Marketing

3 dicas para construir uma base de clientes

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A construção de uma base de clientes tem se tornado cada vez mais importante para a gestão de supermercados.

Esse é um trabalho que pode trazer benefícios para diversos setores da loja e consequentemente se traduzir em resultados melhores para você.

Uma situação bem comum quando se fala em possuir uma base de consumidores é a dúvida em relação ao processo para que ela seja construída.

Acompanhe nosso post de hoje para descobrir 3 formas de captar as informações dos seus clientes.

Como construir uma base de clientes

1 – Crie um programa de fidelização

Esse certamente é o primeiro passo para que você tenha uma base de consumidores completa. Afinal, porque os clientes irão fornecer os dados deles para você se não receberem nada em troca?

Por esse motivo, um programa que mostre vantagens para o consumidor ao oferecer benefícios em troca do cadastro é fundamental.

O formato que será adotado fica a seu critério, já que ele precisa fazer sentido na sua estratégia. A principal diferença entre o tipo de programa escolhido, está no benefício que ele irá entregar para o consumidor.

Um clube de descontos, por exemplo, vai entregar um benefício imediato no momento da compra por meio de um preço diferenciado. Já um programa de pontos, vai ofertar um benefício a longo prazo com a troca dos pontos obtidos pelo cliente.

Existem também outras formas de construir a sua base de clientes como os programas de cashback, crediário, sorteios, entre outros. O mais importante na hora de escolher é entender qual deles pode atrair o maior número de consumidores. Afinal, quanto mais cadastros realizados maiores serão as suas possibilidades de utilizar os dados para a gestão dos seus clientes e da sua loja.

A Mercafacil que atua em mais de 700 lojas pelo Brasil adota o clube de descontos como meio para construir a base de clientes.

Esse método foi escolhido, pois se mostrou capaz de atingir um percentual de clientes cadastrados bem superior aos demais.

2 – Investimentos em canais de comunicação

Um erro bem comum nas lojas que não conseguem impulsionar o cadastro de consumidores é a falta e a falha nos processos de comunicação.

Com o meio de captar os dados dos clientes bem definido é preciso torná-lo conhecido pelo público. Para isso, os canais de comunicação serão muito importantes. Principalmente no início do processo a sua comunicação precisa ser trabalhada ativamente.

Em primeiro lugar, para os clientes estarem cientes sobre o funcionamento do programa e também os benefícios que eles irão ter em fazer parte dele.

Fornecer os dados é algo que ainda afasta alguns clientes, mas com a popularização dos programas de fidelização isso tem mudado.

Mesmo assim, é importante que você comunique claramente tudo que envolve esse cadastro e as ações que podem ser tomadas posteriormente.

Além da comunicação inicial para atrair os clientes, você deve prestar atenção no contato com os clientes que estão comprando na sua loja.

Nesse momento, a variedade de canais pode ser ainda mais importante. Já que ter uma comunicação recorrente com os cliente pode contribuir na retenção. Vale lembrar que é importante criar ações com foco nas vendas e também no relacionamento com quem compra de você.

Consequentemente, esses clientes podem atuar como advogados da sua marca e indicar o seu programa a outros possíveis consumidores. Assim, aumentando a sua base de clientes cada vez mais.

3 – Ações de incentivo ao cadastro

Construir uma base de clientes é uma mudança de cultura tanto para a empresa quanto para os consumidores.

Ambos vão passar por um processo de adaptação, por isso é importante que a sua equipe seja bem treinada previamente. Você terá esse tempo de preparação, já o cliente não.

Por esse motivo, o tópico anterior no qual falamos sobre a comunicação é bem importante para o sucesso da estratégia.

No lançamento do programa de fidelização as ofertas costumam ser mais agressivas para atrair os clientes, mas também podem ser complementadas com essas ações de incentivo.

Uma das principais ideias é o uso de um sorteio. Para a participação o consumidor precisa estar cadastrado no seu programa e realizar uma compra de algum valor predefinido.

Dessa forma, além de obter o cadastro você já começa a identificar os hábitos de compra do cliente.

Gostou das nossas dicas? Esses podem ser bons passos para você começar a construir sua base de clientes.

Confira em outro post do nosso blog como e porque fazer uma venda com cadastro.

Responsável pela produção de conteúdo na Mercafácil.

Write A Comment