Informações de Mercado

Como o layout de supermercado bem feito vai aumentar suas vendas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Você já deve saber que apostar em um layout de supermercado bem pensado pode fazer toda a diferença para o seu negócio, certo?

Afinal, quando bem feito, o layout de loja é uma excelente estratégia para ajudar os clientes e a terem uma melhor experiência de compras na sua loja. E isso, por si só, já deveria ser o suficiente para te motivar a estudar mais sobre o assunto. 

Porém, acertar a mão e fazer um bom layout de supermercado traz ainda outras grandes vantagens para o seu negócio. E é para te mostrar quais são elas que nós, em parceria com a Paranáfrigor, preparamos este material para você. Acompanhe!

Mas afinal, o que é um bom layout de supermercado?

De acordo com Carlos Fin, gerente comercial da Paranáfrigor com mais de 40 anos de experiência em supermercados, um bom layout de supermercado ajuda o estabelecimento a vender mais, melhor e reduz despesas. “Ele é tanto um mapa estratégico de vendas quanto de operação”, diz.

E não trata-se de apenas de desenhar a posição de cada gôndola, expositor ou checkout. O bom layout deve ser pensado e executado considerando os indicadores do negócio, o público-alvo da loja e a operação da equipe.

“Também, é necessário levar em conta outros fatores, dentre os quais estão: o estacionamento, a retaguarda (produção e armazenagem), a acessibilidade e as vias de acesso ao estabelecimento”, explica o gerente comercial.

Qual a importância de ter layout de supermercado bem pensado?

Prosseguindo, o consultor para projetos especiais da Paranáfrigor e especialista em gerenciamento de categorias, Silvio Cabrero, comenta que “é muito importante pensar muito bem o layout para que a operação da loja seja otimizada e para que os clientes tenham a melhor experiência de consumo”.

Para entender melhor, ele ressalta que a otimização de operação leva em consideração: 

  • O recebimento de mercadorias na retaguarda;
  • A agilidade no armazenamento – para não ser quebrada a “corrente do frio”, que nada mais é do que manter a integridade dos itens perecíveis;
  • A reposição eficiente na área de vendas sem causar transtornos aos clientes, sem aumentar as perdas de mercadorias
  • A boa distribuição de equipamentos refrigerados sem comprometer a eficiência do maquinário, evitando que haja o aumento de custos com a operação do supermercado.

Também, levando em consideração a melhor experiência de consumo possível para o cliente, é essencial compreender que o layout de supermercado deve ter:

  • Lógica de circulação;
  • Corredores confortáveis;
  • Clima agradável para os clientes que circularão pela loja;
  • Checkouts bem distribuídos;
  • Estacionamento dos carrinhos de compra sempre organizado;
  • Boa setorização do mix;
  • Exposição adequada para produtos que causem o desejo de compra pela autoindulgência. 

São todos esses fatores que, atuando em conjunto, causam maior satisfação no cliente e fazem com que ele tenha vontade de retornar à sua loja. Afinal, ela atendeu e superou as expectativas de consumo do consumidor.

Como fazer um bom layout de supermercado?

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre tudo o que abrange o bom layout de supermercado, é hora de entender como fazê-lo. Segundo o gerente comercial da Paranáfrigor, “tudo começa com a integração do escopo comercial com o escopo operacional nas áreas de vendas e retaguarda. É necessário balizar todas as definições do layout através das duas perspectivas”, explica.

Neste cenário, ações que podem auxiliar no desenvolvimento do layout são:

  • Contar com a ajuda dos fornecedores, que possuem informações estratégicas para impulsionar as vendas;
  • Ouvir o que os colaboradores têm a dizer, já que eles trabalham na área de vendas e podem contribuir com informações relevantes;
  • É claro, conhecer muito bem o seu cliente. Afinal, todo o seu layout de supermercado é feito com o objetivo de garantir a melhor experiência para ele. (Ps: esse é um ponto tão importante que, abaixo, você verá um tópico exclusivo para ele. Continue a leitura!) 

A importância da distribuição correta dos setores dentro da loja

Carlos Fin também ressalta a necessidade de uma correta distribuição dos setores dentro da loja. “A isto chamamos de ‘departamentalização’. É nesta etapa que as categorias de produtos correlatas são agrupadas, oferecendo ao shopper (a pessoa que compra, interage com o ponto de venda e vivencia a experiência de loja) uma experiência de compra lógica e sequencial, mesmo que inconscientemente”, explica.

Assim sendo, os setores são organizados de modo que um “puxa” o outro. Por exemplo: ao entrar em uma sessão de “cuidados com os cabelos”, o shopper é impulsionado a levar um pente ou uma escova, quando seu objetivo de compra seria apenas um shampoo.

Favorecendo o fluxo de clientes e a operação

Outro ponto que é importante ressaltar é a área de instalações da loja. Isso vale desde o estacionamento até as docas. Afinal, não adianta ter uma boa loja se ela não oferece uma boa acessibilidade.

Por isso, na hora de pensar no layout de supermercado, é fundamental levar em consideração a melhor localização e distribuição de:

  • Gôndolas e balcões refrigerados em locais de fácil reposição e abastecimento;
  • Investir em bons expositores de perecíveis;
  • Ter uma casa de máquinas bem localizada e dimensionada, proporcionando baixo consumo de energia e menores custos de manutenção.

Quais os resultados que o layout bem feito pode trazer para a loja?

De acordo com Silvio Cabrero, sob a ótica da experiência de consumo:

“Uma loja que possui um layout bem feito consegue conquistar novos clientes, aumentar o ticket médio das vendas e fidelizar os clientes habituais, aumentando a frequência de compras deles. Além disso, é natural que haja a propaganda ‘boca a boca,’ por parte dos clientes, pois a experiência de consumo agrada e surpreende eles”. 

Silvio Cabrero, consultor para projetos especiais da Paranáfrigor.

Já sob a ótica operacional, também existem outros ganhos que o layout de supermercado bem feito oferece. Dentre eles:

  • A organização aumenta;
  • As perdas diminuem consideravelmente;
  • A equipe necessária para a operação da loja fica mais enxuta. 

“É dessa forma que o layout bem feito proporciona economia ao supermercadista”, conclui o consultor.

Como conhecer o hábito de compra do consumidor pode ajudar na definição do layout?

Em um dos tópicos acima, falamos brevemente sobre a importância de conhecer bem o seu cliente na hora de fazer um bom layout de supermercado. Agora vamos destrinchar um pouco mais sobre esse assunto de extrema relevância.

Primeiramente, é importante afirmar que ter informações e dados assertivos sobre os hábitos de compra dos seus consumidores é essencial para você ter um bom layout de loja. 

Isso acontece porque são essas informações que permitem que o supermercadista formate o layout do supermercado buscando oferecer um nível de satisfação e conforto para o seu cliente. O resultado? o shopper prioriza o seu supermercado frente aos outros.

Conhecimento é a chave

Além disso, vale ressaltar que conhecimento é a palavra-chave para qualquer negócio. E, no varejo em geral, em que o foco principal deve ser sempre o cliente, conhecê-lo bem faz toda a diferença. “É o cliente/shopper que vai garantir o sucesso da sua loja”, comenta o gerente comercial da Paranáfrigor.

Assim sendo, é importante que haja uma união entre o varejista, a indústria e softwares de gestão tecnológicos. Afinal:

  • O varejista conhece mais sobre a cultura local e o público-alvo da loja;
  • A indústria conhece o potencial de venda e alcance dos produtos que produz;
  • Ferramentas tecnológicas trazem os dados reais sobre o supermercado.

Com isso, cabe ao varejista interpretar esses dados e transformá-los em ações que irão auxiliar no aumento de vendas e de rentabilidade.

Porém, muito além disso, bons softwares de gestão de clientes, como é o caso do CBM (Consumer Behavior Management – Gestão de Comportamento do Consumidor) da Mercafacil, além de mostrar os itens que estão agradando mais ou menos os shoppers, traz dados precisos que te mostram de forma detalhada o comportamento de compras do seu consumidor.

Com ele, o supermercadista passa a  compreender quais produtos saem mais e em quais épocas. Também, o software oferece todo o histórico de compras dos consumidores, assim como o valor de ticket médio, número de cupons, dados pessoais (como endereço, idade, sexo, estado civil), entre outros.

Ao unir de forma estratégica essas informações, o varejista tem todo o material que precisa para oferecer ao cliente uma loja de excelência em exposição, sempre com inovações e na vanguarda.

Use a tecnologia a seu favor na hora de fazer um bom layout de supermercado

Utilizar ferramentas tecnológicas que identifiquem o comportamento do shopper é uma vantagem competitiva fundamental neste “novo normal”. 

E você, já utiliza um bom software de gestão de clientes como o CBM da Mercafacil?

Com ele, você compreenderá cada um dos seus consumidores e terá uma chance maior de acertar em cheio no bom layout de supermercado. Ficou interessado? Então agende uma demonstração gratuita com um dos especialistas da Mercafacil e surpreenda-se.

* Material produzido pela Mercafacil em parceria com a Paranáfrigor

Jornalista graduada pela PUC-PR. Analista de Marketing com foco em produção de conteúdo estratégico na Mercafacil.

Write A Comment