Informações de Mercado

Segmentação de clientes: quais dados são importantes para criar uma?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma estratégia que conta com a segmentação de clientes tem mais chances de alcançar resultados melhores. Essa, sem dúvidas é uma das melhores opções para empresas que buscam aumentar seus ganhos.

Assim, trabalhar com grupos de consumidores possibilita que a comunicação seja feita de uma forma mais personalizada. Dessa forma, a efetividade pode aumentar consideravelmente.

Empresas que já trabalham com segmentações podem comprovar que essa prática funciona no dia a dia.

Acompanhe este post até o fim para conferir alguns desses casos e quais são as informações mais importantes.

Como criar uma segmentação dos clientes

Os supermercados sempre foram acostumados a colocar em prática ações com grande impacto para atrair clientes.

De fato, por muito tempo foram comuns comerciais de TV e distribuição de encartes. Porém, as evoluções tecnológicas trouxeram métodos mais efetivos para isso.

A segmentação de clientes é um excelente exemplo disso. A comunicação já é feita para quem tem chances de comprar o produto, então consequentemente as chances de uma nova compra são maiores.

O primeiro passo para começar a segmentar os consumidores e alcançar resulta melhores é criar um programa de fidelização. Para participar desse programa você deve fazer um cadastro completo dos clientes.

Na sequência, você precisa começar a identificar as compras desses clientes cadastrados. Serão essas informações que irão servir como base para a criação das suas ações de comunicação.

Para gerir esses dados também é importante que você tenha uma plataforma para a gestão do comportamento dos seus clientes.

Esse sistema irá facilitar a análise, criação e a mensuração das campanhas criadas.

Dados importantes para a criação de segmentações

Existem diversos tipos de segmentação e vários dados que podem ser importantes para a sua ação em específico.

No momento da criação do seu programa de fidelização você deve pensar nessas possibilidades e inserir esse campo na ficha de cadastro.

Existem também as informações mais básicas que não podem faltar na sua sua base de clientes. Nome completo, endereço, CPF, data de nascimento, celular e email, são algumas delas.

Essas informações já irão possibilitar que você tenha canais para contato com os clientes, possa chamá-lo pelo nome e também aproximar o relacionamento com eles.

Dados como profissão e se o cliente possui filhos, por exemplo, podem abrir ainda mais possibilidades para a sua loja.

O dia do aniversário e profissão, podem servir para a criação de ações de relacionamento em datas comemorativas.

Já o endereço, pode contribuir de forma mais estratégica para a sua empresa no momento da busca por atrair novos clientes.

E por fim, os hábitos de compra que serão o seu braço direito no momento da criação das ações de venda.

Por esse motivo, é importante que o trabalho de identificação no momento da compra seja feito corretamente.
Com esses dados em mãos certamente você poderá criar campanhas de sucesso para a sua loja.

Quer saber como você pode usar a segmentação dos clientes na prática? Confira o nosso estudo de caso sobre como estimular compra com segmentação de mercado.

Responsável pela produção de conteúdo na Mercafácil.

Write A Comment