Gestão

Entenda como fazer um benchmarking pode melhorar os resultados da sua loja

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Fazer um benchmarking pode ser muito importante para a gestão do seu supermercado e melhora de resultados.

Muitos ainda têm a visão de que essa prática não é relevante ou que seus resultados não levam a conclusões importantes. Porém, isso precisa mudar o quanto antes se você quiser desenvolver seu negócio.

Geralmente esse método é aplicado da porta para fora da loja, mas também pode ser feito um benchmarking interno. Com isso, certamente você pode aumentar o desempenho dos seus colaboradores.

Entenda o que grandes empresas do varejo têm feito e como você pode adotar essas práticas na sua empresa com alguns passos simples.

Porque fazer um benchmarking?

Primeiro, quando se fala em benchmarking é preciso tirar a ideia de se comparar a algo ou alguém, isso é uma prática ruim.

Para um desenvolvimento em grande escala e contínuo é preciso entender o que precisa ser feito para chegar lá. E claro, se alguém já está no nível que você deseja alcançar não é algo ruim compreender o que faz para estar nesse patamar.

Dessa forma, você será capaz de ter ideias do que pode ser aplicado no seu supermercado, da sua maneira é claro. Essa tática precisa ser vista como uma oportunidade de crescimento para sua loja.

Para a aplicação, não leve em conta o tamanho da empresa que será analisada. Ela pode ser a líder no segmento do país ou seu concorrente de bairro, o trabalho feito precisa ser o mesmo.

É importante ter um processo para retirar o maior número de oportunidades possíveis. Para isso, você sempre vai precisar definir objetivos de análise, indicadores e adequação de proposta e definição de metas.

Além disso, entenda que fazer um benchmarking não é algo pontual. Assim como você os outros também estão em constante evolução. Então é preciso criar um planejamento para essas análises de maneira recorrente.

Cuidados ao fazer um benchmarking

Em teoria tudo parece bastante simples, mirar nos líderes do segmento e seguir o que eles fazem para “garantir” o sucesso.

Caso isso acontecesse seria realmente muito bom para a sua loja, mas na prática não é bem assim que funciona.

Uma má aplicação dessa estratégia pode não trazer resultados e com isso você perde tempo, e quem perde tempo perde dinheiro. Por essa razão, como falamos anteriormente é preciso ter um processo estruturado e metas definidas.

Sobre colocar em prática no seu supermercado ideias que surgiram a partir da análise, também é preciso cuidado.

Supermercados lidam com uma grande quantidade de pessoas diariamente, estão em regiões distantes, então serão distintos.

Por isso, você precisa trabalhar com a adequação de ideias para que sua loja e seus clientes estejam preparados para isso. A ideia é utilizar o benchmarking para te inspirar em nível de ideias e conhecimento de boas práticas.

Práticas dos líderes que você pode adotar na sua loja

1 – Carrefour

benchmarking
Fonte: Twitter Oficial @CarrefourGroup

Em 2018, uma das maiores redes supermercadistas do mundo anunciou um plano de inovação digital. A estratégia tem como nome “Carrefour 2022”, que remete ao tempo de ação para atingir os planos definidos.

Em resumo ela segue quatro passos:

  • Implementar uma estrutura organizacional simplificada e aberta;
  • Atingir ganhos de produtividade e competitividade;
  • Criar um universo omnicanal de referência;
  • Reformulação da oferta a serviço da qualidade dos alimentos.

São planos bastante ambiciosos para a rede que já tem bons resultados mundialmente e sobretudo no Brasil.

Você pode pensar que isso está totalmente fora de realidade para a sua loja, mas muito pelo contrário. Devido às suas proporções você pode tirar vários insights desse gigante do setor supermercadista.

Por exemplo, você pode montar um plano de desenvolvimento para os seus próximos dois anos, não é mesmo? Lembre-se que planejamento é um dos melhores caminhos para atingir o sucesso.

Alguns pontos que você poderia definir como suas metas são:

  • Estruturar uma área de inteligência para o supermercado;
  • Abrir uma nova loja;
  • Implementar pelo menos duas novas tecnologias, como aplicativos e etiquetas digitais;
  • Ter mais de 80% do faturamento da loja identificado.

Essas são apenas algumas ideias, elas precisam ser definidas de acordo com os seus objetivos de crescimento.

Viu? É a mesma estratégia que um grande varejista aplica, mas adaptada à realidade da sua loja.

2 – Grupo Pão de Açúcar (GPA)

Fonte: Site Oficial GPA Brasil

Outra rede com grande participação no setor supermercadista brasileiro tem trabalhado continuamente para inovar em suas lojas.

Em busca de novas tecnologias e formas de melhorar os resultados, o GPA anunciou no início de 2018 a criação de um laboratório de inovação. O diretor de inovação do grupo, Illan Israel, comentou no lançamento que a ideia é criar a cultura de inovação na empresa inteira.

Além disso, o GPA tem buscado se transformar em um multicanal de vendas no varejo alimentar. Para isso, tem firmado parcerias com apps de entrega e, inclusive, comprou uma empresa desse tipo de serviço.

Com essa estratégia a rede também consegue capturar uma grande base de clientes para suas ações. O objetivo é conhecer vários perfis de clientes e ter à disposição serviços para todos eles de maneira personalizada.

Se esses objetivos ainda parecem distantes para a sua loja, certamente pode te trazer importantes lições.

A primeira delas é sobre dados de clientes e o uso deles para melhor a estratégia da empresa como um todo. E claro, servir como insight para a criação de novos serviços.

Outra ideia que você pode aplicar na sua loja é sobre a inovação. Buscar conhecimento sobre novas tecnologias, estratégias e soluções que possam impulsionar o crescimento da loja sempre é bom.

E por último sobre novas formas de fazer vendas para o consumidor. O crescimento das lojas virtuais ainda é tímido no setor supermercadista brasileiro, mas essa cultura está sendo criada e a tendência é de crescimento.

Será que essa prática vale a pena para a sua loja? Um passo muito grande? Talvez a implantação de uma solução de gestão de clientes possa ser um bom começo. Caso você já tenha uma, um aplicativo, pode ser um ótimo caminho a ser seguido.  

3 –  Hema Supermarket


O Hema Supermarket fica em Xangai, na China, e a principal aposta é misturar a experiência de compra online com o “mundo real”.

O requisito básico para fazer as compras nessa loja é fazer o download do aplicativo do supermercado, pois tudo será feito por lá.  Os clientes podem escolher os produtos e pela leitura do código de barras terão todas as informações sobre ele.

No app, ainda podem ser feitas compras totalmente online, além de se cadastrar em clube de compras para uma experiência ainda mais personalizada.

Na experiência offline a aposta é na conveniência. No país asiático existe a tradição de consumir peixes frescos. Então, na loja é possível escolher o produto desejado e consumir ali mesmo no restaurante do supermercado.

De acordo com os resultados divulgados, a estratégia tem dado certo e o número médio de compra chega a ser de mais de uma por semana, por exemplo.

Nesse caso, algumas ideias bem interessante podem ser aplicadas na sua loja. Uma delas é apostar na conveniência para os clientes.

Uma opção é trabalhar seu setor de FLV, disponibilizando frutas já cortadas para os clientes. Ou até mesmo um local de consumo de produtos que podem ser comprados na loja, como uma lanchonete de sucos naturais.

Integrar canais on e off também é uma ótima ideia. Se você ainda não vende online, pode usar outras soluções. Um site de cadastramento, consulta de preços, um aplicativo para criar lista de compras, entre outros.

São algumas ideias de ligação entre esses dois ambientes que costumam fazer parte da vida dos clientes.

Ótimas ideias não é mesmo? Fazer um benchmarking sempre é bom e pode melhorar cada vez mais seus resultados. Para fazer corretamente faça o download gratuito do nosso Guia Completo Para Fazer Benchmarking.

Responsável pela produção de conteúdo na Mercafácil.

Write A Comment