Informações de Mercado

Entenda como a precificação no varejo pode ser decisiva para o sucesso do negócio

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Para se destacar no mercado e garantir o sucesso do negócio não basta ter um produto/serviço de qualidade. Na verdade, vários outros elementos interferem diretamente nas vendas, como, por exemplo, a precificação no varejo. 

O modo como você coloca preço nos produtos interfere diretamente nos resultados do seu negócio, uma vez que esse é um dos fatores que mais pesa na decisão de compra. É o que mostra a pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em 2018. Cerca de 85% dos entrevistados disseram que pesquisam e comparam valores antes de comprar. 

O varejista precisa elaborar os valores das mercadorias com cuidado, pois, eles precisam ser atrativos para os clientes, mas ao mesmo tempo manterem uma margem de lucro saudável para o empreendedor. 

Além disso, o que muitos empreendedores não sabem é que sem uma estratégia de precificação no varejo, eles ainda podem desencadear outros problemas. E nesse post vamos abordar mais à fundo como 

3 problemas que você pode ter por conta da precificação no varejo feita de maneira incorreta 

A precificação no varejo está diretamente ligada a vários fatores de um empreendimento. E quando ela não é feita de forma correta, pode acarretar problemas como: 

Redução de desempenho 

A perda de desempenho de um negócio pode ser reflexo direto dos valores das mercadorias. Isso porque, quando você não calcula o preço de forma adequada, ou se baseia apenas na concorrência, pode acabar não suprindo de forma eficiente as despesas, e até mesmo sair no prejuízo. 

É a famosa situação onde o negócio está com um faturamento alto, mas quando o empreendedor vai olhar o lucro, ele está baixo, quase que no vermelho. 

Falta de troco 

Outro problema recorrente por conta da precificação é a falta de troco. Essa é uma das estratégias mais tradicionais do varejo é a colocação de preços quebrados, como R$ 9,99 ou R$ 19,90. Esse tipo de precificação gera um efeito psicológico no consumidor, o que pesa mais no processo de compra. Isso porque, o preço quebrado reduz o impacto do valor em si, basta avaliar como R$ 49,90 parece mais atrativo do que R$ 50,00. 

Mas para que essa estratégia gere os melhores resultados para o empreendedor, atraindo mais clientes e assim gerando mais vendas, o negócio precisa estar preparado. Afinal de contas, com a demanda maior por moedas, o risco de falta de troco é maior. 

Por isso, cabe ao varejista buscar soluções que auxiliem nessa questão. Seja contratar um serviço de custódia para compra de moedas, criar ações de arrecadação ou investir em ferramentas de entrega do troco de maneira digital! 

Perda de clientes 

A precificação incorreta no varejo também pode afetar o sucesso do negócio ao aumentar a perda de clientes. Isso geralmente acontece quando o empreendedor apenas estabelece estimativas de despesas, e com isso acaba colocando preços mais altos. 

Como dito anteriormente, os consumidores estão sempre comparando preços. Não é à toa que pesquisas apontam que 67% dos clientes acabam comprando em supermercados online, por esses terem os valores mais “em conta”. 

Ter equilíbrio entre preços que sejam interessantes para os clientes, mas, ao mesmo tempo, que gerem lucro e o sucesso do negócio é um desafio. Seja para quem tem uma loja física ou um e-commerce. 

Por conta disso que a precificação no varejo é algo tão importante. Qualquer erro no processo pode comprometer diretamente as finanças e até mesmo a imagem do seu empreendimento dentro do mercado. 

Como fazer a precificação no varejo de maneira adequada? 

Existem várias formas de fazer a precificação de produtos. Contudo, antes de procurar por fórmulas prontas, é importante conhecer mais a fundo o seu nicho, o seu negócio e a sua clientela. 

Isso porque, cada empreendimento possui características e necessidades e específicas. Até mesmo comércios do mesmo ramo vão ter demandas diferenciadas. 

Logo, para precificar as mercadorias corretamente, leve em conta alguns pontos importantes. 

Avalie todas as despesas, principalmente taxas e tributos 

As despesas são elementos básicos no cálculo dos valores dos produtos. Afinal de contas, você precisa que as vendas cubram os gastos e gerem lucros. 

E aqui não é indicado usar estimativas. Coloque em uma planilha ou plataforma os valores exatos, principalmente de taxas e tributos (que geralmente pesam mais no orçamento). 

É com base no valor exato das despesas que você poderá definir a margem de lucro mais adequada. 

Conheça o seu público 

Entender e conhecer à fundo o seu público também auxilia na formação de preços. É estudando os comportamentos deles e até mesmo as preferências de compras que você poderá adequar os valores. 

É o conceito básico de demanda e oferta. Se há uma necessidade recorrente por produtos diferenciados por parte dos clientes, é possível agregar mais valor às mercadorias. 

Além disso, quando você conhece os hábitos do seu público-alvo, pode adaptar os valores para cada perfil. Por exemplo, se seus clientes pagam mais em dinheiro, você pode criar um preço diferenciado para o pagamento à vista. 

Tenha soluções tecnológicas 

Soluções tecnológicas também podem auxiliar na precificação. Desde softwares de gestão para entender o perfil dos seus consumidores, até aplicativos que ajudem a reduzir custos e assim aumentar a margem de lucro. 

Inovar no varejo é necessário, principalmente levando em conta que a nova geração de consumidores é exigente. Esses clientes não querem apenas preços interessantes, mas, também: 

  • Facilidade pagamento; 
  • Agilidade na entrega; 
  • Atendimento personalizado; 
  • Experiência de compra diferenciada; 
  • Produtos de qualidade e muito mais. E é por meio de soluções tecnológicas focadas no varejo que será possível atender essas e outras necessidades dos consumidores. Isso tudo, claro, sem esquecer do próprio negócio. 

Inclusive, várias ferramentas para o varejo ajudam a reduzir custos, permitindo assim que você tenha preços mais competitivos, mas igualmente vantajosos para o seu negócio. 

Conclusão 

Garantir o sucesso do negócio é uma tarefa que exige muito estudo e planejamento. Nada no varejo é feito com base em “achismo”. Logo, se você quer garantir que o seu empreendimento tenha os melhores resultados, precisa coletar dados dos seus consumidores e usá-los a seu favor! 

Aproveite então para conferir outros posts da Mercafacil e aprenda como captar e usar essas informações de maneira eficiente!

Responsável pela produção de conteúdo na Mercafácil.

Write A Comment