira [link para o encarte]”
  • “Os melhores preços para esquentar o seu inverno você só encontra aqui, no [NOME DO SUPERMERCADO]. Vem ver! [link para o encarte]”

7. Para vender mais no inverno, faça ilhas de produtos que fazem sentido e estimulem o cross selling

As ilhas de produtos promocionais e demais pontos extras do seu supermercado devem ser bem trabalhados durante todo o ano. E para vender mais no inverno, não poderia ser diferente. Por isso, aproveite esses espaços de destaque para posicionar, de forma estratégica, os produtos que fazem sucesso nessa época. 

(Ps: sempre lembrando que você descobrirá quais são esses produtos ao analisar os dados da sua loja, ok?)

Nos tópicos anteriores já demos a sugestão de você montar um “kit fondue doce”, por exemplo. Mas, mais do que isso, no seu hortifruti, você pode separar uma ilha promocional/mesa para colocar frutas selecionadas, latas de leite condensado e barras de chocolate. Essa organização estratégica pode fazer com que a venda de todos esses produtos cresça de maneira exponencial. Experimente e avalie os resultados!

8. Verifique a possibilidade de fazer queima de estoque 

Quem não gosta de promoção, não é mesmo? Então, para vender mais no inverno, verifique se há a possibilidade de fazer queima de estoque de produtos que estão parados/encalhados e utilize a temática “inverno” como desculpa para atrair os clientes.

Ações do tipo “Torra torra de inverno” podem aumentar o fluxo de clientes na sua loja e, assim, elevar o ticket médio das compras.

9. Prepare o seu estoque 

Ao conhecer muito bem o seu consumidor, você saberá quais são os produtos que fazem mais sucesso durante essa época do ano. Por isso: prepare-se para evitar tanto a ruptura de gôndola quanto o excesso de produtos que possam encalhar.

Se as garrafas térmicas fazem mais sucesso durante o inverno, tenha um bom estoque delas para garantir que os seus clientes não fiquem frustrados ao irem até a sua loja e não encontrarem este produto. Entretanto, apesar de serem produtos duráveis, o ideal é que eles não fiquem encalhados por muito tempo na sua loja. 

Por isso, para preparar o seu estoque com maestria, conheça bem os seus clientes e, também, o histórico da sua loja. 

– Veja mais: Confira 3 dicas para seu supermercado comprar melhor

10. Para vender mais no inverno, entenda e, mais do que isso, surpreenda os seus clientes

Por fim, mas não menos importante, para vender mais no inverno – e em qualquer período do ano – a dica mais valiosa que você pode receber é: entenda, compreenda e surpreenda o seu cliente.

Já passou o tempo em que o consumidor só valorizava o preço dos produtos na hora de fazer a sua compra. Hoje, o bom atendimento, um mix de produtos completo e a experiência de compras positiva (ou seja, poucas filas, fácil acesso, a aceitação de diversos tipos de pagamento, entre outros), são fatores essenciais para você atrair, conquistar e fidelizar os seus clientes. 

Assim sendo, lembre-se que o ato de encantar seus clientes deve ser diário. Afinal, todos os dias você receberá consumidores diferentes na sua loja e deve trabalhar arduamente para garantir que todos eles saiam satisfeitos

Colocando em prática essas dicas, o seu supermercado tem tudo para vender mais no inverno! Porém, se ainda estiver com dúvidas sobre como aplicar essas ações, entre em contato conosco e saiba como a Mercafacil pode te ajudar a compreender cada vez melhor os seus consumidores e entregar a melhor experiência de compra para eles.

Conhecer boas estratégias para aumentar as vendas no açougue pode ser uma excelente forma de alavancar os resultados gerais da sua loja.

Falamos isso porque, de acordo com pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Supermercado (Abras), o açougue é um dos setores mais importantes do supermercado, tendo uma participação média de mais de 20% sobre a venda total da loja.

Dessa forma, caso o seu supermercado ainda não tenha um açougue, talvez seja a hora de pensar em implementar este setor. E, é claro, caso a sua loja já tenha este departamento, preparamos para você excelentes dicas que vão te ajudar a aumentar as vendas no açougue e torná-lo um diferencial para os seus clientes. Acompanhe!

A importância de ter um açougue no supermercado

Além de ser responsável por uma grande fatia do faturamento, o açougue no supermercado pode ser importante para outros diversos fatores. A começar pelo comportamento de compras do cliente, que busca por praticidade, comodidade e qualidade no mesmo lugar.

Hoje, sabemos que as pessoas estão saindo menos de casa e evitando aglomerações. Assim, quando elas vão ao supermercado, desejam encontrar tudo o que precisam em um só lugar. E, caso elas desejem comprar carne fresca, mas o seu varejo não ofereça esse departamento, elas aproveitarão para comprar carne – e todos os outros itens da lista de compras – em outra loja.

Afinal, dificilmente alguém vai ao supermercado com a intenção de comprar carne e sai da loja apenas com esse item. Com isso, você deixa de fazer uma venda que poderia ser valiosa para o seu supermercado.

Mas vai muito além disso. Um açougue bem estruturado pode não ser apenas um “lugar para comprar carne” como qualquer outro, mas sim um ambiente que promove uma experiência de compras positiva e completa para o seu shopper e, até mesmo, se torna o principal diferencial competitivo da sua loja.

Assim sendo, se você deseja aumentar as vendas no açougue, precisa saber bons meios para fazer isso.

13 dicas para aumentar as vendas no açougue do seu supermercado

1. Se possível, ofereça uma sessão de autosserviço e, também, um balcão de atendimento

Hoje, mais do que nunca, é preciso fazer um atendimento agilizado e de qualidade para os clientes. Por isso, para aumentar as vendas no açougue do seu supermercado, verifique a possibilidade de oferecer tanto um setor de autosserviço, em que o cliente pega da geladeira os cortes de carne que deseja, quanto um balcão de atendimento. Entenda que esses serviços são complementares, e não excludentes.

É comum que o mesmo cliente possa procurar produtos do autosserviço quando vai à loja para uma visita mais rápida e, quando está com mais tempo, busque pelo atendimento do açougue para fazer uma compra maior/mais específica.

Também, ressaltamos que o atendimento em balcão, quando é feito por um profissional:

  • Atencioso;
  • Ágil;
  • Que mostra conhecimento sobre o assunto e sabe dar boas sugestões aos clientes;
  • Prestativo;
  • Disposto a ajudar, entre outros,

É uma poderosa ferramenta de fidelização para o consumidor dessa categoria de alimentos, uma vez que possibilita um atendimento personalizado e de confiança.

2. Para aumentar as vendas no açougue, tenha uma excelente comunicação visual

Com o consumidor fazendo compras mais rápidas, fazer uma sinalização adequada dos diferentes tipos de carnes e cortes pode ser um diferencial para aumentar as vendas no açougue do seu supermercado.

Assim, além de deixar bem identificado onde fica o açougue no seu varejo, coloque placas e/ou sinalizadores que mostrem onde estão os cortes bovinos, aves, suínos, linguiças, entre outros. Também, é claro, lembre-se sempre de deixar o preço dos produtos bem visível.

Assim, antes mesmo de os clientes efetivamente chegarem até o setor de carnes, já saberão onde estão os cortes que desejam e o valor deles. Isso facilitará o fluxo dentro da loja e ajudará a promover uma experiência de compras mais positiva aos consumidores. 

3. Verifique a possibilidade de ter uma área de preparo à vista

Uma boa dica para aumentar as vendas no açougue é aplicar um conceito de design importado dos restaurantes: o de criar uma “vitrine” para a cozinha. Aqui, a ideia é trazer essa visão de “aquário” para o setor de carnes do supermercado. Isso permite que os clientes consigam acompanhar, de forma transparente (literalmente!) o trabalho dos açougueiros.

Essa estratégia, além de deixar o departamento com um toque mais moderno, aumenta a sensação de higiene e segurança aos clientes. Afinal, todo o trabalho pode ser acompanhado por eles.

4. Trabalhe somente com produtos de alta qualidade

Para aumentar as vendas no açougue, é essencial que você trabalhe somente com produtos de qualidade. Atenção: não estamos falando de apenas trabalhar com produtos “premium” ou “gourmet”, mas sim que todos os alimentos do setor tenham QUALIDADE, independentemente de ser uma carne mais nobre ou não.

O açougue mexe diretamente com produtos perecíveis e delicados, por isso é tão importante avaliar esse ponto com atenção. Para isso, conheça muito bem quem são os seus fornecedores e pesquise informações como:

  • Histórico da empresa;
  • Verificar se ela cumpre, em todas as etapas, as normas da vigilância sanitária;
  • Saber como será o transporte da carne até o seu supermercado – afinal, é preciso que ele seja feito por meio de um caminhão especializado, com refrigeração;
  • Conhecer a procedência e demais informações sobre cada carne; 

Além disso, hora de receber a carne do fornecedor, verifique se há um carimbo com a palavra “Inspecionado”, que representa inspeção da Secretaria da Saúde, assegurando que está tudo de acordo.

Acredite: os seus consumidores sabem a diferença ao comprar uma carne de qualidade. E, quando isso acontece, eles são mais propensos a comprar no seu supermercado.

5. Entenda a importância da exposição da carne

A forma a qual você vai expor as carnes é fator essencial para aumentar as vendas no açougue. Assim sendo, garanta que o setor tenha uma iluminação boa, que favoreça o trabalho do açougueiro e a visão dos clientes.

Além disso, a higiene é fundamental para garantir o sucesso do seu açougue. Combata a todo custo moscas e outros insetos que podem pairar sobre a região e, também, evite o mau cheiro, mantendo a limpeza dos equipamentos como uma ação constante.

6. Higienização constante é essencial

Como citamos brevemente no tópico anterior, a higienização constante e bem feita é essencial para o sucesso do seu açougue no supermercado.

Por isso, siga as orientações da ANVISA na hora de deixar o seu açougue limpo e, também, os manuais e especificações de cada fabricante dos equipamentos, garantindo que eles estejam sempre de acordo com o que deve ser seguido.

7. Padronize os cortes e as transformações

Quando você vai a um restaurante que gosta, ao pedir um prato, já sabe o que vai encontrar. Não importa o dia da semana, a estação do ano ou qualquer outro fator: você deseja se deparar com aquela refeição de qualidade e padrão sempre oferecida por aquele estabelecimento. 

E se você quer aumentar as vendas no açougue, também é essencial manter essa padronização no setor. O cliente que vai ao seu supermercado e compra as carnes do açougue deseja sempre encontrar os produtos no mesmo padrão de qualidade.

Por isso, mantenha a padronização nos cortes e nas possíveis transformações que você fizer nos alimentos. 

Se necessário, antes de chegar ao resultado final da padronização, faça testes até descobrir quais são os cortes e transformações que mais fazem sucesso na sua loja. Também, caso decida testar algo novo, informe a novidade aos clientes e sugira que eles experimentem e depois digam o que acharam da novidade. 

Isso mostra um cuidado da sua loja em atender as necessidades dos clientes, ouvi-los, e, também, trazer novidades para o seu supermercado.

8.  Tenha uma câmara frigorífica de qualidade e exclusiva para a refrigeração de carnes

Pois bem: a carne é um alimento perecível e que exige muito cuidado no manuseamento, no transporte, no armazenamento e, também, na exposição no seu supermercado. Por isso, lembre-se de utilizar uma câmara frigorífica de qualidade e específica apenas para a refrigeração de carne.

Demais produtos, como pescados e derivados do leite, por exemplo, devem ficar em outro local.

9. Para  aumentar as vendas no açougue, tenha uma equipe muito bem treinada 

Para aumentar as vendas no açougue é extremamente importante contar com profissionais altamente qualificados. Lembre-se que o açougueiro executa um papel fundamental para o sucesso do setor.

Além de ele precisar saber como manusear as carnes de maneira técnica e correta, ele também precisa saber como utilizar todos os equipamentos do açougue, como armazenar as carnes, como prepará-las para a venda, entre outros.

Ainda, ele deve ter conhecimento sobre as normas de limpezas estabelecidas para o açougue e, por último, mas não menos importante, vale ressaltar que este profissional mantém um relacionamento direto com o cliente. Ou seja: ele é muito mais do que um “preparador de carne”.

São vários os clientes que procuram dicas e orientações sobre qual tipo de carne comprar e o açougueiro deve saber como prestar esse serviço com qualidade, proatividade e muito conhecimento. 

10. Mostre nas suas redes sociais que o seu supermercado é especialista no assunto 

Para aumentar as vendas no açougue mostre que o seu supermercado é entendido do assunto. Mas… Como fazer isso? Pois bem: uma boa maneira de mostrar a sua autoridade no assunto é utilizar as suas redes sociais a seu favor. Você pode:

  • Fazer postagens com receitas que utilizam diversos tipos de carne;
  • Convidar um chefe conhecido para explicar sobre o preparo de carnes;
  • Fazer stories quando abastecer o setor, mostrando que o açougue está com cortes fresquinhos e de qualidade;
  • Contar curiosidades sobre diferentes tipos de cortes de carne, entre outros.

Além das redes sociais, que tal fazer um encarte com receitas para um churrasco especial? Esse encarte pode ser enviado de forma segmentada via SMS para os clientes que já costumam comprar do setor!

11. Ofereça produtos semiprontos, que facilitem a vida do seu cliente

Enquanto algumas pessoas gostam de comprar a carne “in natura”, outras preferem adquirir cortes semipreparados. Por isso, você pode pensar em preparar uma linha de produtos temperados e semiprontos.

Cortes suínos, bovinos e de ave já preparados para o churrasco, assim como cortes de cordeiro já temperados, podem fazer sucesso. Além disso, outras opções são:

  • Bifê a rolê;
  • Espetinhos;
  • Kaftas;
  • Linguiças especiais;
  • Bifes à milanesa;
  • Hambúrgueres; 
  • Cortes marinados em temperos diferentes, etc.

Essas são algumas opções interessantes para agregar valor aos produtos e aumentar as vendas no açougue.

Para aumentar as vendas no açougue: aposte em cortes semiprontos
Para aumentar as vendas no açougue: aposte em cortes semiprontos

12. Para aumentar as vendas no açougue, planeje estratégias de marketing específicas para o setor 

Conte com o apoio do setor de marketing para aumentar as vendas no setor. Além de destacar o departamento nas suas redes sociais, verifique a possibilidade de fazer outras ações voltadas para o setor, como:

  • Sorteios de kit churrasco, por exemplo;
  • Campanhas segmentadas para clientes que já costumam consumir carnes do seu supermercado;
  • A inclusão de cortes específicos no seu Clube de Descontos, aumentando a taxa de cadastros no Clube – e, assim, você passa a conhecer melhor um maior número de clientes. 

13. Crie oportunidades para vendas por impulso

Dificilmente uma pessoa vai até o seu supermercado apenas para comprar carne e não compra outras coisas. Por isso, estimule as vendas por impulso apostando em uma boa layoutização de loja e boas oportunidades de cross selling.

Uma boa dica é posicionar, próximo ao açougue, produtos que costumam ser adquiridos juntamente com a carne. Vale ressaltar que esses itens variam de acordo com cada supermercado, afinal, cada estabelecimento tem seu perfil de público específico, dados de consumo e muito mais.

Entretanto, alguns produtos que podem fazer sucesso na compra por impulso são: 

  • Pão de alho;
  • Queijo coalho;
  • Azeites e temperos;
  • Cervejas especiais;
  • Carvão;
  • Acessórios para churrasco, como facas, espetos, fosforo, acendedor. 

– Veja também: 4 dicas para arrumar o supermercado e ter mais lucro

Como uma plataforma de Gestão de Clientes pode te ajudar a aumentar as vendas no açougue

Acima, demos 13 dicas infalíveis para aumentar as vendas no açougue e melhorar os resultados do seu supermercado. Entretanto, garantimos que todas essas dicas serão ainda mais eficientes quando feitas em conjunto com uma plataforma de Gestão de Clientes.

Isso acontece porque este software permite que você conheça, de maneira exata (ou seja: com dados, não com achismos!), o comportamento de compras dos seus clientes. Assim sendo, você saberá:

  • Quem são aqueles consumidores que costumam consumir do seu açougue com frequência;
  • Quais são os cortes que eles costumam levar;
  • Quando costumam comprar;
  • Quais são os outros produtos que eles compram junto com as carnes;
  • O ticket médio das compras; 
  • Se existem clientes que pararam de comprar carne no seu açougue de tempos para cá – se sim, o que será que aconteceu para você perder esses clientes? Que tal desenvolver ações para reconquistá-los?

Com essas (e tantas outras) informações obtidas por meio da sua plataforma de Gestão de Clientes, você terá ainda mais possibilidades para aumentar as vendas no açougue e, de quebra, conquistar novos consumidores, reativar os clientes inativos e fidelizar aqueles que já costumam comprar na sua loja.

Quer saber mais sobre essa poderosa ferramenta para o seu varejo? Então entre em contato conosco e saiba como a Mercafacil pode te ajudar a compreender cada vez melhor os seus consumidores e, ainda, aumentar as vendas no açougue do seu supermercado.

Saber como montar um excelente ponto de venda (ou PDV) vai fazer toda a diferença para o seu varejo. Afinal, caso você não saiba, de acordo com dados divulgados pela Nielsen, 70% das decisões de compra acontecem no ponto de venda. Isso mesmo!

Assim sendo, além de ser extremamente importante você desenvolver estratégias de relacionamento e de vendas que acompanhem o comportamento de compras e as tendências do momento – como, por exemplo, a utilização de redes sociais para fortalecer a sua marca e demais ferramentas disponibilizadas pela tecnologia – você não pode, jamais, esquecer da organização e da manutenção do seu ponto de venda

Ps: sim, nós sabemos que são muitas as frentes que envolvem um bom trabalho de gestão no supermercado. E que elas estão aumentando cada vez mais. 

Antes um supermercado de bairro sobrevivia muito bem “apenas” com a propaganda boca a boca e marketing tradicional (carro de som, outdoor e rádio, por exemplo). Entretanto, hoje, a concorrência está mais acirrada e, além disso, o comportamento de compras do consumidor mudou. E é para te ajudar a acompanhar essas tendências que nós estamos aqui.

Hoje, preparamos 8 dicas infalíveis para você ter mais sucesso no seu ponto de venda e alavancar os resultados do seu supermercado. Confira! 

8 dicas para ter mais sucesso no seu ponto de venda

Antes de começar a pontuar as nossas dicas, vamos sugerir uma pequena ação: pense nos momentos em que você foi o cliente. Isso mesmo: coloque-se no lugar do consumidor.

Assim, tente lembrar quais foram os motivos pelos quais você já deixou de comprar algum produto em um PDV.

Também, faça o inverso.

Ou seja: pense naqueles momentos em que você foi até um ponto de venda e acabou comprando mais do que o que havia planejado simplesmente. O que fez com que isso acontecesse?

Esse exercício pode te ajudar a ter bons insights de ações a serem tomadas no seu supermercado. 

Dito isso, é hora de seguir para as nossas 8 dicas para você aplicar no seu ponto de venda e alavancar os resultados da sua loja. 

1. Tenha uma loja bem apresentável, ou seja: organizada, limpa, segura, confortável, agradável, etc

Pois bem, o primeiro passo para você ter bons resultados no seu ponto de venda é garantir que ele seja bem apresentável. Ou seja, que as pessoas sintam vontade de ir até a sua loja. E aqui estamos falando tanto dos seus fiéis quanto aqueles que ainda não conhecem o estabelecimento.

E por quais motivos as pessoas sentem vontade de entrar na sua loja? Porque elas sabem que terão boas experiências lá.

Neste cenário, para ter uma loja bem apresentável, que atraia clientes e faça com que você aumente as suas vendas, é importante pensar nos seguintes pontos:

  • Fachada atrativa e convidativa;
  • Iluminação que favoreça os produtos e torne o ambiente agradável
  • Organização, tanto nos produtos quanto nos corredores, garantindo que o fluxo de pessoas seja facilitado e que os produtos sejam facilmente encontrados
  • Temperatura ambiente confortável
  • Limpeza 
  • Som ambiente agradável e convidativo
  • Facilidade de acesso 
  • Segurança

Como você pode ver, em nenhum momento aqui nós citamos os preços ou o mix de produtos. Neste primeiro tópico estamos apenas focando no ambiente “geral” da sua loja.

Agora sim, podemos seguir para o próximo ponto. 

2. Garanta que os preços sejam facilmente encontrados – e, é claro, estejam certos!

É muito comum que as pessoas desistam de comprar um produto simplesmente porque não encontram o preço dele. Isso faz com que o ticket médio das compras seja mais baixo e, também, sejam diminuídas as compras por impulso.

Caso seja um produto que a pessoa queira MUITO comprar, ela até pode ir até o caixa para perguntar o valor. Porém, se é uma mercadoria que ela levaria por impulso, quando o preço não está visível, a chance da desistência da compra é muito maior.

Entretanto, tão ruim quanto ou até pior do que não ter o preço na prateleira é quando o preço do produto está errado. Esse erro causa frustrações no seu cliente e, possivelmente, é algo que ele lembrará no futuro.

Por isso, evite ao máximo esse erro no seu ponto de venda. Garanta que os preços das mercadorias sejam sempre facilmente encontrados e estejam certos.

3. Tenha uma equipe bem treinada e proativa

Outro ponto importante que faz com que o seu supermercado destaque-se dos demais e tenha mais sucesso no ponto de vendas está relacionado com a sua equipe. Isso mesmo! 

Um bom time, bem treinado, proativo e que veste a camisa da empresa faz toda a diferença. São esses os profissionais que representam a sua marca e fazem o contato direto com os clientes.

Por isso, garanta que você tenha bons colaboradores trabalhando na sua loja. O bom atendimento é um diferencial e, além do mais, pode auxiliar até mesmo na hora de aumentar o valor das vendas.

Por exemplo: o operador de caixa que sugere produtos extras para serem comprados e estimula o consumidor a cadastrar-se no clube de descontos da loja. Ele está ajudando a melhorar os resultados do seu varejo e, ao mesmo tempo, garantindo mais valor ao seu ponto de venda.

4. Ofereça um bom mix de produtos 

Impossível falar de aumentar as vendas no seu PDV e não citar o mix de produtos. Afinal, as pessoas que vão até a sua loja desejam encontrar boas mercadorias para abastecer a sua casa e/ou negócio.

Entretanto, oferecer um bom mix de produtos é algo altamente subjetivo. Afinal, cada supermercado tem um público-alvo e perfil de clientes específico. Por isso, para garantir um bom mix de produtos no seu ponto de venda, é essencial que você conheça muito bem os seus clientes e saiba:

  • Quem são eles
  • O que eles desejam;
  • Quais os produtos que costumam adquirir;
  • E, mais do que isso, o que você pode oferecer para surpreendê-los.

Para ter todo esse conhecimento de público, nada melhor do que contar com uma plataforma de Gestão de Clientes completa, como é o caso do CBM da Mercafacil. A ferramenta te auxilia a conhecer melhor cada um dos seus clientes de acordo com suas singularidades. 

Dessa forma, você passa a oferecer o mix de produtos certo para as pessoas certas. A assertividade da sua loja aumenta, a experiência de compras do seu cliente é mais positiva e a fidelização dos seus consumidores mais certa.

– Veja mais em 5 dicas para escolher o melhor mix de produtos para sua loja.

5. Utilize bem os “hot points” (como a frente de caixa, por exemplo) para aumentar suas vendas 

Outra boa dica para você aumentar suas vendas no PDV é saber como utilizar bem os “hot poits”, traduzidos como “pontos quentes”. Eles são os locais estratégicos de uma loja e normalmente ficam posicionados perto das entradas do estabelecimento ou próximos aos caixas.

Normalmente, esses pontos estratégicos são conhecidos por gerar compras por impulso, uma vez que os produtos estão em destaque, com o preço bem visível e de fácil acesso ao cliente.

Uma boa dica é apostar em geladeiras bem abastecidas perto dos caixas, tanto na entrada quanto na saída da loja, por exemplo. Essa ação faz com que haja a compra por impulso imediato, afinal, o cliente sabe que ao comprar este produto, irá beber algo gelado em questão de minutos.

Lembre-se de que a localização dos produtos é um atributo que influencia diretamente nas vendas. Por isso, na hora de organizar a sua loja, leve isso em consideração.

Entretanto, para saber como distribuir os diversos tipos de artigos na sua loja, voltamos a um tópico que já citamos anteriormente: a necessidade de conhecer o consumidor que frequenta a sua loja. Afinal, somente assim você entenderá a melhor forma de fazer um bom layout e distribuição de mercadorias de acordo com o gosto do seu cliente. 

6. Elabore uma boa comunicação no PDV

É essencial que os seus clientes não sintam-se perdidos no seu ponto de venda. Por esse – e tantos outros motivos, – é importante você elaborar uma boa comunicação visual no PDV.

Além de ajudar as pessoas a não se perderem pela loja, a comunicação visual bem feita auxilia a:

  • Mostrar para os consumidores onde fica o corredor de cada sessão;
  • Exibir as principais ofertas em destaque da sua loja;
  • Alertar sobre cuidados com a segurança, principalmente em tempos de distanciamento social;
  • Mostrar quais são as campanhas vigentes da sua loja;
  • Revelar quais são os produtos que acabaram de chegar, entre outros.

São diversas as formas de você apostar em uma boa comunicação visual no seu ponto de loja. É possível usar displays, cartazes, etiquetas atrativas e em formatos diferentes (como em “splash” para dar mais destaque, embalagens chamativas, entre outros.

Entretanto, sejam quais forem as formas escolhidas para você fazer essa comunicação visual, lembre-se de optar por fontes que sejam entendidas facilmente, com cores que destaquem-se do plano de fundo e, se possível, em tamanho grande.

Também, caso o objetivo seja divulgar ofertas, aposte em expressões já populares e que despertam interesse e curiosidade no consumidor, por exemplo: 

  • Leve 3, pague 2
  • Compre agora
  • Últimas unidades disponíveis
  • Acima de 3 unidades, cada unidade sai por [inserir um valor mais baixo]. 

Vamos também lembrar que a comunicação visual deve ser padronizada. Assim, evita-se a poluição visual e a sensação de desorganização. Por isso, defina quais serão as cores, as fontes e os formatos de cartazes utilizados com antecedência e siga esse padrão. 

7. Faça uma pesquisa da concorrência e traga boas ideias para o seu ponto de venda

Saber como os seus concorrentes estão atuando no mercado pode ser outro ponto importante para você desenvolver as ações estratégicas no seu ponto de venda.

Mas veja bem, não estamos falando de copiar os outros supermercados, e sim de se inspirar em boas ações feitas pelos seus concorrentes.

Neste cenário, dedique-se para fazer um bom benchmark. Com ele, você pode ter boas ideias a partir de ações feitas pelos seus concorrentes. Elas podem ser um ponto de partida para você desenvolver campanhas ainda melhores no seu PDV. 

8. Conheça seus clientes, analise os dados das suas vendas e transforme esse conhecimento em ações

Por último, mas não menos importante – inclusive, talvez esse seja o ponto mais importante para você aumentar as suas vendas no seu PDV – estamos falando de você conhecer muito bem o seu público.

E, aqui, não estamos falando de achismos. Mas sim de conhecer, estatisticamente, os seus clientes. 

Saber características como: 

  • Idade;
  • Classe social;
  • Frequência de compras;
  • Ticket médio das compras;
  • Produtos preferidos;
  • Endereço em que mora e endereço em que trabalha, entre outros. 

São esses dados que permitem que você personalize o seu PDV e a sua maneira de se comunicar com essas pessoas.

Quer um exemplo para entender melhor a importância desses dados para o seu ponto de venda? Pois bem:

Vamos supor que o seu supermercado fica localizado em frente a um colégio. O que isso significa? Que haverão muitos estudantes por perto. Assim sendo, talvez seja uma excelente ideia você apostar em lanches e comidas prontas logo na entrada da loja.

Outro exemplo pode ser aplicado quando o supermercado é localizado perto de uma academia. É possível que as vendas de isotônicos, barras de proteína e suplementos sejam maiores nesse local. Entendeu?

Entretanto, você só terá certeza de todas essas suposições de uma forma: analisando os dados da sua loja. Por isso contar com a plataforma de Gestão de Clientes da Mercafacil pode ser uma verdadeira mina de ouro para o seu varejo vender mais.

Quer saber mais sobre como podemos te ajudar? Agende agora mesmo uma reunião gratuita com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil vai te oferecer todas as informações e insights que você precisa para montar um ponto de venda impecável.