Author

Louize Fischer

Browsing

Conquistar uma pessoa para que ela se torne consumidora com certeza é um objetivo importante para o empreendimento.

Mas, mais importante do que isso é garantir que ela retorne outras vezes, para gerar mais receita para sua loja. A frequência de compra dos clientes, portanto, é um fator fundamental para o sucesso de uma empresa.

Para que isso aconteça, é necessário fazer um bom planejamento, de tal modo que sejam executadas ações segmentadas e estratégicas para atingir esse objetivo.

Portanto, calcular essa frequência é fundamental e deve ser feito de forma efetiva. Veja como fazer esse cálculo, a relevância desse fator e como aumentá-la!

Por que conhecer o comportamento de compra do cliente é importante?

Cada consumidor possui suas próprias características, necessidades e motivações para a compra. Quando a marca ignora tudo isso, perde a chance de explorar esses elementos e conseguir mais vendas com maior frequência.

Nesse sentido, uma das melhores formas de compreender o conjunto de características se dá por meio da avaliação do comportamento de compra. 

Quando a empresa se dedica a estudar o consumidor e a reconhecer quais são os hábitos dele, fica mais fácil usá-los a seu favor e gerar novas vendas.

É com a avaliação dos próprios clientes que o negócio consegue definir novas e personalizadas estratégias de marketing. Com isso, há maior efetividade de ação, gerando maior engajamento e melhoria das vendas.

Qual é a relevância da recorrência de consumo?

Uma das questões a reconhecer sobre os consumidores é a frequência de compra dos clientes. A ideia é conhecer quanto as pessoas consomem em cada compra, qual é o intervalo entre as aquisições e outros fatores que ajudem a traçar um comportamento.

Isso é necessário porque, por si só, a recorrência de consumo é muito relevante. Em primeiro lugar, significa que o cliente ficou satisfeito com a primeira experiência, a ponto de comprar novamente com você.

Além de tudo, é mais barato conseguir a conversão de quem já teve alguma interação de compra com a marca do que de pessoas completamente novas. Ao estudar a recorrência, é possível explorar esse padrão.

Outra questão está relacionada aos gastos. Durante o período de relacionamento com a marca, uma pessoa tende a gastar 67% a mais no terceiro ano do que costumava gastar nos seis primeiros meses de relacionamento. Quanto maior é a recorrência, portanto, maior tende a ser o valor gasto em cada compra.

Para completar, ter mais retorno para compras aumenta a previsibilidade das receitas, favorecendo a segurança de gestão e de investimentos do empreendimento.

mais-clientes


Como fazer a melhor avaliação da frequência de compra dos clientes?

Reconhecer o comportamento de compra do consumidor, como visto, é muito importante para definir estratégias de marketing mais efetivas. Além disso, os resultados podem ser motivadores para a atuação do time comercial, que faz propostas dentro do período ótimo de consumo.

Porém, isso tudo só é possível ao reconhecer, de fato, qual é o comportamento de quem compra. Por isso, veja como avaliar esse elemento de recorrência:

Calcule a frequência de compra

Tudo começa com uma avaliação de qual é a intensidade com a qual os clientes compram de forma recorrente. Esse ponto deve ser avaliado dentro de um período de tempo específico e inclui a seguinte fórmula:

Frequência de compras = Número de aquisições / Período em dias

Imagine que, nos últimos 120 dias, um determinado comprador fez 3 aquisições. Nesse caso, sua frequência de compra é de 1 conversão a cada 40 dias.

Já no caso do consumidor que fez 2 compras em um ano inteiro, sua recorrência é de 1 aquisição a cada 180 dias, em média.

Esses valores, entretanto, não são fixos. Se uma pessoa comprar mais do que de costume em um curto período de tempo, a frequência aumenta e os dias de intervalo entre as compras diminuem. Já se alguém ficar longos períodos sem adquirir nada, a frequência cai e o número de dias aumenta.

Acompanhe a diferença de dias

No varejo, é fundamental ficar de olho na diferença que existe entre os dias decorridos e a frequência de compra. Se o cliente compra a cada 50 dias e não voltou depois que 60 se passaram, há chances de que ele esteja buscando o fornecimento na concorrência. Sendo assim, há uma perda de consumidores.

O melhor é agir preventivamente e ficar de olho nessa variação. Com a aproximação do período de compra esperado, o ideal é desenhar estratégias de marketing, como um envio de alguma promoção e até de atuação do time comercial, se for o caso. Com isso, o cliente terá mais chances de retornar.

Esse acompanhamento precisa ser feito bem de perto, já que não utilizar os valores de recorrência a favor do empreendimento pode gerar perda de vendas e de oportunidades.

Entenda as métricas de consumo

Além de conhecer a frequência, também vale a pena verificar quais são as métricas de consumo envolvidas. A ideia é ter uma visão aprofundada sobre o comportamento de quem consome, de modo a criar estratégias ainda melhores.

O ticket médio, por exemplo, é a média de gasto por compra. Assim, é possível entender, mais ou menos, quanto cada pessoa tende a pagar ao ser convertida.

Já o Lifetime Value (LTV) corresponde ao valor total gasto pelo cliente em todo seu período de relacionamento. Como os com maior LTV são considerados mais importantes, entender isso é fundamental para direcionar as estratégias de fidelização.

Use ferramentas adequadas

Para fazer tudo isso, é indispensável contar com as ferramentas adequadas de tecnologia. O cálculo da frequência de compra dos clientes, por exemplo, será tão mais preciso quanto maior for o volume de dados avaliados sobre cada pessoa.

Além disso, dependendo do tamanho do negócio é inviável fazer o cálculo e acompanhamento de forma individual e manual. Com uma ferramenta de automação, por outro lado, tudo fica centralizado e pode ser controlado de tal maneira que não é preciso gastar tempo ou esforços com a tarefa.

Um bom sistema, portanto, é uma condição completamente necessária para conhecer qual é a frequência e quais são os pontos que exigem maior atenção.

Ao colocar esses conceitos em prática, será possível utilizar a frequência de compra dos clientes a favor do empreendimento, gerando novas oportunidades.

Como aumentar a frequência  de compra em supermercados

O varejo de alta recorrência pode dar uma falsa impressão sobre uma maior facilidade na retenção de clientes, mas na prática esse trabalho é bem complicado.

Os supermercados trabalham com necessidades básicas dos clientes, mas isso não garante que ele vá comprar sempre na mesma loja.

Algumas lojas no varejo possuem relações diferentes com o consumidor, afinal eles fazem compras de maneira mais espaçada.

A relação entre um supermercado e o cliente tende a ser mais “descartável” já que o mix de produtos não muda muito de loja para loja. Porém, é claro que essa pode ser a sua vantagem, mas também existem outras formas de se diferenciar.

Serão nelas que a sua loja precisa se apoiar para fazer com que os clientes voltem a compra de você. Ou ainda melhor, que compre várias vezes ao longo do mês.

Certamente uma das melhores maneiras de aumentar a frequência de compra no seu supermercado é conhecendo os seus clientes.

Saber quem eles são e o que compram é um trunfo que pode trazer benefícios para a sua loja.

Com os dados dos clientes em mão você pode criar ações de maneira recorrente para atraí-los para a loja com produtos do interesse deles.

Você pode conferir mais informações sobre esse assunto em nosso webinar sobre o tema.

Aproveitar as oportunidades de datas comemorativas também pode ser uma boa prática para sua loja.

O mais importante é fazer com que as suas ações sejam recorrentes, com isso certamente você poderá fazer com que a frequência de compra dos consumidores também seja.

Lembre-se, conhecer os clientes, criar diversas ações de acordo com o perfil de compra, comunicação  e relacionamento são fundamentais.

Para melhorar ainda mais seu conhecimento sobre esse e outros temas, assine nossa newsletter e não perca nenhum de nossos conteúdos!

O Dia dos Pais está chegando! Por ser uma data de grande aumento no consumo, os varejistas sempre se preparam para atrair os clientes para as suas lojas. O modo como os supermercados se planejam para datas como essa, no entanto, é muito diferente do restante do varejo.

Sabendo disso, decidimos falar um pouco sobre por que essa também é uma ótima oportunidade para os supermercados faturarem mais e trazer algumas dicas para aumentar as vendas do seu supermercado no Dia dos Pais. Confira!

A importância do Dia dos Pais para os supermercados

O Dia dos Pais é a maior oportunidade do mês de agosto, tanto para o varejo em geral, como para os supermercados. Mas nesse setor de alta recorrência, as estratégias se diferenciam.

Enquanto o restante do varejo tem como objetivo atrair novos clientes para as suas lojas, o supermercado já possui uma clientela que faz compras com frequência. Nesse caso, o foco deve ser no aumento do ticket médio, ou seja, os clientes precisam levar carrinhos mais cheios ao caixa.

Em uma data de incentivo ao consumo como o Dia dos Pais, os supermercados devem criar estratégias que gerem necessidades no cliente. Especialmente aquelas nas quais ele talvez não pensasse sozinho.

Nesse ano, essa comemoração tende a trazer resultados bem expressivos para o setor varejista. De acordo com dados do Serasa, os últimos dois anos foram de evolução nas vendas e 2018 registrou os melhores números desde 2013.

Não perca essa oportunidade de melhorar os resultados da sua loja, acompanhe nossas dicas para a data!

Enchendo carrinhos de supermercado no Dia dos Pais

Sabendo de tudo isso, apresentamos abaixo 4 dicas que podem ser executadas com facilidade na sua loja. Veja só!

1. Encarte especial de Dia dos Pais

Parece simples, mas um encarte de Dia dos Pais já ajuda o cliente a entrar no clima da data. Os produtos que podem se destacar são:

  • aqueles relacionados com os cuidados de higiene e beleza;
  • cortes especiais de carne;
  • bebidas frias (como cervejas artesanais);
  • bebidas quentes, etc.

Outra boa opção para a escolha de produtos é analisar os seus dados de venda no mesmo período do ano passado.

Dar aos produtos uma organização mais temática, mesmo que fuja das categorias mais tradicionais de produtos de supermercado, pode ser interessante.

Desse modo, você associa o consumo de produtos de naturezas diferentes como em uma espécie de kit especial.

Outra ideia é apostar em encartes digitais para buscar uma efetividade maior na distribuição. Você pode enviar essas ofertas para a sua base de clientes via SMS, por exemplo. 

2. Ações nas redes sociais

As redes sociais também ajudam a lembrar o consumidor da data e incentivá-lo a comprar mais no Dia dos Pais. A produção de conteúdo com dicas de presente, o que fazer no dia para comemorar e mesmo receitas culinárias especiais para os pais ou algumas mais fáceis para que os filhos façam é um bom investimento.

Lembre-se de que o Facebook prioriza imagens e vídeos em detrimento de textos. Invista preferencialmente em formas visuais ou audiovisuais para que suas postagens tenham mais alcance. No caso do Instagram, os stories podem ser um ótimo veículo para divulgar promoções.

Além disso, utilizar os seus canais de comunicação digitais também pode ser uma oportunidade para divulgar seus encartes. Muitas redes já têm praticado isso que certamente pode contribuir para a atração de consumidores.

Esse encarte pode contar com a divulgação de ofertas diferentes da versão impressa, por exemplo. Ou apenas com ofertas para quem já faz parte do seu programa de fidelização.

É importante que você desenvolva uma estratégia para as suas publicações. Por exemplo, se postar uma série de receitas, já aproveite e divulgue um encarte com os ingredientes em seguida. Nas dicas de presente, pode seguir essa mesma linha e assim em todos os seus conteúdos.

3. Mudanças no visual merchandising

O merchandising no PDV é uma técnica que tem como foco o layout da loja, a distribuição dos produtos e a utilização de objetos que destaquem a presença de determinados artigos para facilitar a interação do cliente com esses produtos.

Para o Dia dos Pais, é importante destacar aqueles itens que citamos na primeira dica, especialmente na ponta de gôndola. Montar ilhas especiais com itens geralmente associados ao universo masculino é uma boa prática, tais como:

  • itens de churrasco mais gourmet, como molhos especiais, cervejas artesanais, kits de temperos e moedores;
  • aproveitar a época (inverno) para investir em uma ilha de queijos e bebidas quentes (como vinhos, whisky, vodka);
  • estimular o consumo por meio de kits especiais.

Na seção de higiene e beleza, uma boa opção é instalar móbiles temáticos e utilizar displays para destacar os artigos masculinos.

Para melhorar ainda mais essas táticas, você pode utilizar uma estratégia de trade marketing em parceria com a indústria.

Usar os dados de consumo da sua loja pode ser uma ótima ideia para fazer essa negociação de maneira que as duas partes saiam ganhando.

A criação dos kits de produtos que comentamos também pode ser feita dessa forma alinhada com uma estratégia de comunicação.

Lembre-se que o uso de dados de clientes podem influenciar de maneira positiva suas ações, como vamos comentar em nossa próxima dica.

4. Campanhas segmentadas

A melhor forma de atingir seu público é por meio de campanhas segmentadas. Sobre isso, há duas opções:

A primeira é segmentar pelo público masculino na faixa dos 30 a 60 anos (período mais comum de paternidade) e enviar as ofertas personalizadas e até mesmo o encarte especial que sugerimos na dica 1.

Essas duas ideias podem ter uma efetividade maior se forem baseadas nas informações de consumo dos clientes.

Você pode analisar os produtos mais consumidos por esse grupo e criar um encarte com várias opções, por exemplo. Se preferir uma opção um pouco mais personalizada pode escolher produtos e enviar ofertas ainda mais segmentadas dentro desse grupo de clientes que foi criado.

A segunda opção é uma campanha mais aberta, que pode incluir mulheres e filhos com o intuito de estimular a compra no supermercado no Dia dos Pais (neste post trazemos algumas outras dicas para aumentar as vendas na data). Para você se inspirar, selecionamos abaixo algumas campanhas feitas pelos clientes Mercafácil no Dia das Mães, olha só:

campanha-dia-dos-pais

Esperamos que essas dicas te inspirem a criar uma experiência diferenciada no seu supermercado no Dia dos Pais. Estratégias diferentes são bem-vindas contanto que leve em consideração as necessidades de consumo que surgem nessa data. Afinal, você pode desperdiçar uma ótima oportunidade de vender mais.

Quer aprender mais sobre gestão de supermercados? Então, aproveite e leia nosso artigo sobre a importância do planejamento a longo prazo no setor!

Aqui no portal falamos sempre sobre a importância de fazer Gestão de Clientes e damos dicas de como fazer isso na prática. Fazemos isso porque nosso propósito é transmitir conhecimento.

Agora é hora de testar seu conhecimento nesse quiz sobre Gestão de Clientes e provar que você realmente cuida de quem compra na sua loja.


E aí, gostou do teste sobre Gestão de Clientes? Compartilhe esse post com seus conhecidos e teste o conhecimento de todos da sua equipe! Se quiser saber mais sobre o assunto, é só marcar um bate-papo com um de nossos especialistas.

O maior evento do futebol mundial vem aí, agora com a atuação das mulheres em campo. E como um bom brasileiro adora acompanhar futebol, a Copa do Mundo Feminina 2019 pode ser uma ótima oportunidade para você trabalhar com ações na sua loja.

De relacionamento até as ações de venda, há muito o que sua loja pode fazer para entrar no clima. E o melhor: você passa uma boa imagem de marca.

Grandes nomes já manifestaram seu apoio, incluindo grande redes televisivas, que vão transmitir os jogos ao vivo. Isso prova a visibilidade que o futebol feminino tem ganhado.

O momento não poderia ser melhor para sua loja se manifestar em apoio. Mas antes, vale lembrar as informações sobre o mundial. Acompanhe:

Copa do Mundo Feminina | França

A Copa do Mundo de Futebol Feminino será realizada na França, do dia 07 de junho de 2019 até 07 de julho de 2019. A abertura do mundial será no dia 07/06 com início previsto para às 13:00.

Os jogos da fase de grupos já têm data definida. Confira a tabela com os horários dos jogos do Brasil já confirmados:

copa-do-mundo-feminina-2019

Ações e Campanhas para fazer na Copa do Mundo Feminina 2019

Movimentar a loja e os clientes é fundamental para mostrar o engajamento da sua marca com o mundial feminino. Seja em ações de PDV, de relacionamento ou de venda, há muito o que pode ser feito. Confira algumas ideias:

Ações de engajamento para a Copa do Mundo de Futebol Feminino

Redes sociais

Uma boa forma de mostrar seu apoio ao evento é com publicações nas redes sociais.

Para começar, você pode criar uma imagem de perfil e de capa personalizada para as suas redes sociais, assim como faz durante o mundial masculino. Isso dará personalidade aos seus perfis e faz o público entender que sua comunicação será direcionada.

Além disso, você pode criar postagens falando sobre a Copa, pode postar os horários dos jogos e até mesmo informações sobre o mundial. Afinal, muitos ainda nem sabem que existe, há quanto tempo ocorre, entre outras informações. Você pode se inspirar no que grandes redes televisivas têm feito, como falar sobre as jogadoras, por exemplo.

Nos dias dos jogos ou um dia antes você pode criar publicações com alguma oferta de produto relacionando ao mundial. Por exemplo, pode sugerir um churrasco no jogo de domingo.

Disparo de campanha

Além de agitar as redes sociais, você pode disparar uma campanha lembrando que a Copa do Mundo Feminina está chegando e que sua loja terá ações especiais para a data, por exemplo. Se você é cliente Mercafácil pode, por exemplo, enviar um SMS para a sua base cadastrada.

Ações no PDV para estimular os clientes

As ações no PDV, como você deve saber, são muito importantes para que o cliente “entre no clima”, o que acaba por estimular a venda em grande parte das vezes.

Uma possibilidade é decorar os caixas com acessórios do Brasil, como bandeirinhas. É algo simples, mas que já remete ao mundial.

Se você não quiser misturar o espaço que está com decoração junina, pode apostar em ações nos dias de jogos. Pode, por exemplo, engajar a sua equipe de loja a usar as cores do Brasil nos dias de jogos. Até mesmo acessórios. Também pode disponibilizar uma TV na loja para transmitir o jogo ao vivo.

Você pode também fazer materiais de divulgação. Pode falar sobre o evento ou mesmo criar a famosa tabelinha dos jogos para distribuir aos clientes. Com certeza vai chamar atenção.

Ações para estimular as vendas na Copa do Mundo Feminina 2019

Claro que o objetivo é aproveitar as oportunidades para vender mais.  E nesse caso não seria diferente.

Encarte personalizado

Para começar, você pode criar um encarte personalizado, seja ele físico ou digital, e oferecer produtos que tem relação com os jogos. Amendoim, pipoca, bebidas frias, itens de churrasco, além de poder aproveitar o gancho da época de festa junina para estimular a venda dos mesmos produtos.

Sorteios e ações especiais

Muita gente gosta de sorteio e Copa do Mundo pede bolão, não é mesmo?! Então que tal unir as duas coisas? Você pode organizar um bolão e a cada resultado dos jogos quem acertar ganha algum prêmio da sua loja, como um vale-compras ou uma cesta de produtos. No final, pode fazer um ranking e quem tiver mais acertos ganha um prêmio maior.

Outra ação que você pode fazer é de engajamento. Pode, por exemplo mostrar que incentiva as mulheres. Uma ação legal de se fazer é montar um espaço na loja onde as mulheres que fizerem um número X de embaixadinhas ganham prêmios. Para essa ação, você pode até fazer uma parceria com fornecedores.

Disparo de campanhas

As campanhas são o gatilho mais poderoso para atrair os clientes para a loja e estimular vendas. Por isso, você deve investir em disparos. Eles podem ser segmentados ou para a base toda.

Uma possibilidade é estimular ação de final de semana para o primeiro jogo, que será no domingo. Você pode enviar ofertas de produtos de churrasco, já que o jogo será de manhã. Para isso, você pode criar uma segmentação por clientes que consomem produtos relacionados a churrasco, como carnes, bebidas frias e carvão.

Para os demais jogos, pode aproveitar os produtos juninos, que já costumam ter grande saída, como pipoca, amendoim e doces. Muitas empresas farão ações especiais nos dias de jogos, então pode ser boa opção filtrar clientes PJ e fazer um disparo segmentado com ofertas desses produtos.

Com certeza a Copa de Futebol Feminino 2019 gera ótimas oportunidades para sua empresa, seja no quesito posicionamento de marca ou vendas propriamente. Se você é cliente Mercafácil pode, ainda, aproveitar o conhecimento do seu consultor para pensarem em ações adequadas.

Boas vendas!

O dia das crianças no varejo é uma data de grande apelo, como você certamente já sabe. Mas temos um dado que talvez você não tenha visto. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), identificou um aumento de 3,8% na seção de Bazar em 2016 para 4,1 em 2017. Uma informação que mostra a importância do setor e o quanto pode ser rentável se bem trabalhado.

Por isso, o foco desse post é mostrar como você pode trabalhar com ações no dia das crianças no supermercado e aproveitar a data para faturar mais. Confira!

Se prepare para o dia das crianças no supermercado

Os preparativos para a data devem começar bem antes, tanto na loja como nas campanhas que você vai fazer. A venda de brinquedos é algo que movimenta o setor de Bazar. O presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesar Longo, comenta em matéria da Apas que “os brinquedos baratos são o carro-chefe de vendas no Dia das Crianças no supermercado e é fundamental acertar os personagens da moda para alavancar as vendas”.

Portanto, é bom levar isso em conta quando for organizar o layout da sua loja para atender a essa demanda. Também é interessante pensar nas comunicação. Afinal, seus clientes precisam saber com antecedência que sua loja terá ofertas especiais e, se for o caso, que tem um setor dedicado ao público infantil.

Previna-se contra a falta de estoque e ruptura de gôndola

Como foram as vendas desse período no ano passado? Ter essa informação é essencial para que você se previna contra a ruptura de gôndola e a falta de estoque.

Se você tem um software como o da Mercafácil, pode analisar as vendas de outubro dos anos anteriores para saber a média de venda de cada produto. Assim, fica muito mais fácil prever e se preparar para o Dia das Crianças de 2018.

Também é bem válido rever o que você já fez e analisar o que deu certo e o que deu errado. Aprender com o passado é muito útil, ajuda a não cometer os mesmos erros e dá insights valiosos para acertar.

Dia das crianças no varejo pede decoração de loja e comunicação personalizada

Para chamar a atenção do consumidor é bom que sua loja entre no clima. Para isso, pense em uma decoração temática ou em algo bem colorido.

Não se esqueça de levar a ideia também para as peças gráficas do PDV, como banners, etiquetas de preço, tela de descanso, e as peças promocionais, como panfletos e encartes.

Se sua loja tem site e redes sociais, invista também nesses canais. Você pode, por exemplo, trocar a foto de capa do Facebook e colocar algum enfeite na foto de perfil da página. No site, vale inserir um ou mais banners que remetam à data ou com ofertas em produtos para o Dia das Crianças.

Obs: Caso tenha dúvidas sobre as regras de publicidade para crianças, leia a cartilha completa da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) aqui.

Programe um Dia das Crianças especial na loja

Pais sempre estão em busca de programas legais para fazer com seus filhos. Ir ao supermercado certamente pode ser um deles. O atrativo será ainda melhor se tiver cama elástica, pipoca e algodão doce.

Outras opções são animadores, mágicos, contadores de histórias e maquiadores infantis. A escolha vai da sua criatividade e do quanto está disposto a investir para criar esse envolvimento com sua marca.


Neste Dia das Crianças, aproveite para atrair este público que tem consumo elevado (família) para ter uma experiência diferenciada na sua loja. Muitos aproveitam o pátio do estacionamento ou algum cantinho mais vazio da loja para fazer essas ações diferenciadas.

O valor do investimento em uma ação como essa não é tão alto e o retorno pode ser bem elevado. Se quiser ir além, pense em brindes para distribuir ou sortear na loja. Certamente o fluxo de clientes tende a aumentar e as vendas também.

Para que a ação dê certo, não se esqueça de comunicar o evento para seus clientes. Para isso, basta acessar sua base e disparar via SMS, WhatsApp ou email, por exemplo. As redes sociais também são um ótimo recurso! Veja o exemplo dessa mensagem via SMS:

dia-das-criancas-varejo

Crie pelo menos uma promoção de Dia das Crianças

Como já dissemos, a data é uma ótima oportunidade para as vendas. Por isso, invista em uma boa promoção de Dia das Crianças para atrair clientes. Se você tem um software de Gestão de Clientes, pode descobrir quais foram os produtos mais vendidos no mesmo período do ano passado e basear suas ofertas nesses itens.

Para fazer o disparo das suas campanhas, você pode ser mais assertivo se segmentar o público. Uma possibilidade é segmentar por clientes que compraram produtos voltados para crianças, como sabonetes, shampoos, sucos, leite em pó e complementos, etc.

Caso identifique que sua base não possui um público com muitas crianças ou mesmo se você não vender muitos produtos infantis, uma sacada é brincar com o dia. Criar campanhas que ativem a memória dos clientes pode despertar o desejo e fazer com que comprem.

Veja abaixo alguns exemplos de promoções e campanhas que você pode fazer no Dia das Crianças no supermercado:

Promoção: produtos infantis a R$ 1

Que tal selecionar produtos mais voltados às crianças e vendê-los a R$ 1? Com certeza você vai movimentar a loja e as vendas. Veja alguns produtos que poderiam entrar nessa oferta:

  • Refri  Caçulinha
  • Suquinho
  • Bolacha
  • Salgados da padaria
  • Chocolate
  • Bolachas
  • Bolinhos

Se gostar da ideia, você pode investir em uma “semana da criança”, em que cada dia terá um encarte com itens diferentes nessa oferta. As crianças – e também os pais- vão adorar!

Promoção: brinquedos, roupas e sapatos

Se sua loja oferece esses produtos, comece a anunciar promoções agora mesmo. Não se esqueça que os pais buscam por esses produtos com antecedência e é importante que saibam que sua loja oferece esses itens. Mostre sua marca, mostre que pode ser uma opção de compra.

Além disso, durante o mês de outubro você pode organizar sua loja de modo que esses setores fiquem em evidência. Vale montar ilhas ou expor na ponta de gôndola, por exemplo. O importante é chamar a atenção do consumidor.

Promoção: produtos infantis para adultos

Muitos adultos também gostam de produtos infantis. Uma boa opção é usar a nostalgia para captar o interesse do seu consumidor. Quem lembra daquele bolinho com gostinho de infância? Ou mesmo daquele café passado com leite que a avó preparava. Ou ainda aquele chocolate que seus pais sempre compravam?

Aproveite o gancho para estimular as vendas também dos adultos. Crie um encarte especial com um textinho que faça o cliente remeter à época de infância. Envie uma mensagem que gere envolvimento com o cliente. Veja esse SMS:

promocao-dia-das-criancas

Para fazer o disparo, você pode filtrar na sua base de dados os clientes acima de 35 anos, por exemplo.

Oportunidades não faltam para o Dia das Crianças no supermercado! É importante estar preparado para trabalhar com campanhas que vendam e atraiam mais público. Todos mês, divulgamos ideias para aproveitar as datas do mês, você pode conferir todas na página de oportunidades ou se inscrevendo em nossa newsletter aqui.

As datas especiais são um ótimo gancho para trabalhar ofertas, ações de relacionamento e levar mais clientes para a loja. Com as datas comemorativas de outubro não seria diferente. Inclusive, temos um post com várias ideias para você se inspirar.

Contudo, algumas datas podem ser mais chamativas do que outras e permitem mais possibilidades de campanhas. No próximo mês uma delas é o Dia Internacional da Terceira Idade e o Dia das Bruxas. Continue acompanhando e descubra por quê.

Datas comemorativas de outubro: Dia Internacional da Terceira Idade (01/10)

Esta é uma ótima oportunidade para cativar o público mais velho e mostrar que sua marca sabe o que eles gostam de consumir. Para criar ações mais efetivas, é muito importante conhecer os dados dos seus clientes.

Se você já é cliente Mercafácil, utilize a ferramenta de segmentação para filtrar os clientes pela faixa etária e crie ações especiais para este público. Uma forma de fazer isso é acessar os dados do cliente, separar por faixa etária e selecionar os clientes com mais de 60 anos, por exemplo.

Feito isso, é só criar uma campanha e disparar para esse clientes. Você pode oferecer, por exemplo, 5% de desconto para todos os idosos que comprarem neste dia ou dar um brinde especial para quem for até a loja.  Veja um exemplo de campanha enviada por SMS:

datas-comemorativas-de-outubro

Outra ideia interessante para melhorar o relacionamento e movimentar o fluxo de clientes é ter alguém na loja medindo a pressão ou índice glicêmico (diabetes). Uma ação como essa agrega valor para sua marca, além de ser um serviço de extrema utilidade.

Datas comemorativas de outubro: Dia das Bruxas (31/10)

Gostosuras ou travessuras? Essa é uma excelente data para o varejo entrar no clima e estimular vendas.

Decore sua loja, prepare um encarte temático e feche parceria com fornecedores de doces e chocolates, por exemplo, para criar ações diferenciadas. Você também pode pegar brindes com seus fornecedores e oferecer gostosuras neste dia para as crianças que passarem pela loja com os pais.

Decorar sua loja é algo bem pensado para chamar a atenção dos clientes e atraí-los para as compras. Seus funcionários também podem estar fantasiados durante o dia para criar um clima de descontração.

Para estimular vendas, você pode criar promoções na loja, como esse exemplo. Se quiser ir além e se diferenciar, porque não realizar um concurso de fantasias infantis? Assim, a melhor fantasia pode ganhar um vale compras de R$ 500, por exemplo. Ou ainda realizar sorteios durante o dia.

Para se comunicar com os clientes você pode criar uma segmentação baseada nos hábitos de consumo. Selecione clientes que compram produtos infantis, por exemplo (salgadinhos, biscoitos, iogurtes, fraldas, brinquedos, material escolar, etc). Outra opção é ativar toda a sua base de clientes, como nesse exemplo, enviado por SMS:

datas-comemorativas-outubro

E aí, seu supermercado está preparado para aproveitar datas comemorativas do varejo como essas? Faça suas campanhas e depois conte pra gente o resultado. Aproveite para seguir a gente nas redes sociais e mande sua mensagem por lá! Temos Facebook, Linkedin e Instagram. 😄

Praticamente todos os negócios têm consumidores que não sabem exatamente o que querem. Em um supermercado, entretanto, a hesitação pode ter motivos diferentes. Ao serem apresentadas a um clube de desconto, muitas pessoas têm dúvidas se deveriam ou não participar. Para que a ação seja um sucesso, é fundamental saber como lidar com clientes indecisos.

O uso das abordagens certas ajuda a conduzir os indivíduos até a decisão e favorece a conquista de resultados. Ao final, fica mais fácil atingir as metas previstas pelo empreendimento.

Será que o seu negócio está preparado para lidar com clientes indecisos? A seguir, confira como agir para obter um bom desempenho.

Ouça o que o cliente tem a dizer

Quando uma pessoa está indecisa, há muitos motivos para isso. Há certos receios ou dúvidas que, quando são esclarecidos, levam à tomada de decisão desejada. Mas para que a etapa ocorra, é essencial escutar o que os clientes têm a dizer.

Apenas tentar convencê-los a todo custo não é o mais certo. Em vez disso, faz mais sentido ouvir o que eles pensam, quais são os motivos para as dúvidas e como tudo pode ser resolvido. Desse jeito, será possível oferecer uma abordagem personalizada.

Respeite o processo de convencimento

Imagine alguém que fez uma compra no supermercado e que começa a passar o pedido no caixa. Exigir que o cliente informe o seu CPF para o cadastro, logo no primeiro contato, pode não ser a melhor abordagem. Existe um processo de convencimento que deve ser trabalhado e respeitado. Em vez disso, pode-se perguntar se ele já faz parte do clube e se quer participar para ter acesso aos descontos exclusivos.

É preciso apresentar a possibilidade, explicar e demonstrar o que deve ser feito. A partir disso, a pessoa se sentirá mais confiante e menos pressionada. Ao pular etapas, a indecisão pode acabar em recusa.

Esteja preparado para contornar objeções

Dependendo do cenário, lidar com clientes indecisos exige ter jogo de cintura para driblar as objeções. É o que ocorre com um consumidor que não deseja participar do programa por achar que será algo complexo ou que não vale a pena.

Ao demonstrar que o cadastro é simples, a pessoa pode ser convencida de que esse é o melhor caminho a seguir. Então, a objeção terá sido contornada com sucesso. Para que isso seja possível em todos os cenários, o time deve estar preparado para driblar os argumentos contrários.

Conte histórias de sucesso

Para oferecer motivos extras, lidar com clientes indecisos também exige apresentar histórias de êxito. Mostrar quem já foi beneficiado pela tomada de decisão funciona como um impulso para chegar ao resultado desejado.

No caso dos supermercados, conte sobre pessoas que economizaram em grandes compras ou que notaram que tudo é bem fácil. Também pode-se observar algum produto que a pessoa escolheu que esteja com desconto e falar quanto ela economizaria se fizesse parte do clube. Validar a experiência pela participação de outros indivíduos (ou dele próprio) tem um grande potencial.

Aposte em apresentar os pontos positivos

Para completar, não se esqueça de demonstrar quais são as vantagens de recorrer à possibilidade proposta. Explique, por exemplo, que participar do programa de vantagens garante descontos e benefícios exclusivos.

Também deixe claro que não existe consulta ao Serasa ou SPC e que o uso do CPF serve apenas para a identificação. Assim, as pessoas ficarão mais seguras e poderão, enfim, sair do cenário de indecisão.

Ao descobrir como lidar com clientes indecisos, é possível aproveitar as oportunidades e conseguir mapear um número maior de clientes na sua loja. Para um supermercado, isso pode significar mais pessoas no clube de desconto e, assim, melhores chances de conhecer o público e trabalhar com campanhas mais assertivas.

Para tornar o processo ainda mais eficiente, veja como maximizar a relação entre engajamento da equipe e clube de descontos.

A retenção de clientes é fundamental para chegar ao sucesso. Ao manter os consumidores sempre por perto, é possível aumentar o faturamento, diminuir os custos de venda e melhorar a imagem do negócio. Para conquistar esse efeito com o seu supermercado, vale a pena recorrer a um software de gestão de clientes.

Trata-se de uma ferramenta que organiza todos os dados dos consumidores, desde os produtos consumidos até valor gasto e frequência de compra. Ao criar uma base confiável de informações, ajuda a planejar ações e controlar o conhecimento em vários níveis, especialmente nas vendas.

Para entender como o software de gestão de clientes contribui para a retenção de clientes, continue a leitura!

Permite conhecer o comportamento de compra

Quando o recurso tecnológico é usado, é possível registrar uma série de informações sobre o negócio e os clientes. Há registros de quais são os produtos mais vendidos, qual é a periodicidade das compras, os valores médios e assim por diante.

Como centraliza todos os dados, faz com que a gestão tenha uma visão muito clara do comportamento de consumo. Isso permite identificar pontos que devem ser trabalhados, como os produtos com melhor saída ou momentos favoritos de compras. Ao final, há maior inteligência de dados, a possibilidade de tomar decisões mais acertadas e até de negociar com fornecedores.

Melhora o gerenciamento de estoque

Como permite entender quais são os itens mais desejados pelos consumidores, o software de gestão de clientes permite o gerenciamento de estoque de forma otimizada. É possível garantir que certos produtos estejam com maior disponibilidade em épocas de procura elevada, por exemplo.

Também é um jeito de evitar o desabastecimento dos itens mais procurados, a temida ruptura de gôndola, e de diminuir o armazenamento daqueles com pouca saída. Isso traz produtos frescos e adequados aos interesses e necessidades de quem consome. Com maior satisfação com a compra, há um aumento na fidelização.

Favorece a comunicação com o cliente

Saber falar com o público de interesse é determinante para que os clientes continuem comprando na sua loja. Com as ações certas, é possível transmitir a mensagem do jeito adequado, aumentar o engajamento e aproximar o relacionamento com o consumidor.

A partir do uso do software de gestão de clientes, é mais fácil conhecer as pessoas e, então, segmentar as estratégias de comunicação. Ao criar uma campanha para determinado público, fica simples adotar os elementos adequados para chamar a atenção. Ao elaborar uma promoção, também é viável acertar o segmento desejado e, assim, favorecer o relacionamento.

Melhora a experiência do consumidor

Acima de tudo, essa ferramenta é de grande ajuda para otimizar a experiência que o comprador tem no ambiente. Com o envio de ofertas personalizadas, é muito provável que ele retorne outras vezes, pois verá promoções exatamente do que costuma comprar.

O cuidado em considerar o histórico e oferecer uma abordagem única faz com que a empresa se diferencie das demais. Com a satisfação elevada, o consumidor optará por retornar muitas outras vezes. Enquanto isso, o relacionamento será cada vez mais favorecido.

Para adotar essa ferramenta da forma correta, o ideal é contar com um sistema robusto e de qualidade. O software da Mercafácil é uma excelente alternativa: completo e integrado, cria um perfil detalhado do público. Ao final, você terá insights poderosos para reter as pessoas e diferenciar os seus resultados.

Com o software de gestão de clientes, é possível conhecer melhor os consumidores. Assim, melhora a satisfação e aumenta a fidelização de clientes, o que favorece as conquistas empresariais em todos os âmbitos.

Se quiser aproveitar todos esses benefícios, entre em contato com a Mercafácil. Você vai descobrir como podemos ajudar o seu negócio!

Elaborar um planejamento estratégico de vendas é essencial para quem quer vender mais! Sabemos que esse é um desejo de muitos empreendedores, mas é preciso ter calma e segurar um pouco a ansiedade.

Para quem não sabe, um planejamento estratégico de vendas funciona como um guia destinado à área de vendas de uma empresa. Ele define quais são seus objetivos, metas, bem como os recursos e as estratégias que serão utilizados para que essa atividade seja feita da melhor maneira possível.

Preparamos este conteúdo para que você possa entender melhor sobre o assunto. Continue acompanhando para saber mais sobre como elaborar um bom planejamento estratégico de vendas!

Quais são as vantagens de elaborar um planejamento estratégico de vendas?

Para começar, vamos conhecer as vantagens em elaborar um planejamento estratégico de vendas. Veja só:

  • possibilidade de elaborar planos de ação alinhados com os objetivos da empresa;
  • ajuda para conhecer melhor os pontos fortes e fracos do negócio;
  • possibilidade de uma maior integração entre diferentes áreas da empresa;
  • auxílio no direcionamento das ações para que seja possível vender mais.

É evidente que há outras vantagens, mas podemos considerar as que listamos acima como as principais. Elas já são suficientes para que você tenha motivos para priorizar a realização de um planejamento estratégico focado em suas vendas.

Como elaborar um planejamento estratégico de vendas?

Agora que você conhece as principais vantagens do planejamento estratégico de vendas, preparamos quatro dicas para que essa prática seja adotada de maneira eficiente:

Estabeleça objetivos e metas

O primeiro passo para criar um bom planejamento de vendas é ter em mente que ele precisará mirar algo maior — algo que a empresa precisa alcançar. Ou seja, é preciso criar objetivos que sejam os grandes guias de todas as ações comerciais. Por exemplo: reformar e ampliar uma loja atual ou abrir novas lojas.

Junto aos objetivos é preciso contar com ferramentas para que seja mensurado o desempenho das ações estabelecidas para esse desafio. Não deixe de estabelecer metas que tenham esse papel e que ajudem na correção e na otimização das ações comerciais.

Faça o cálculo de custos fixos e variáveis

Um componente importante para o planejamento estratégico de vendas está nos seus custos. Nessa linha, é interessante dividi-los em dois: custos fixos e variáveis. Aliás, como normalmente a empresa depende exclusivamente das vendas para sobreviver, é interessante levar em consideração os gastos do negócio como um todo.

Saiba que os custos fixos são aqueles que não sofrem aumento conforme a operação do negócio. Se tomarmos um supermercado como exemplo, podemos dizer que o valor gasto com limpeza, aluguel, e funcionários tende a ser o mesmo independente se recebeu a visita de um ou mil clientes no mês.

Já os custos variáveis são aqueles que mudam conforme a demanda do negócio. Por exemplo, se o supermercado vende um produto mais do que o normal, provavelmente terá um custo a mais para repor o estoque. É importante entender como as vendas podem e devem influenciar nessa questão!

Saiba definir o valor dos produtos

Entenda que a definição dos valores dos produtos pode interferir diretamente no seu planejamento estratégico de vendas, visto que valores acima do mercado acabam limitando o consumidor que quer atingir, bem como posicionando o negócio para atender a um nicho específico.

Então estude bem os preços praticados pelo resto do seu mercado e defina qual é a melhor estratégia nesse sentido. É certo que mudanças podem acontecer no meio do caminho, visto que todos os mercados exigem uma certa adaptação. E cuide, também, para não perder sua margem na venda dos produtos.

Estabeleça os recursos necessários

A nossa última dica é que sejam definidos todos os recursos necessários para a sua estratégia de vendas funcionar bem, pensando sempre em sua previsibilidade e escalabilidade. Defina o tamanho da equipe, os materiais, os treinamentos, as ações de marketing necessárias ao longo do ano, entre outros detalhes.

Solicitar o envolvimento do departamento de marketing pode ser interessante, visto que ambas as áreas trabalham com os mesmos interesses: gerar mais vendas e faturamento.

Deu para entender que um planejamento estratégico de vendas é essencial para definir o direcionamento correto para as suas ações? Então não perca tempo, arregace as mangas e comece agora mesmo!

Para continuar a adquirir conhecimento, confira agora o nosso guia sobre como fazer encartes de supermercado que vendem!

planejamento-estrategico-de-vendas

O marketing de relacionamento consiste em um conjunto de estratégias que têm como objetivo estreitar os laços do consumidor com uma marca. Dessa forma, ele incentiva o cliente a retornar à loja para aumentar o faturamento e o ticket médio.

Vamos, então, explicar os impactos desse tipo de marketing na estratégia de uma empresa e dar bons exemplos de ações para você implementar. Confira!

A importância do relacionamento com os clientes

O relacionamento com os clientes é parte da própria construção da marca, uma vez que cria uma espécie de identidade. O charme dessa personalidade terá um grande impacto na fidelização de clientes e na disseminação da marca. Isso porque os clientes que se identificarem permanecerão consumindo seus produtos e farão questão de indicar sua loja para outras pessoas.

Investir na construção de um bom relacionamento com o cliente significa, portanto, diminuir as chances de perder aqueles consumidores que já entraram em contato com a sua marca, mas que por algum motivo se sentiram mais à vontade em comprar em outros lugares.

No caso específico dos supermercados, que, diferente de outros setores do varejo, não têm um ciclo de vendas longo, é ainda mais importante pensar em estratégias que façam o consumidor ter vontade de voltar à loja, já que ele precisará fazer compras novamente com muita regularidade.

Boas ações de marketing de relacionamento

Para usufruir de todas essas vantagens do marketing de relacionamento, é preciso colocá-lo em prática da maneira correta. Por isso, apresentamos abaixo algumas sugestões de ações. Confira!

1.Desenvolva uma lista de contatos

O primeiro passo é criar situações no supermercado em que seus clientes precisem se cadastrar, como sorteios e clubes de desconto, de maneira que você tenha acesso a informações para contato — número do telefone celular ou o endereço de e-mail, por exemplo.

Munido do contato e de outros dados dos clientes, como o perfil de consumo de cada um deles, você poderá mandar mensagens personalizadas.

Só não exagere na quantidade de comunicados! Encher os clientes de mensagens vai, no mínimo, fazer com que ignorem seu contato. Então você perderá esse canal de comunicação.

Utilizando softwares específicos de gestão de clientes, como o da Mercafácil, você conseguirá captar e analisar todas essas informações com bastante facilidade. Lembre-se: conhecer bem seu consumidor e se comunicar com ele é o primeiro passo para muitas estratégias de marketing.

2.Comunique-se com clientes inativos

Desenvolver uma abordagem segmentada, comunicando-se de formas diferentes no momento de adquirir, reter ou recuperar clientes, também aumenta a eficiência do marketing de relacionamento — sobre isso, veja aqui algumas soluções da Mercafácil para o varejo. Com o auxílio de um software, você conseguirá identificar os clientes inativos (aqueles que já conhecem a sua loja, mas pararam de frequentá-la). Você também conseguirá saber há quanto tempo estão sem comprar nada.

Eles não pararam de fazer compras, apenas têm preferido outros supermercados. Portanto, é preciso adotar uma abordagem especial para reaproximá-los. Deixe claro que eles são importantes para sua empresa e envie ofertas que mais combinam com o perfil de cada um. Promoções exclusivas também são bem-vindas.

3.Utilize as redes sociais

Ainda que os canais de comunicação direta sejam eficientes, você pode não ter o contato de todos que entram na sua loja. Alguns clientes não gostam de deixar seus dados em cadastros, mesmo que isso signifique abrir mão de alguns descontos.

Portanto, estar presente na internet e pensar em estratégias de marketing de relacionamento de maior alcance é importante. As redes sociais são a melhor solução para isso. Assim, é imprescindível que a sua marca tenha uma página no Facebook, por exemplo, e que a alimente com conteúdo relevante.

A presença nas redes sociais também abre outro canal de comunicação entre você e o consumidor. É por meio dela que os clientes vão tirar dúvidas e fazer reclamações. Por isso, também é importante ter colaboradores atentos e dispostos a responder mensagens de forma eficiente e atenciosa.

Planeje as suas estratégias de marketing de relacionamento com as dicas acima em mente. Dessa forma, você garantirá o retorno dos clientes.

Gostou da ideia de utilizar o marketing de relacionamento para fortalecer a sua marca? Entre em contato conosco e conheça melhor as soluções que a Mercafácil tem para você!