Author

Ramon Maia

Browsing

O comportamento de compra do consumidor tem mudado consideravelmente nos últimos anos em praticamente todos os setores.

Segundo o presidente da Varese Retail, Alberto Serrentino, as pessoas tem morado cada vez mais sozinhas e o ritmo mais intenso da rotina tem afetado suas compras. A escolha agora tende a ser por locais mais práticos para compras rápidas, por exemplo.

Entenda melhor como essa mudança no comportamento de compra tem mudado o foco do varejo.

Mudanças no comportamento do consumidor

Uma das principais causadoras dessa transformação na compra de produtos é a tecnologia por conta das facilidades que ela trouxe ao mercado.

As empresas para se adequarem ao novo mercado já têm aderido a novas tecnologias e estratégias para atingir esse novo tipo de consumidor.

Confira algumas mudanças no comportamento de compra que já foram identificadas:

Consumidor e a busca por experiências

Os supermercados são recorrentes na vida dos clientes. Por isso, a tarefa das empresas é fazer com que essa “obrigação” se torne o mais prazerosa possível.

Para isso as tecnologias têm sido muito aplicadas, principalmente para a experiência se tornar marcante para o consumidor.

Outro fator muito importante é ter um bom layout de loja para facilitar a vida agitada dos clientes.

O resgate da “essência humana”

Nem só de tecnologias os seus clientes vivem. Por mais que elas estejam presentes praticamente o tempo todo em nossas vidas, o contato humano ainda é valorizado.

Uma empresa é feita por pessoas e vende para outras pessoas, então essa relação de comunicação entre elas precisa existir. Aproximar o relacionamento com os clientes é fundamental.

Os funcionários da loja precisam estar comprometidos com a postura humanizada que a empresa precisa adotar. O seu supermercado pode ter todas as últimas tecnologias, mas um atendimento ruim pode colocar tudo a perder.

Esse ainda é um ponto muito importante para os clientes. Principalmente pela ida ao supermercado ser uma situação rotineira.

Consumidor mais autônomo

Os avanços tecnológicos possibilitaram tanto a evolução das empresas, como das pessoas.

Hoje o consumidor tem maior conhecimento sobre suas opções e até sobre o que as empresas têm disponível para oferecer uma melhor experiência de compra.

Inclusive o contato entre a empresa e o cliente agora costuma ser mais direto, especialmente por causa das redes sociais. Essa facilidade no contato pode ter os lados positivos e também negativos.

Se a sua empresa oferecer uma boa experiência certamente o consumidor irá comunicar isso para pessoas próximas e até mesmo nas redes sociais. Porém, caso tenha um experiência ruim fará o mesmo.

A tecnologia deu poder ao consumidor em aspectos como escolha de produtos, voz ativa sobre a compra e comparação de preços.

Aparentemente isso só tende a aumentar no mercado atual e as empresas que não se atentarem a essa situação irão perder mercado.

Por conta disso, é muito importante conhecer esse novo comportamento do consumidor.

Busca por maior conveniência

Com uma rotina cada vez mais agitada e menos tempo para as tarefas comuns, opções convenientes têm ganhado espaço no mercado.

Isso fica muito evidenciado em uma pesquisa feita recentemente pela CVA Solutions com mais de sete mil pessoas. Dos entrevistados, 18,3% disseram que compraram algum produto de supermercado para receber em casa, por meio de aplicativo. Mais relevante do que isso, é que em 2017 a mesma pesquisa identificou quase a metade desse tipo de compra, com 9,9%.

Essa é apenas uma mostra do quanto a tecnologia tem entrado de vez no setor de supermercados para entregar uma melhor experiência de compra aos clientes.

Na mesma linha, os e-commerces também têm se fortalecido no segmento e o assunto já começou a entrar no radar dos grandes grupos supermercadistas.

Tudo na busca por maior conveniência para quem compra, que agora pode ser feita completamente sem sair de casa. Desde a escolha dos produtos até o recebimento dos produtos em casa.

Troca de compras mensais por compras semanais

O chamado abastecimento fracionado, que é a realização de compras semanais, tem crescido atualmente.

Nesse cenário, as lojas de proximidade, que visam atender às compras pontuais, diárias ou semanais, têm se consolidado no mercado.

Talvez essa seja uma das principais mudanças desse novo comportamento de compra do consumidor. Essa questão está diretamente ligada à rotina intensa e ao grande número de pessoas que moram sozinhas.

Empresas que já se atentaram a essa demanda

Grandes empresas, como Carrefour e Grupo Pão de Açúcar (GPA), já abriram lojas nesse modelo que visa a praticidade.

As lojas pretendem oferecer uma melhor experiência de compra em um espaço reduzido. Como estratégia, têm se posicionado em bairros de grandes cidades, com alto fluxo e fácil acesso.

O Carrefour já tem apostado muitas fichas nesse tipo de loja. Atualmente já contam com lojas do tipo express, que tem em média 200m², com foco em produtos de reabastecimento pontual. Além disso, possui também as lojas market, com 500m² e que apostam em uma maior variedade de produtos e itens frescos.

Essa última loja, permite que o consumidor possa fazer suas compras apenas lá durante todo o mês.

Como se preparar para atender ao novo comportamento de compra do consumidor

Sua empresa terá que se comprometer para que a mudança realmente dê certo. Dessa forma, os consumidores certamente irão continuar a comprar na sua loja e, consequentemente, se tornarem fiéis à sua marca.

Saiba como sua empresa pode se preparar para atender o comportamento atual dos clientes da sua loja:

Identifique as características do seu cliente

Conhecer os seus clientes é uma das suas principais tarefas, pois dessa forma você pode oferecer para ele uma experiência personalizada de compra.

Identificar a sua frequência de compra ou os hábitos de consumo, por exemplo, vai facilitar o seu trabalho na hora de entender as necessidades de quem compra com você.

Para isso, uma solução de gestão de clientes como a da Mercafácil pode ser o seu braço direito na hora de conhecer seus consumidores.

Com o apoio dessa tecnologia você pode se adaptar a esse novo estilo de compras no supermercado. Por meio de maior praticidade ao personalizar ofertas e mais comodidade ao antecipar as necessidades do cliente.

Vale lembrar que essas questões têm grande importância no novo comportamento de compra do consumidor.

Analise se sua marca tem condições de atender a essa demanda

Mesmo que você conheça o novo comportamento do consumidor precisa observar como a sua empresa pode se adequar a ele.

Os novos formatos de loja que visam maior praticidade para os clientes, por exemplo, nem sempre se encaixam no orçamento da empresa ou mesmo nas necessidades dos seus atuais clientes.

Esse tipo de loja exige um alto custo de logística, por precisar de um reabastecimento diário, por não possuir grande espaço para estoque.

Mesmo que essas lojas tenham espaço para se consolidar nesse novo mercado, você precisa analisar a viabilidade do negócio.

Antes de tomar qualquer decisão é preciso identificar o que está dentro da realidade da sua empresa. Existem diversas opções para oferecer uma boa experiência de compra ao novo comportamento do consumidor.

Busque uma que esteja dentro das suas condições e tente viabilizar isso o quanto antes para não ficar para trás.

Fique sempre atento ao novo comportamento de compra do consumidor

Essa mudança no comportamento do consumidor tem grande relação com os avanços tecnológicos dos últimos anos.

A tecnologia mudou muito rápido e da mesma forma foi com o consumidor. A tendência é que isso continue dessa forma por mais tempo, então sua empresa deve estar atenta a essas mudanças.

Lembre-se de que a tecnologia precisa ser usada a seu favor e no mercado já existem opções. Os softwares de gestão de clientes e aplicativos, por exemplo, são opções que têm se consolidado e que podem trazer bons resultados.

Se manter atualizado e atento às novas possibilidades para os supermercados precisa se tornar uma rotina na sua empresa. Comece agora a se preparar para esse novo varejo e baixe nosso guia de como utilizar Business Intelligence com CRM para aumentar vendas.   

A relação entre consumidor e marca tem mudado consideravelmente no mercado atual. Isso acontece, pois agora o produto deixou de estar no centro das atenções para dar lugar ao foco nas necessidades dos clientes.

A partir disso, para que você aumente suas vendas será necessário fazer algumas mudanças no planejamento.

Para isso, uma série de estratégias e tecnologias têm surgido para ajudar as empresas a se comunicarem melhor com os clientes. O foco dessas práticas é entregar uma melhor experiência de compra para os consumidores e a aproximar a marca dos compradores.

Uma pesquisa de 2017, feita pela Accenture Strategy identificou que 49% dos brasileiros entrevistados valorizam serviços que antecipam suas necessidades.

Essa é só uma mostra do quanto é importante investir nessa questão. Entenda melhor como você pode usar a tecnologia para melhorar os resultados da sua empresa.

Aumente suas vendas com um software de gestão de clientes

Uma das estratégias que tem ganhado importância neste novo cenário de mercado é a gestão de clientes. E para que seja bem planejada e efetiva, também existem os softwares de gestão de clientes, que atuam a partir do entendimento e análise de dados dos consumidores.

Esse tipo de sistema tem diversas funcionalidades para a empresa, tanto na questão de vendas quanto nos dados dos clientes.

Por meio dele é possível fazer uma análise de desempenho do faturamento, ticket médio, número de cupons. Além disso, analisar dados de retenção e fidelização dos clientes, produtos mais consumidos, entre outros.

Aqui neste post vamos detalhar algumas páginas da plataforma de gestão de clientes da Mercafácil. Veja como os dados podem te ajudar a melhorar seus resultados.

Melhores clientes

Uma das páginas da plataforma que merece destaque é a de melhores clientes. Nela, é possível acessar uma lista dos 200 melhores clientes da sua loja. Esse dado se baseia em faturamento, ou seja, nas pessoas que mais gastaram em compras.

Mas, e como isso pode te ajudar? Esse dado pode ser muito útil na hora de disparar campanhas para os consumidores ou trabalhar com ações especiais para valorizar seus clientes fiéis. Os clientes que fazem parte dessa lista podem ganhar algum benefício a mais ou ofertas que só eles terão acesso.

Se você optar por enviar um SMS para esses clientes com o link de um encarte você pode fazer algo como:

Olá (nome do cliente), você é um dos nossos 100 melhores clientes! Confira esse encarte com ofertas secretas para você (link do encarte)

Se o cliente está nessa lista, significa que ele já costuma comprar na sua loja. Porém, você deve fazer ações como essa para mantê-lo ativo e estimular o aumento do seu ticket médio, por exemplo. Além disso, você demonstra se importar com ele e aumenta a fidelização – e as chances de ele te indicar para outras pessoas.

Segmentação

Apostar em segmentações talvez seja o melhor caminho para sua empresa, pois ela pode contribuir em várias questões. Pode por exemplo, ser usada para aproximar o relacionamento com os clientes, mas também servir para estimular as vendas.

Criar segmentações é a melhor opção para que você tenha sucesso nas suas campanhas, pois lida com um público específico.

Na plataforma Mercafácil há algumas segmentações prontas, mas também é possível criar as suas próprias de acordo com suas estratégias. Além disso, é possível disparar a sua campanha na própria plataforma, via SMS.

Alguns clientes, criam as segmentações e exportam esses dados para divulgar suas campanhas por outros canais de comunicação, como Whatsapp e email.

Segmentar os clientes permite que você tenha mais chances de aumentar as vendas, principalmente por lidar com um grupo específico de clientes. Dessa forma, é possível oferecer para aquele nicho o que ele realmente quer e precisa.

É muito importante lembrar que as campanhas segmentadas precisam ser bem planejadas. Somente dessa forma elas terão os esperados. Isso parte desde o momento da criação da segmentação, do canal de comunicação utilizado até a mensuração de resultados.

Confira como um de nossos clientes têm melhorado seus resultados com segmentações.

Mapa de geolocalização

Usar tecnologias como a geolocalização pode trazer vários benefícios para a sua empresa.

O seu uso pode variar desde estratégias de atração de clientes até expansão de mercado com a abertura de novas lojas. Ela pode contribuir também para mensurar ações em regiões específicas.

O mapa da plataforma mercafácil mostra: regiões com maior ou menor concentração de clientes, quantidade de clientes cadastrados em cada local, identificação de clientes ativos e inativos, etc.

Com esses dados, você pode criar ações para alguns grupos de clientes, de acordo com a região em que moram. Você pode apostar na distribuição de encartes, ou talvez em uma publicação patrocinada nas redes sociais que permite usar um filtro de localização.

Se você está em busca de uma ideia que aumente suas vendas pode utilizar o mapa para atrair mais clientes. Tentar atrair consumidores de regiões com uma pequena concentração de clientes pode ser uma boa opção para sua loja vender mais.

O acesso a essa página é principalmente estratégico e pode te auxiliar na criação de um planejamento de ações para aumentar as vendas.

Mensuração de encarte

Mensurar os resultados das ações que você promove é extremamente importante para a sua empresa. Principalmente para identificar se elas foram efetivas ou não.

A distribuição de encartes é uma prática muito comum para os supermercados, mas a sua efetividade nem sempre pode ser comprovada.

Um software de gestão de clientes como a Mercafácil permite que você identifique quantos clientes foram até a loja comprar aqueles produtos anunciados no encarte.

Outra forma de observar isso é por meio do mapa de clientes. Você pode fazer uma análise do mapa antes da distribuição dos encartes, e outra depois. Com isso, pode observar se a ação foi efetiva e se realmente trouxe os clientes da região em que foi entregue o encarte para a loja.

Conferir os resultados das suas ações, contribui para que você planeje as próximas, crie uma estratégia de atração e identifique os meios mais efetivos para aumentar as vendas.

Ticket médio

O ticket médio é um dos indicadores mais importantes para o varejo e merece a sua atenção constante.

Lembre-se que esse indicador está diretamente ligado ao faturamento, mas não necessariamente ao aumento de clientes.

O ticket médio tende a aumentar por meio de ações que buscam reter e fidelizar os clientes. São boas opções realizar ofertas que estimulem as vendas casadas de produtos, leve 3 e pague 2, entre outras.

Ter acesso a esse dado pode te mostrar como está o desempenho da sua loja, se ela tem aumentado os ganhos e se as ações têm sido efetivas.

Produtos mais consumidos

Essa página segue a mesma lógica dos melhores clientes. No entanto, ela exibe uma lista dos 100 SKUs mais vendidos na sua loja. Entender quais são os produtos mais vendidos te permite criar campanhas que tendem a ser mais efetivas.

Se você identificar os produtos mais consumidos pelos clientes, tem tudo em suas mãos para atraí-los para a loja. Basta criar a sua campanha e disparar para a sua base de clientes.

Não existe um momento certo para que você a utilize, pois pode ser importante durante todo o mês para atrair os clientes. Ou ainda pode te ajudar no controle de estoque e para evitar rupturas de gôndola.

Uma boa ideia é utilizá-la na última semana do mês para atuar no resgate dos clientes com risco de ficarem inativos ou até mesmo os inativos.

Clientes inativos

Se os clientes deixam de ir com frequência na sua loja, você precisa ligar o alerta o quanto antes. Caso demore para muito para perceber essa situação eles podem deixar de comprar.

Se sua loja perder clientes, consequentemente vai vender menos e o seu faturamento irá cair. Certamente não é isso que você quer para o seu negócio.

Por esse e também outros motivos é tão importante resgatar os clientes inativos, mas para resgatá-los é preciso identificá-los. Nessa questão um software de gerenciamento de clientes pode te auxiliar por meio de uma segmentação. Você pode, por exemplo, criar uma segmentação com os cadastrados que estão há mais de 30 dias sem comprar.

O resgate dos inativos deve ser feito constantemente para que os clientes não cheguem ao status de perdido.

Vale lembrar que é muito importante que você trabalhe ações também com os clientes ativos para evitar que eles se tornem inativos.

Acredita que um software de gestão de clientes pode ajudar sua loja? Faça uma demonstração do software da Mercafácil e aumente suas vendas!

Tudo pronto para começar a usar os dados da sua plataforma e melhorar os resultados? Se ainda tiver com dúvidas entre em contato com o seu consultor, que certamente ele te ajudará no caminho do sucesso.

Trabalhar a prevenção de perdas em supermercados é uma tarefa bem conhecida pelos supermercadistas.

Em setembro, a Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe) divulgou uma pesquisa sobre prevenção de perdas no varejo. Nela, foi identificado que os supermercados são o setor do varejo mais afetado por essa situação.

O setor aparece disparado na liderança e bem acima da média nacional, que é de 1,29%. O índice médio identificado nos supermercados foi de 1,94% de perdas em relação ao que faturam.

O problema das perdas já é bastante reconhecido, mas um tipo que talvez não esteja no seu foco ainda é a perda de clientes. No ano passado ela fez com que as empresas brasileiras perdessem muito dinheiro.

Confira no post hoje a importância de colocar a prevenção de perda de clientes no seu plano de prevenção de perdas junto com as demais perdas da sua loja.

Impacto da perda de clientes

De acordo com a pesquisa Global Consumer Pulse, feita pela Accenture Strategy em 2017, as empresa brasileiras perderam 401 bilhões de reais. As principais razões para isso, foram a falta de ofertas personalizadas e o mal atendimento.

Esse tipo de dado credencia a perda de clientes como um fator de grande relevância para as perdas de uma empresa.

Por esse e outros fatores vale a pena você começar a prestar atenção na perda de clientes do seu supermercado.

Por que é importante incluir a perda de clientes no plano de prevenção de perdas em supermercados

O principal fator na relação entre a perda de clientes e os supermercados é a queda de faturamento. Isso porque se você perde clientes, consequentemente vende menos e como resultado tem um faturamento mais baixo. E, as consequências da queda de faturamento nem é preciso comentar, não é mesmo?

Para piorar a situação, práticas de atração geralmente custam mais para serem aplicadas. Essa situação já é conhecida há muito tempo, mas nem sempre é valorizada como deveria. No livro Princípios do Marketing de 1999, Philip Kotler disse que “Conquistar novos clientes custa entre 5 a 7 vezes mais do que manter os já existentes”.

Uma campanha para estimular os clientes a se manterem ativos pode ser feita com o envio de SMS, por exemplo, que tem um custo bem baixo, como nesse exemplo. Já uma estratégia de atração, como distribuição de encartes tem um custo superior e sua efetividade nem sempre é certa.

Tenha em mente que as práticas de retenção e fidelização precisam ser constantes em sua loja. Primeiro para economizar e depois para não perder dinheiro, quando os clientes deixarem de comprar.

Enquanto perdas com furtos, vencimento ou manipulação inadequada de produtos, entre outros fatores, são dificilmente controlados, a perda de clientes é algo que você pode ter controle. Práticas como a retenção e a fidelização certamente contribuirão para evitar a perda de clientes.

Como criar um plano de prevenção de perdas eficiente

Na pesquisa da Abrappe foram identificados como principais causas de perdas os furtos (internos e externos), erros de inventário e administrativos, além de quebras operacionais.

Sobre esse último, elas podem ser em: vencimento de produtos, itens danificados por clientes, manuseio incorreto dos funcionários ou deterioração/perecibilidade.  

O presidente da Abrappe listou 10 dicas para criar um programa de prevenção de perdas, confira:

  • Estar ciente sobre todas as áreas da empresa;
  • Conhecer os tipos de perdas e os seus motivos;
  • Engajar todos da empresa com o projeto;
  • Identificar pontos de risco;
  • Buscar boas práticas sobre o assunto;
  • Investir em tecnologia;
  • Tornar a prevenção de perdas um processo constante;
  • Treinar os funcionários;
  • Analisar indicadores de performance;
  • Fazer um balanço do programa constantemente.

Essas dicas certamente serão muito eficientes para te ajudar com as perdas que tradicionalmente os supermercados já lidam.

Porém, não se esqueça da perda de clientes, que como falamos anteriormente é responsável por uma perda considerável de receita.

perda-de-clientes

Como prevenir perda de clientes

A situação é complicada, mas pode ficar tranquilo que já existem práticas para conter esse tipo de perda. Uma das melhores opções é fazer gestão de clientes.

Essa estratégia irá atuar como uma forma de você controlar e tentar evitar a perda de consumidores da sua loja. Além disso, trabalha a aproximação do relacionamento com os clientes e, como consequência, o aumento de faturamento.

Os resultados obtidos com essa prática são muito bons, devido ao foco no cliente.  Principalmente por identificar suas necessidades, desejos e oferecer o que ele quer quando precisa.

Para te ajudar ainda mais nessa questão, existem os softwares de gestão de clientes. Com eles você pode criar campanhas, segmentar clientes, entre outras funções que podem te ajudar a melhorar os seus resultados.

Se você conseguir aplicar um bom plano de prevenção de perdas e começar a fazer a gestão de clientes, certamente o seu supermercado vai evitar muitas perdas, inclusive de dinheiro.

A prevenção de perdas em supermercados já é muito comum e você já deve ter experiências com isso. Agora, está na hora de você prevenir a perda de clientes e para isso precisa trabalhar a retenção. Aproveite para baixar nosso ebook gratuito sobre retenção de clientes no varejo e comece essa prática o mais rápido possível na sua loja.

Para saber como atrair clientes para loja é preciso ter um planejamento estratégico que leva em conta alguns fatores muito importantes.

Antes de tudo, é preciso entender que você irá lidar com pessoas e elas costumam ser diferentes. Pensam e agem de formas distintas.

Outro fator importante é saber que a atração não funciona apenas para clientes novos, os consumidores inativos e os perdidos também devem entrar nesse plano.

Para tentar ajudar os supermercadistas, a Mercafácil fez um passo a passo de como atrair clientes, acompanhe!

Passo a passo | Como atrair clientes para loja

Entender o comportamento do consumidor é uma das tarefas mais importantes quando se fala em atração. Por conta disso, estratégias como a gestão de clientes têm crescido tanto no varejo nos últimos anos.

E por quê conhecê-los é fundamental? Porque, quando você conhece os consumidores as suas chances para fazer com que ele vá até a sua loja são muito maiores. O que vai mudar são as estratégias que você irá utilizar.

1 – Entenda quem são seus clientes

Conhecer os clientes é a regra número um para conseguir a maior quantidade de consumidores possível.

Você precisa construir uma base de dados dos clientes, criar um perfil deles e, claro, analisar as informações para definir as estratégias que serão utilizadas. Para a construção dessa base pode ser utilizado um programa de benefícios, como um clube de descontos. Assim, você troca descontos por dados importantes para seu negócio.

É importante entender também o mercado e o que os seus clientes esperam de você. Para isso, vale fazer um benchmarking dos concorrentes. Nele, você deve tentar identificar possíveis razões que façam o cliente comprar lá e não com você. Com essa prática você consegue entender boas práticas para o seu segmento e também mais sobre possíveis compradores.

2- Identifique se há locais em que você pode conseguir novos clientes

As regiões com o maior número de clientes costumam ser nas proximidades da loja, mas isso não quer dizer que você não tenha espaço em outras áreas.

O uso de tecnologias, como a geolocalização, podem ser muito úteis para te ajudar a conquistar clientes em novos locais. Principalmente, por conta da sua precisão. Assim você só terá que escolher de qual forma irá atuar.

Com ela você também pode construir um mapa de clientes e identificar em quais regiões eles estão. Depois dessa análise, basta procurar onde ainda tem poucas pessoas que compram na sua loja e investir em estratégias para atraí-los.

3 – Divida seus clientes por necessidade

Muitos pensam que atrair clientes se trata apenas de fazer com que pessoas que nunca compram na sua loja façam isso. Porém, na prática isso vai além.

A atração pode ser de novos clientes, mas também de consumidores inativos, perdidos ou até mesmo dos ativos que estão sem atividade na loja. Fazer essa divisão é extremamente importante, pois desta forma você poderá se comunicar com eles de maneiras distintas e certamente de uma forma mais efetiva.

4 – Pense estrategicamente em cada grupo de clientes

Depois de descobrir em qual status está o cliente, chegou a hora de montar uma estratégia para cada um deles.

Se você fizer uma comunicação genérica para todos, pode até ter alguns resultados, mas muito abaixo do que poderia ter. Cada grupo de clientes precisa ser contatado de uma forma específica para que você consiga atrair o maior número possível de clientes.

Após analisar os hábitos dos consumidores, você também precisa se atentar às necessidades deles. São do tipo que compram pouco, mas diariamente ou deixam para fazer compras de mês grandes? Cada um deve ser abordado com frequências e de formas diferentes, certo?!

5 – Crie segmentações

Certamente você já sabe que trabalhar com segmentações proporciona resultados muito superiores a de um contato massificado com sua base.

Aqui você precisa novamente estar atento em qual grupo está o clientes, ativo, inativo ou perdido. No caso de novos clientes as segmentações ainda não podem ser feitas, pois você por enquanto não possui o cadastro desse consumidor. Mas se já conhece quem compra com você, veja alguns exemplos:

Atrair clientes ativos para loja

Sim, ativos. É importante segmentar esses clientes e manter o contato com eles.

Esse contato contínuo com eles é fundamental para estimular novas compras e o aumento do ticket médio. Além disso, também trabalha a retenção.

Atrair clientes inativos para loja

Se os clientes estão há algum tempo sem comprar eles se tornam inativos. Sua função agora é encontrar uma forma de fazer com que ele volte a comprar.

Para isso, você pode fazer uma campanha de recuperação com ofertas baseadas em histórico de compra. Uma ação como essa tende a ter bons resultados, pois se o cliente já costuma comprar aquele produto tende ir até a loja comprá-lo em oferta. Veja aqui um exemplo de campanha.

Atrair clientes perdidos para loja

Depois de descobrir quais dos seus clientes estão no grupo dos perdidos é preciso seguir alguns caminhos para tentar fazer com que ele volte.

O primeiro deles pode ser o de estimular novas compras. Para isso, você pode tentar seguir a mesma ideia usada com os inativos, de oferecer algo com base nos hábitos de consumo. Outra opção nessa linha, é oferecer um cupom de desconto ou uma promoção especial que chame a atenção dele.

Outro caminho que pode ser seguido é o de reaproximar o relacionamento. Envie uma mensagem ou um email para ele na tentativa de entender o que aconteceu. Uma ação como essa pode fazer o consumidor sentir que é importante para sua loja.

6 – Faça suas campanhas

Agora que você já tem quase tudo estruturado chegou o momento de efetivamente fazer sua campanha. Basta escolher o grupo de clientes que vai trabalhar e qual formato será utilizado.

Se você for trabalhar com clientes ativos e inativos, é uma boa alternativa apostar em campanhas de sms ou whatsapp. Nelas você pode comunicar alguma oferta, ação na loja ou até mesmo algo focado em relacionamento, como os parabéns no dia do aniversário.

Já para os consumidores perdidos, o envio de email, sms ou o contato pelas redes sociais pode ser mais efetivo. Seja qual for o formato escolhido, é importante lembrar que com esse grupo de clientes você precisa focar no relacionamento para fazer com que ele volte.

Como você ainda não tem informações dos novos clientes esse trabalho é feito de uma forma mais geral. Fazer a distribuição de encartes e contratar carros de som para divulgar as ofertas da semana são ótimas ideias para atrair clientes novos. Não deixe de apostar também nas redes sociais… Você pode fazer posts patrocinados que contam com grande capacidade de segmentação e podem trazer ótimos resultados.

7 – Mensure resultados

Qual a razão de fazer uma campanha de sms ou uma distribuição de encartes e não saber quais resultados ela trouxe para a loja?

Muitos pensam que essa etapa não tem tanta relevância e deixam ela de lado do processo. Grande erro de quem pensa dessa forma, pois mensurar os resultados é uma das partes de maior importância.

Analisar o que a ação foi capaz de gerar tem dois aspectos principais:

  1. O primeiro deles é saber o que deu certo, quais foram os resultados obtidos, quantos clientes foram até a loja, quanto gastaram e, principalmente, qual o ROI você teve. Analisar isso te ajuda não só a ver valor em fazer as ações, mas também em saber o que os clientes esperam da sua loja e como você pode agradá-los. 
  2. O segundo é identificar o que pode ser melhorado em ações futuras. A intenção é que suas campanhas sejam sempre melhores e que tenham resultados superiores às anteriores. Para isso, nada melhor do que aprender com as que você já fez.

Agora chegou a hora de você  testar o nosso passo a passo na sua loja e atrair um grande número de clientes.

Depois que você os atrair, não pode deixar que parem de comprar na sua loja. Para isso, baixe nosso ebook e aprenda como trabalhar a retenção de clientes.

Descobrir como atrair clientes certamente é uma tarefa diária para os supermercadistas. Lembre-se que na atração de clientes estão incluídos os novos, ativos, inativos e até os perdidos.

Construir um bom relacionamento com os clientes é uma das melhores formas para atrair mais clientes para a loja, além de ofertas e promoções, claro. Por isso, as datas comemorativas de cada mês podem ser suas aliadas na atração mensal.

Neste post, entenda como atrair clientes nas datas comemorativas de novembro, mas também nas oportunidades que o mês oferece.

Como atrair clientes aproveitando os períodos do mês

Dificilmente você irá se comunicar com os seus clientes da mesma maneira do início ao fim do mês. É importante montar uma estratégia para lidar com cada período e ter melhores resultados.

Lembre-se que é importante manter o contato com o cliente mensalmente para que ele se torne fiel ao seu supermercado. Veja como você pode manter essa comunicação com quem compra na sua loja ao longo do mês:

01/10 a 05/10 Início do Mês 

O começo do mês certamente é o melhor momento para saber como atrair clientes para o seu supermercado. Principalmente, por ser o momento que geralmente os clientes recebem o salário, vale alimentação, vale refeição.

Nesse período do mês, aposte em ofertas mais “agressivas” para os clientes aumentarem o ticket médio e a quantidade de itens na cesta.

Aqueles clientes que estão sem comprar a algum tempo (inativos) também podem ser resgatados nesse momento. Tanto para perdidos, quanto para inativos você pode descobrir produtos que eles mais consumiram e enviar descontos especiais para eles desses produtos.

16/10 Campanha Segmentada 

A metade do mês chegou e você já tende a ter dados o suficiente para estimular os seus clientes a comprarem.

Para manter os clientes ativos, é uma ótima opção enviar ofertas de produtos que eles costumam consumir com certa frequência. Segmentar por hábitos de consumo tende a trazer ótimos resultados para todos os clientes.

Identificar os produtos mais consumidos na primeira metade do mês e fazer um encarte com eles, pode ser uma boa opção. Além disso, você pode tentar relacionar outros itens com menor saída, por exemplo com a criação de kits de produtos.

Para estimular o aumento de ticket médio, uma boa alternativa é realizar promoções do tipo leve 3 e pague 2 ou com descontos progressivos.

Independente do tipo de oferta escolhida, esse é um bom momento para utilizar segmentações para disparar campanhas de estímulo à compra.

20/10 Resgate de Inativos 

O fim do mês está próximo e você precisa estar atento aos clientes com risco de ficarem inativos, ou seja, aqueles que compraram no mês passado, mas que até essa data ainda não compraram .

Além desses clientes, você deve tentar trazer aqueles que já estão há mais de 30 dias sem comprar na loja. Lembre-se que quanto antes você entrar em contato com ele, mais chances tem de conseguir resgatá-lo.

Uma boa opção tanto para os clientes com risco de ficarem inativos quanto para os que já estão inativos é uma campanha segmentada. Você pode aplicar o filtro de hábitos de compra desses clientes, entender produtos mais consumidos ou categorias e a frequência de compra. Depois é só enviar sua campanha.

Como atrair clientes com as datas comemorativas do mês

Realizar diferentes ações constantemente é a melhor forma de fazer com que os clientes continuem a comprar na sua loja. Uma das melhores opções é aproveitar as datas comemorativas de cada mês.

Nesses dias especiais, você pode aproximar seu relacionamento com o cliente e também estimular as vendas. Além disso, pode trabalhar ações que busquem reter e fidelizar os clientes da sua loja.

Confira alguns exemplos de ações para as datas comemorativas de outubro:

01/11 Dia Mundial do Veganismo 

O veganismo tem sido muito difundido nos últimos tempos e agora tem até um dia especial para a sua comemoração.

Você pode aproveitar a repercussão positiva que as receitas têm nas redes sociais e publicar uma receita vegana em sua página. Não se esqueça de criar um encarte com todos os ingredientes para atrair clientes para o seu supermercado. E se forem divulgados com ofertas, melhor ainda!

Outra opção é preparar uma degustação de produtos veganos para os seus clientes nessa data. Você pode divulgar o evento nas suas redes sociais ou enviar um SMS para convidar os clientes para o evento. Aproveitar o dia para colocar todos os produtos veganos da loja em promoção também pode ser bem atrativo.

02/11 Finados 

Nesse feriado, muitas pessoas homenageiam finados próximos e geralmente o produto escolhido para a homenagem são as flores. Você pode movimentar o setor de floricultura da sua loja nesta data com produtos bonitos e com opções de personalização. E claro, não se esqueça dos preços atrativos para os clientes.

Nas redes sociais da sua loja você pode fazer uma publicação sobre saudade, por exemplo, para que seus clientes compartilhem e sua página tenha engajamento.

Essas ações tem como resultado uma maior aproximação dos clientes e torna sua empresa mais humana, pois demonstra que ela se importa com os consumidores da loja.

06/11 Dia Nacional do Riso 

Você pode aproveitar essa data mais descontraída para aproximar o seu relacionamento com os clientes.

Uma postagem nas redes sociais da sua loja pode ser uma boa opção para esse dia. Uma alternativa é fazer uma publicação com alguma piadinha ou sobre os benefícios do riso.

Apostar em uma campanha para atrair os clientes também pode trazer bons resultados. Uma ideia é fazer algo como “Rindo à toa com a economia do clube de descontos” e divulgar um encarte com grandes descontos para os clientes cadastrados.

10/11 Dia do Trigo 

Essa data tem relação com um dos principais setores dos supermercados, a padaria.

Promoções nesse setor durante o dia deve trazer ótimos resultados para sua loja e pode ser muito útil para atrair mais clientes. Para comunicar, você pode utilizar os sentidos dos clientes para chamar atenção, como “hoje, pão quentinho e bolinho da vovó fresquinhos de hora em hora”.

Aproveite que a data cai em um sábado e convide os seus clientes para uma café da manhã na loja. Você pode estimular as vendas durante a ação com ofertas surpresas dos produtos da padaria e também em setores relacionados.

12/11 Dia do Supermercado 

Obviamente você não pode deixar essa data passar em branco no seu supermercado.

Como a data cai em uma segunda feira, você pode fazer promoções na loja durante toda a semana. Dar um nome para a ação, como “Semana do supermercado”, pode ser interessante. Assim, em cada dia você faz descontos em um setor da loja, por exemplo.

Se preferir por uma ação apenas no dia, vale um fazer um encarte exclusivo e enviar para toda a sua base de clientes. Você pode optar por um evento na loja, com degustação de produtos e outras ações de relacionamento com o público.

Um sorteio também pode ser uma boa alternativa. Você pode adotar uma regra que a cada 50 reais gasto em compras o cliente ganha um cupom para participar. Uma ideia é começar a ação com antecedência e o ganhador ser premiado no dia do supermercado. Por exemplo: o sorteio pode começar na última semana de outubro.

15/11 Proclamação da República 

Mais um feriado no mês de novembro, mas dessa vez ele será prolongado, pois cai em uma quinta-feira.

As temperaturas já estarão altas nesse mês, então apostar em produtos como frutas e bebidas frias, alcoólicas e não alcóolicas, para realizar ofertas pode ser uma boa opção.

Promoções nos produtos para churrasco também sempre têm destaque nos feriados e dessa vez não pode ser diferente.

Na plataforma Mercafácil, você pode, por exemplo, segmentar os clientes que compraram esses itens nos últimos 90 dias. E após isso, enviar ofertas para esses consumidores.

19/11 Dia Internacional do Homem 

Uma campanha segmentada por gênero provavelmente é a melhor alternativa para essa data comemorativa.

Você pode criar um encarte especial dos produtos mais consumidos pelos homens e também de itens do setor de perfumaria.

Outra opção é fazer o sorteio de um kit churrasco para os homens que compraram algum produto no mês anterior. Essa ação pode contribuir para atrair mais clientes e aumentar as vendas do seu supermercado.

23/11 Black Friday 

A cada ano que passa a Black Friday tem ficado mais popular no varejo. Por conta disso, existe uma grande variedade de estratégias que você pode usar para vender mais nessa data.

Primeiro, você pode adaptar a sua linha de comunicação na loja com cartazes referentes à data, as etiquetas de preço, adesivos no chão, entre outras ações. Vale fazer o mesmo com o seu perfil nas redes sociais.

Uma opção é oferecer descontos progressivos: na compra de um item, o cliente tem certa porcentagem de desconto, mas ao comprar em maior quantidade esse desconto aumenta.

Vale a pena criar um encarte especial para a data e enviar por SMS ou e-mail para os clientes ativos e os inativos recentes da sua base.

Para os clientes inativos há mais tempo ou perdidos, você pode apostar em cupons de desconto ou ofertar produtos segmentados com base nos hábitos de consumo deles.

Se você tiver um e-commerce, também vale criar páginas específicas para as promoções. Você pode, por exemplo, dividir os produtos de acordo com a porcentagem de desconto. Outra prática bem aceita é, neste dia, oferecer frete ou entrega grátis para os clientes.

Essas ações podem ser boas formas de atrair clientes para a loja e também estimular as vendas.

25/11 Dia do Doador de Sangue 

Nessa data você pode apostar em uma ação de branding. Afinal, é sempre bom trabalhar ações que humanizam a marca.

Uma ótima iniciativa nesse dia é separar um espaço na sua loja para realizar doação de sangue. Você pode entrar em contato com uma unidade de saúde próxima ou até mesmo com a secretaria de saúde da sua cidade para organizar essa ação.

Outra opção é tornar sua loja como ponto de encontro para as vans que levam as pessoas para doarem. Assim, você combina determinados horários de saída das vans e divulga para seus clientes.

Aposte também nas suas redes sociais. Você pode fazer uma postagem de incentivo à doação e também de conscientização sobre a importância da doação de sangue.

Lembre-se que construir um bom relacionamento com o cliente ajuda na retenção, fidelização e também nas vendas, mesmo que indiretamente. 

Agora que você já sabe como atrair clientes e como vender mais no mês de novembro, não deixe de assinar nossa newsletter para receber primeiro as dicas do próximo mês.

Um dos indicadores mais relevantes de um supermercado é o ticket médio. Quem acompanha esse dado com frequência pode observar como estão as vendas e o faturamento.

Uma análise recorrente destes números certamente irá contribuir para você estar ciente do panorama atual da sua empresa. Além disso, vai servir de base para o seu planejamento estratégico para os próximos meses de trabalho.

Acompanhar o ticket médio é de grande valor para todo o seu negócio. Continue a leitura desse post para saber mais sobre o assunto e entender o valor de analisá-lo.

O que é ticket médio?

É um indicador que mede o valor médio gasto por um cliente em cada compra feita na sua loja.

Algumas formas de acompanhar esse indicador são por cliente, por produto e por período.

Por meio da análise dessa métrica também é possível observar o comportamento dos seus consumidores, pois você pode ver quais são os seus hábitos de consumo. Se costumam fazer várias compras durante o mês com um gasto mais baixo a cada compra ou se ele vai poucas vezes na sua loja mas gasta uma quantia mais alta.

Além disso, essa métrica ajuda você a entender quais os produtos mais consumidos, quais produtos pode investir como sugestão de venda casada e até mesmo ter ideia de produtos que você ainda não tem e poderia ter na loja.

Mas afinal, como calcular o ticket médio?

Para obter o valor do ticket médio é preciso dividir o valor total gasto pelos clientes pela quantidade de cupons de venda. A fórmula é a seguinte:

Ticket médio = Valor do faturamento / Número de vendas

Por exemplo: se o seu supermercado fizer duas mil vendas no mês e tiver um faturamento de R$ 200 mil seu ticket médio será:

Ticket médio = R$200.000 / 2.000 vendas

Ticket médio = R$100

Fácil, né? Alguns softwares já entregam essa conta de forma automatizada, mas você mesmo pode calcular se precisar.

A importância de acompanhar o seu ticket médio

Definir a importância de verificar esse indicador é muito simples. Você se importa com seus clientes? Com seu faturamento? Com seu lucro? Com o futuro da sua empresa? Então analisar o ticket médio deve ser um hábito que você precisa adotar para ontem.

Todo esse destaque não é por acaso. Os resultados da observação dessa métrica podem dar importantes insights para o seu negócio. Conheça alguns sinais que esses dados podem apresentar:

Ticket médio baixo: o cliente pode estar comprando na concorrência

Se o seu cliente tem feito compras com um gasto baixo provavelmente ele tem comprado também em um dos seus concorrentes.

Claramente isso é um aspecto negativo, mas vale prestar atenção em um lado positivo que também existe.40

Na questão positiva, o seu consumidor ainda vê valor no seu negócio e o considera importante para algum tipo de compra. Quanto a isso, ele pode levar em conta fatores como proximidade ou ofertas de maior destaque.

O que afeta negativamente é esse gasto baixo, que prejudica o seu faturamento. É possível que seu concorrente conte com algo relevante para quem compra lá, por exemplo um melhor atendimento ou maior variedade de produtos.

Vale fazer um benchmarking para tentar identificar o que é e tentar aplicar em sua loja, para trazer o cliente para o seu lado definitivamente.

Ticket médio baixo: o cliente pode não ter encontrado tudo o que precisava

Essa questão merece muita atenção da sua parte, pois pode fazer com que você perca clientes, caso não seja corrigida a tempo.

O seu consumidor pode ter enfrentado duas situações: a primeira é a de que costuma comprar algum produto em sua loja, mas em determinada compra chegou lá e esse produto não estava na prateleira, ou seja, a temida ruptura de gôndola.

A segunda é quando seu supermercado efetivamente não oferece aquele produto que o cliente procurava.

Em ambos os casos temos um problema sério, pois essa situação desestimula o cliente a comprar e até mesmo de voltar na sua loja.

Caso o cliente não encontre o que procurava, existe a possibilidade de desistir da compra. Na pior das hipóteses ele pode ir comprar em um concorrente. Certamente não é isso que você quer.

Ticket médio baixo: seu faturamento pode cair a qualquer momento

Um ticket médio baixo indica que seu cliente fez uma compra pequena na sua loja. Mas você sabe quando isso pode se tornar um problema?

Quando você avalia que ele faz compras pequenas em longos períodos de tempo. Isso pode significar que ele tende a comprar maiores quantidades em outros estabelecimentos. Logo, em certo momento, ele pode passar a fazer todas as compras onde já costuma comprar em maiores quantidades e você vai perder esses clientes.

Consequentemente, essa queda nas vendas vai afetar o seu faturamento e os lucros da sua empresa. Para que isso não aconteça, é essencial acompanhar os hábitos de consumo dos seus clientes, incluindo ticket médio, período e produtos. Você pode fazer de forma fácil e automatizada com um software de gestão de clientes, por exemplo.

Variação de ticket médio: pode indicar a sazonalidade do seu negócio

Questões de sazonalidade podem acontecer por inúmeros fatores, como feriados, período de férias e datas comemorativas.

Essa situação é bem comum em empresas de todos os segmentos, pode ficar tranquilo. Porém, você precisa estar atento e preparado para quando isso acontecer. Melhor ainda se você já tiver conseguido mapear a sazonalidade na sua loja. Caso seu negócio seja atingido muito repentinamente você pode ter um grande impacto no negócio.

Uma ótima estratégia para empresas que já têm o costume de acompanhar o ticket médio é montar um planejamento no início do ano com base nos dados do ano anterior.

Esse plano já te mantém prevenido para as possíveis variações por questões sazonais. Além disso, pode ser útil para você buscar ideias para melhorar as métricas do ano que passou e se preparar para situações de baixa de clientes.

Ticket médio alto: sua estratégia de venda casada pode estar funcionando

A estratégia de realizar vendas casadas é a mais comum para estimular o aumento do ticket médio e se bem executada pode trazer um número bem alto para esse indicador.

Essa é a situação que esperamos que você esteja, mas vale lembrar que o bom, pode ser ótimo.

Para isso nós temos uma dica para você: utilizar um software de gestão de clientes. Com ele é possível identificar os produtos mais consumidos por quem compra na sua loja e assim montar uma nova estratégia com esses produtos.

Com um bom planejamento e boa implementação, essa ideia tende a dar muito certo e aumentar ainda mais o valor do seu ticket médio.

Agora que você já sabe a importância desse indicador e como ele pode te ajudar a gerenciar sua empresa. Está na hora de buscar formas de estimular o aumento dessa métrica.

As formas mais utilizadas são as vendas casadas, combo de produtos, ofertas de leve três e pague dois e também ofertas de produtos baseados nos hábitos de compra dos clientes.

Todas essas são ótimas técnicas que contribuem para o aumento do valor médio que os clientes gastam na sua loja. Você já costuma acompanhar esse indicador? Que tipo de análise você já conseguiu fazer a partir dele? Deixe sua resposta nos comentários.

Analisar o ticket médio é muito relevante como você já pôde conferir. Vale lembrar que também existem outros que merecem atenção. Aproveite para ler nosso post que comenta sobre 5 indicadores de performance para analisar no seu supermercado.

Em outubro você tem uma excelente oportunidade para estreitar ainda mais os laços com um público especial para sua empresa: as mulheres.

Planejar ações para outubro rosa é uma ótima ideia para aproximar o público feminino da sua marca. Montar uma estratégia como essa humaniza a sua empresa e mostra como ela realmente se importa com os consumidores.

Certamente você já sabe que um bom relacionamento gera maior retenção e fidelização de clientes. Fatores que só trazem benefícios para a sua empresa. Sendo assim, conheça algumas opções de ação para o outubro rosa no seu supermercado.

Ações para outubro rosa em supermercados

Os supermercados são recorrentes na vida de grande parte das pessoas e é muito interessante que ele demonstre que se importa com seus clientes.

É claro que o foco nas vendas também é muito relevante, mas ele pode ser trabalhado de outras maneiras. Entenda como algumas ações muito simples podem chamar a atenção dos seus clientes.

Envio de SMS informativo sobre o tema

Como se trata de um assunto de saúde, é interessante que você busque atingir toda a sua base de clientes. Além do mais, isso faz com que todos os clientes clientes enxerguem a preocupação da sua marca com o assunto.

Você pode enviar um SMS para sua base de consumidores com a principal finalidade da campanha mundial do outubro rosa. Esse objetivo é informar mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, que tem grandes possibilidades de cura quando descoberto precocemente.

Muitas pessoas apenas conhecem a ação, mas não sabem os seus reais propósitos. Por conta disso, é muito importante que você tente chegar ao maior número de pessoas. Dessa forma, a informação será espalhada ainda mais.

Envio de SMS segmentado

Como o foco da campanha do outubro rosa são as mulheres, o seu também precisa ser.

Para uma melhor comunicação você pode segmentar a sua base de clientes por gênero, filtrando todo o público feminino que compra na sua loja.

Feito isso, é uma ótima opção se aprofundar no tema tratado na primeira ação. Você pode explicar novamente a importância da prevenção e da descoberta antecipada.

Junto na mensagem, é interessante que você envie um link com endereço de locais que realizam exames gratuitos. Além disso, pode enviar o link do passo a passo do autoexame, que contribui muito para a descoberta. Algumas marcas criam uma imagem própria que ensina como fazer o autoexame das mamas e compartilham com as mulheres para que saibam como se prevenir.

Ação nas redes sociais 

Aproveite para se juntar à prevenção do câncer de mama também nas redes sociais da sua empresa. No ambiente virtual você pode optar por diversas práticas para apoiar a campanha, como:

  • Posts de informação;
  • Posts de conscientização;
  • Post com o passo a passo do autoexame;
  • Divulgação de locais de exame;
  • Trocar a foto de perfil e de capa das suas páginas.

Encarte especial

Aproximar o relacionamento e se mostrar preocupado com os clientes deve ser o foco das suas ações. Porém, você também pode estimular as vendas focando em promoções específicas para o público feminino.

Crie uma segmentação das mulheres que compram na sua loja e identifique os produtos mais consumidos por elas. Após isso, você pode criar um encarte especial com esses itens.

Divulgue esse encarte promocional nas suas redes sociais ou envie por SMS, convidando as clientes para irem até a loja. Outro possível benefício é enviar para elas um desconto de 5% nos produtos do encarte. Se preferir pode presenteá-las com uma flor ou brinde especial.

Ações na Loja

Não se esqueça de fazer ações no próprio PDV, assim você terá mais um meio para chamar a atenção dos clientes.

Na loja você pode optar por uma comunicação que busque informar ao público sobre o outubro rosa e seus objetivos. Para isso, são boas opções os banners, folders, adesivos pela loja, entre outros. Outra alternativa é aderir à cor rosa nas suas etiquetas de preço e nos demais materiais de comunicação.

Além dessas opções, confeccionar uma camiseta especial do outubro rosa para os colaboradores pode ser interessante. Da mesma forma, é muito bacana que você também estimule os funcionários a utilizarem no uniforme um laço rosa que é o símbolo da campanha durante o mês. Algo bem simples e barato de ser realizado.

Todas essas ações certamente trarão vários benefícios para a sua empresa, nas vendas e também na relação com os clientes. Basta você planejar bem as ações, alinhar toda sua estratégia e seguramente terá como resultado boas métricas.

Pronto para preparar suas ações para outubro rosa? Entre em contato com o seu consultor e planeje já a sua!

Não restam dúvidas quanto à importância de ter um software para gerenciar clientes. Fazer gestão de clientes evita um dos principais problemas para os supermercados, a perda de clientes. E, consequentemente, do faturamento.  

Mesmo com tantos benefícios relevantes é preciso ter cuidado com a escolha da tecnologia que vai te auxiliar nessa estratégia. Não adianta nada investir em algo que você não tem certeza do que é e muito menos do que pode fazer.

A hora para investir nessa tecnologia é agora, mas antes veja alguns cuidados que você precisa ter para escolher o mais adequado para seu negócio!

Quais cuidados ter ao escolher um software para gerenciar clientes?

O momento da compra de algum produto geralmente é difícil. Existe a indecisão, questões financeiras e os benefícios que traz, por exemplo. É preciso colocar na balança os prós e os contras que suas opções apresentam para, aí sim, conseguir formar uma opinião concreta.

Essa incerteza também existe na escolha de um software de gestão de clientes. Ao pensar nisso, listamos alguns cuidados importantes para se ter quando for escolher um para sua empresa, confira:

Não confunda software de gestão com software para gerenciar clientes

Para saber como escolher um software para o seu supermercado, primeiramente é preciso saber qual o objetivo dessa contratação.

Você pode optar tanto por um software de gestão, quanto por um sistema de gestão de clientes. É importante lembrar, que ambos podem ser usados na gestão de supermercados. Porém, deve ficar claro que desempenham funções diferentes, por isso é importante estar ciente da sua real necessidade.

Um sistema de gestão, tem a função de gerenciar processos. Eles podem ser comerciais, financeiros, logísticos, entre outros. Ele tem uma função exclusivamente empresarial, para otimizar esses processos e também o tempo, automatizando algumas funções, como emissão de notas, por exemplo.

Já um software de gestão de clientes, como o nome já diz, concentra sua ações exclusivamente nos consumidores da sua loja. Sua função é trabalhar a perda e rotatividade de clientes com o objetivo de aumentar o faturamento. Softwares para gerenciar clientes como o da Mercafácil também mostram um panorama do negócio como um todo e dados como lojas com maior faturamento, produtos mais vendidos e informações sobre retorno do investimento, por exemplo.

Cuidado com promessas mágicas

Aquela história de compre o nosso produto e em 3 meses aumente em 20% o seu faturamento que muitas empresas apresentam é linda, mas precisa que você faça sua parte. Se essa mágica existisse seria realmente muito bom, mas na prática funciona um pouco diferente.

Não basta apenas contratar um software, é preciso utilizá-lo. Vamos fazer uma analogia com uma Ferrari. Trata-se de um carro super potente que te permite andar muito velozmente. Mas você só poderá andar velozmente se, de fato, dirigir sua Ferrari. Um software para gestão de clientes é como a Ferrari: te permite ir muito longe, mas você precisa usar todos os recursos que ele oferece.

Então sabe o que você precisa para aumentar o faturamento do seu supermercado? Ter uma equipe competente e focar no trabalho que a gestão de clientes exige. Se isso for feito, certamente você poderá aumentar o seu faturamento em alguns meses.

É importante ressaltar que um software para gerenciar clientes precisa ser escolhido para ser o seu maior aliado contra a perda de clientes. Sozinhos, você e sua equipe podem até ter funções e ajudar em alguns aspectos, mas com o apoio da tecnologia podem melhorar os resultados da sua empresa em grande escala.

Lembre-se: foco e comprometimento são as palavras de ordem para o sucesso com uma tecnologia desse tipo.

CRM faz parte da gestão de clientes, mas não é tudo

Existe uma certa confusão quando se fala de CRM e software de gestão de clientes. Alguns pensam que são iguais, outros que são diferentes e outros ainda nem sabem o que os dois realmente fazem.

Para simplificar toda essa questão podemos fazer a seguinte explicação:

Gestão de clientes é uma estratégia que atua com construção de base de clientes, análise de dados, realização de ações e mensuração de resultados. Ou seja, é uma metodologia de ponta a ponta, que suprirá toda a sua necessidade de gerenciar clientes.

Já o CRM, é uma ferramenta que faz parte dessa metodologia. Ele é como se fosse o meio da estratégia de gestão de clientes, responsável  uso de dados dos clientes.

Em resumo, os dois são parte do que chamamos de Gestão de Clientes. Um é mais completo, o outro precisará de grande intervenção da sua equipe para dar os resultados esperados.

O seu sistema de gestão de clientes precisa se integrar com outras ferramentas

Como já falamos, para fazer gestão de clientes você precisa passar por algumas etapas. Dificilmente você conseguirá fazê-la com apenas uma ferramenta. Porém, se suas ferramentas trabalharem em conjunto, seus resultados tendem a ser ainda melhores.

Por exemplo, se um software de gestão de clientes for integrado com seu ERP, que é um sistema de gestão, os benefícios serão ainda maiores. Quanto mais ferramentas puderem ser integradas e trabalharem bem em conjunto, quem tem a ganhar é você.  

É importante que você busque a melhor opção para sua empresa. Uma que funcione corretamente, apresente os dados que você precisa e, claro, traga os resultados esperados.

O que acha de conhecer mais sobre um software para gerenciar clientes? Aproveite a oportunidade, faça uma demonstração na plataforma Mercafácil e veja os benefícios de fazer gestão de clientes.

Nem só da atração de novos clientes vive uma empresa. Manter os ativos e recuperar clientes inativos também merece a mesma atenção por parte dos varejistas.

Quando o cliente já comprou, significa você conseguiu agradá-lo de alguma forma e não pode deixar que ele pare de comprar definitivamente. Se por um certo período ele deixou de comprar, é preciso ir atrás desse inativo e não deixar que ele se torne um cliente perdido.

Para tornar o trabalho mais fácil, entender o comportamento do consumidor e aplicar práticas para reter e fidelizar quem já compra na sua loja precisa fazer parte da estratégia do negócio. Esse trabalho é essencial e traz ótimos resultados para quem o faz corretamente. Descubra no post de hoje porque isso é tão importante para a sua empresa!

Importância de recuperar clientes inativos

Um dos principais fatores quando se fala em trabalhar a retenção de clientes é a questão financeira e recuperar clientes inativos é parte importante desse trabalho. Isso porque, de acordo com Philip Kotler, o custo para manter um cliente é até sete vezes menor do que o valor gasto em estratégias de atração.

Uma economia desse tamanho já seria um ótimo incentivo para começar a trabalhar estratégias de retenção. Mas quando se trata de clientes inativos os benefícios não param por aí.

Se atualmente o consumidor está um período relativamente longo sem comprar, o risco de perdê-lo é muito grande. Perder um cliente tende a causar problemas ainda maiores na empresa, como queda nas vendas e no faturamento.

Ao pensar nisso, fica claro que fazer os consumidores inativos voltarem a comprar tem grande importância para a empresa.

Leia aqui o post que explica a diferença entre os tipos de clientes: ativos, inativos e perdidos.

Por quê reativar clientes inativos?

São clientes que já compravam, então trazê-los de volta tende a ser mais fácil

Se o cliente já foi comprar em sua loja, significa que em algum momento ele viu valor na sua empresa. Por meio da gestão de clientes, o histórico de compras deles tende a facilitar sua comunicação no momento do resgate.

Criar segmentações pode ser de grande valor nesse momento. Como você já o conhece, pode oferecer alguma oferta de acordo com o que já comprou anteriormente. Essa é uma forma de tentar reativar esse cliente antes que seja tarde e você o perca.

Clientes inativos correm o risco de serem perdidos e reconquistar clientes perdidos é muito mais difícil

Clientes que estão inativos chegaram a essa situação por algum motivo. Por falta de incentivo, de benefícios ou na pior das hipóteses por um mal atendimento no momento da compra que dificilmente fará com que ele volte.

Se for possível identificar a razão desse problema, melhor. Assim, a resolução será mais fácil ainda.

O importante é lembrar que quanto mais tempo  o cliente ficar inativo mais difícil será o seu trabalho para recuperá-lo. Especialmente porque provavelmente ele não parou de comprar, só não tem comprado com você.

Se ele tem feito compras em um concorrente, é possível que tenha visto valor naquela outra empresa. Isso pode ter relação com um maior número de ofertas, melhor atendimento, entre outros fatores.

O fato é que em alguma questão você tem sido superado e precisa reverter essa situação. Quanto mais o tempo passar mais complicado vai ficar a situação e ninguém quer perder vendas, não é mesmo?!

Fazer Gestão de Clientes mantém o faturamento do negócio sem precisar investir muito em ações de atração

Ter mais cliente é sempre um objetivo que deve estar na pauta do varejo. Porém, existem práticas que são capazes de manter o negócio estável e até ajudar no crescimento, como a retenção e fidelização de clientes.

Um bom exemplo são campanhas de resgate de inativos, por meio do envio SMS. Esse tipo de ação tem um custo baixo – custa muito mais barato que distribuição de encarte, por exemplo – e as taxas de reativação de clientes são altas, bem como o faturamento gerado.

Empresas que utilizam um software de gestão de clientes tem um trabalho mais fácil para conseguir trazer os clientes de volta para a loja. O trabalho é mais simples, pois com ele é possível criar segmentações a partir dos grupos de consumidores inativos. Feito isso, é só criar as ações para reativá-los. Os resultados a partir da segmentação são surpreendentes.

Para quem ainda não tem um software de gestão de clientes a tarefa de identificar um cliente inativo fica complicada. Para piorar, essa situação é percebida apenas quando o cliente deixa de comprar efetivamente, ou seja, torna-se perdido.

Quando é possível identificar esse tipo de cliente o trabalho tende a ser mais fácil e a otimização dos resultados serão maiores.

Agora que você já sabe a importância de recuperar clientes que não compram a algum tempo, confira nosso post que conta como recuperar clientes inativos e outro sobre a contribuição de campanhas segmentadas na prevenção da perda de clientes.

Fazer com que o supermercado venda mais é uma tarefa diária, que depende de toda a equipe. Ter um número maior de vendas não depende apenas de uma equipe comprometida, mas também de uma equipe inteligente.

Quando falamos de inteligência, a questão é sobre saber aproveitar as oportunidades, mesmo as pequenas, para melhorar os resultados da empresa.

Faça com que seu supermercado venda mais nas datas comemorativas de outubro

Uma questão importante para ressaltar é que aumentar vendas não significa apenas ter mais clientes. Lembre-se que clientes fiéis tendem a gastar mais na sua loja, então práticas para fidelizar os clientes também podem garantir que o seu supermercado venda mais.

Confira algumas oportunidades de vendas e relacionamento que separamos para você aproveitar no mês de outubro:

01/10 Dia do Vendedor

Você pode aproveitar a data para estimular as vendas no seu supermercado.

Como se trata de um dia comemorativo relacionado a trabalho, adotar um tom mais descontraído pode ser interessante. Uma abordagem para incentivar as vendas pode ser algo como: “os vendedores do eletro/açougue/padaria ganharam uma folguinha, mas os descontos não”.

Fazer uma homenagem para os vendedores nas redes sociais parabenizando-os pelo seu dia também é uma boa opção para gerar engajamento.

01/10 Dia Internacional da Terceira Idade 

Para essa data é possível tanto estimular as vendas como aproximar o relacionamento com os clientes.

Venda mais com uma campanha segmentada baseada na faixa etária. Você cria o segmento, parabeniza os clientes da terceira idade e envia uma promoção especial ou um cupom de desconto para esse dia.

Uma ação de relacionamento na loja também é uma alternativa. Nesse caso, atrair mais clientes para a loja tende a estimular as compras. Para isso, você pode convidar médicos e enfermeiros para irem até a loja e montarem um espaço destinado a realização de alguns exames básicos para os idosos, como aferir pressão ou exame rápido de diabetes.

04/10 Dia do Cachorro 

Esse segmento não costuma ser trabalhado nas campanhas em supermercados, mas certamente vale apostar nessa data.

Que tal organizar uma feira de adoção no estacionamento da sua loja? É uma ótima ação de relacionamento com os clientes e também humaniza a empresa. Além disso, atrai mais pessoas para sua loja. Assim, você pode investir em ofertas de pet shop nesse dia para estimular as vendas.

Uma ação segmentada para os clientes também pode trazer ótimos resultados. Você pode filtrar os clientes que compram produtos do setor pet nos últimos 60 dias e enviar um encarte de ofertas no setor.

05/10 Dia das Aves 

Esse é um bom momento para estimular o setor. Fazer uma campanha com base nos hábitos de consumo dos clientes pode ser uma boa opção. Enviar um SMS para os que compraram cortes de aves nos últimos 30 dias com boas ofertas, certamente renderá bons resultados.

Você também pode aproveitar o gancho da data e movimentar as suas redes sociais com a divulgação de receitas. Isso, é claro, incluindo um encarte com os ingredientes a preços especiais.

08/10 Dia do Nordestino 

Aproveitar essa data pode ser interessante para valorizar os produtos regionais da loja.

Um encarte especial com esses produtos pode ser uma ótima opção (tapioca, azeite de dendê, carne seca, farinha, doces). Você também pode aproveitar que a data cai em um sábado e organizar um café da manhã com a degustação de alguns desses produtos.

Se preferir uma ação on-line, a divulgação de receitas costuma funcionar bem e movimenta vários setores da loja. Você pode escolher uma receita típica do nordeste e também criar um encarte com os produtos a preços especiais.

12/10 Dia de Nossa Senhora Aparecida 

Os feriados já costumam estar no radar dos supermercadistas para aumentar as vendas, mas não podem deixar de serem citados.

Aproveite para estimular as vendas de produtos dos setores de açougue, FLV e bebidas frias. O calor começa a aparecer com mais força e os itens desses segmentos tendem a ter maior saída.

12/10 Dia das Crianças 

O dia das crianças certamente é uma ótima oportunidade para que você consiga aproximar o seu relacionamento com os clientes.

Nessa data, uma boa ação para estimular a ida à loja, é apostar na aproximação do relacionamento. Você pode aproveitar o espaço do seu estacionamento e colocar uma cama elástica e piscina de bolinhas, por exemplo. Caso não tenha espaço disponível, dentro da própria loja você pode convidar palhaços e mágicos para comandarem a programação de atividades para as crianças que estiverem em compras com os pais.

Outra opção é uma campanha segmentada com produtos infantis como fraldas. Na plataforma Mercafácil você pode aplicar um filtro de hábitos de consumo e enviar descontos com os produtos do setor.

15/10 Dia do Professor 

Você não pode deixar passar em branco o dia dessa profissão tão importante para todos.

Se no seu cadastro de clientes houver a profissão deles, será mais fácil você enviar uma mensagem diretamente para cada um. Caso não tenha, sem problemas, você pode fazer uma postagem nas redes sociais da sua loja, por exemplo.

Você também pode oferecer um cupom de desconto nas compras para os clientes apresentarem carteirinha de professor no caixa.

22/10 Dia do Enólogo 

A data é pouco conhecida pelo grande público, mas certamente os apreciadores de vinho conhecem.

Com essa data comemorativa não tem erro, campanha segmentada é a melhor alternativa para seu supermercado.

Você pode criar uma segmentação com que comprou vinho nos últimos 90 dias e enviar um encarte digital com ofertas especiais para esse dia. Lembre-se de criar esse senso de urgência nos clientes, ele também contribui para os melhores resultados. Por exemplo, dizendo que o encarte é válido apenas neste dia.

Apostar nas redes sociais também tem trazido resultados muito satisfatórios. Que tal publicar uma receita com harmonização de algum vinho em oferta? Com essa ação, além de trabalhar o relacionamento com os clientes, você estimula as vendas.

29/10 Dia Nacional do Livro 

Ações de branding também têm grande importância para as empresas, por passar esse aspecto mais humano para os clientes e ajudar na fidelização.

Durante o mês pode ser feita uma campanha de doação de livros para alguma ONG ou escola da região e a entrega das doações no dia nacional do livro.

É interessante reservar um espaço no PDV para os clientes levarem as suas contribuições para a campanha – uma caixa já é suficiente. Não deixe de usar as redes sociais para estimular os consumidores a levarem os livros até a loja – assim, eles já aproveitam para conferir as ofertas. 😉

31/10 Dia das Bruxas (Halloween) 

Apostar nessa data é um bom caminho para se aproximar dos clientes. Você pode decorar a loja e estimular os funcionários a irem fantasiados durante a semana ou no dia. Esse contato de uma maneira mais informal pode te ajudar na fidelização dos clientes.

Que tal uma ação com ofertas relâmpago para quem estiver na loja? Uma opção poderia ser a seguinte: o comunicador no auto-falante da loja diz “a bruxa tá solta e abaixou o preço da TV 29, só agora quem vier ao setor de eletro leva a TV por XX reais”. Você pode optar por fazer esse tipo de ação em vários produtos ao longo do dia.

Além disso, aproveite a nossa primeira dica de decorar a loja e também comece a divulgar que terão ofertas relâmpago no dia do Halloween.

Saber como aumentar as vendas no varejo é muito importante e algumas dicas que possam facilitar o caminho são sempre bem-vindas.

Agora que já sabe como fazer com que seu supermercado venda mais, comece a planejar suas estratégias! Mas antes, não esqueça de se inscrever em nossa newsletter para receber nossas dicas para o próximo mês.