Author

Drielly Souza

Browsing

Não é mais novidade encontrar um consumidor que consuma produtos para restrição alimentar, não é mesmo?

Seja por alergia, intolerância ou até mesmo escolha pessoal, a maioria das pessoas está dando mais atenção à saúde e optando pelo consumo mais consciente. 

Conforme pesquisa feita em 2018 pela Nielsen, em 63 países com 30 mil indivíduos, revelou que 64% segue uma dieta que limita ou proíbe o consumo de alguns alimentos ou ingredientes.

Desse modo, se o seu supermercado ainda não oferece produtos para restrições alimentares está deixando de atrair um novo nicho de clientes, o que pode impactar diretamente nas vendas.

Por isso, trouxemos algumas dicas sobre o assunto para você considerar incluir uma seção de alimentos restritos na sua loja. Acompanhe!

O que são produtos para restrição alimentar?

Nosso corpo reage instantaneamente àqueles alimentos que ingerimos.

Por isso, muitas pessoas optam ou necessitam ingerir produtos que atendam às suas escolhas ou exigências nutricionais.

Em síntese, para àquelas pessoas que possuem alguma contra indicação alimentar, os tipos de restrição mais comuns são: 

  • Diabetes: diminuição ou bloqueio da absorção de insulina; ou a insulina produzida não é bem aproveitada. Dieta variada, composta por alimentos naturais que colaborem para estabilizar o nível glicêmico do sangue.
  • Intolerância à lactose e/ou alergia ao leite: incapacidade do sistema digestivo de digerir a lactose ou reação do sistema imunológico às proteínas do leite. Dieta onde há o corte de consumo de leite e outros produtos que possuam traços de proteína do leite.
  • Doença celíaca: intolerância permanente ao glúten. Dieta isenta de glúten por toda a vida e ingestão de alimentos que não possuam a proteína na composição.

Por outro lado, as pessoas que decidem não ingerir algum alimento por escolha própria, os tipos mais conhecidos são:

  • Vegetarianos estritos: não consomem nenhum tipo de carne, laticínios ou ovos em sua alimentação.
  • Veganos: não consomem nada de origem animal em todos os âmbitos, como alimentação e vestuário. É um estilo de vida motivado principalmente por questões éticas.

Por que oferecer produtos para restrição alimentar no meu supermercado?

Numa pesquisa realizada em 2017, pelo Datafolha, a intolerância à lactose no Brasil atingia 35% das pessoas com mais de 16 anos. 

Assim também as vendas de produtos livres de glúten, lactose, alérgenos, lácteos ou carnes, enquadrados pela Euromonitor Internacional na categoria free from (“livres de”), cresceram 29% entre os anos de 2012 e 2017.

Dessa forma, a estimativa é que a receita anual destes produtos no mundo, atinja R$2,52 bilhões em 2022, um crescimento de 6,3% ao ano. 

Mais do que apenas uma novidade, incluir produtos restritivos no seu supermercado contribui para aumentar a disponibilidade destas mercadorias no varejo e atender um público que atende encontra certa dificuldade na variedade de opções.

Além disso, uma nova seção como esta pode cativar seus clientes, impactar positivamente no aumento das vendas e fidelizar clientes.

Como oferecer alimentos restritos na minha loja?

Não há uma regra exata de como você deve começar a introdução destes novos alimentos no seu supermercado. 

Assim sendo, se você não puder investir muito, comece com uma seção pequena de mercadorias e vá aumentando com o tempo. 

Caso você consiga investir num espaço maior, uma boa ideia é criar uma área com uma sinalização diferenciada para atrair seu público. 

Um bom exemplo de supermercado que investiu recentemente num espaço com este, foi o Super Muffato Gourmet, em Curitiba-PR. 

É importante que com o tempo você consiga aumentar a variedade de produtos, com diferentes opções para todas as refeições do dia. 

Outra questão essencial é divulgar que sua loja agora conta com uma seção de produtos para restrições alimentares. Você também pode realizar degustação de alguns produtos para aumentar o interesse dos clientes que já frequentam a sua loja. 

Invista na comunicação pelas redes sociais, informe nos seus encartes físicos e digitais e se você tiver uma plataforma para envio de SMS, WhatsApp ou contar com um aplicativo da sua loja, aproveite também estes canais.

Com o tempo, você pode realizar ações segmentadas para o seu público e aumentar continuamente, em períodos estratégicos, o ticket médio e a receita da sua loja.

Gostou do artigo? Conte para nós se você já possui esta seção no seu supermercado ou se pensa em implementar uma nos próximos meses. Queremos saber mais sobre seu negócio!

Você sabia que a falta de estratégias para resgatar os clientes inativos no varejo pode impactar diretamente no seu faturamento?

Segundo Philip Kotler, custa de 5 a 7 mais caro conquistar novos clientes do que trabalhar a fidelização dos que você já tem.

Sem contar que um cliente que deixa de comprar na sua loja, se torna um ticket médio a menos no mês. Pense nisso numa escala proporcional aos consumidores que deixaram de consumir na sua loja. Impactante, não é mesmo?

Se você está notando que sua base de clientes inativos está aumentando, é ideal tomar ações para resgatá-los e evitar perdas no seu negócio.

Esta missão pode ser muito mais fácil do que você imagina. Por isso, vamos te contar passo a passo como você pode planejar estratégias assertivas e resgatar a confiança destes clientes. Confira!

Afinal, o que é um cliente inativo?

Se alguém adquiriu produtos na sua loja, mas não voltou mais dentro de um período estabelecido, este é considerado um cliente inativo.

Geralmente, o consumidor é considerado inativo quando não adquiriu nenhuma mercadoria dentro dos últimos 30 dias. 

Você deve pensar neste grupo de pessoas como indivíduos que não se engajam mais com as suas campanhas e que possivelmente buscaram concorrentes seus para adquirir produtos.

A inatividade de um cliente não é necessariamente culpa sua. Mas se você não realiza ações para tentar resgatá-lo, está perdendo a oportunidade de mostrar a ele que ainda vale a pena comprar na sua loja.

Outra questão importante é que a longo prazo, este cliente inativo pode se tornar um cliente perdido. E aí, fica muito mais difícil colocá-lo novamente no seu fluxo de clientes ativos.

Por isso, quanto mais rápida sua ação de resgate, maior a chance do consumidor voltar a comprar na sua loja.

Quais ações posso realizar para resgatar os clientes inativos da minha loja?

1º passo: Informe sua equipe sobre o que é um cliente inativo

Todos os seus colaboradores devem saber o que é considerado um cliente inativo para a sua loja.

Se para o seu negócio o ideal é manter o período de 30 dias como referência, o atendimento, marketing, comercial, administrativo… todos devem estar integrados a respeito dessa informação.

Ao manter sua equipe alinhada sobre isso você garante que as ações serão tomadas de forma assertiva e sem furos que podem impactar nos resultados ao longo das campanhas.

2º passo: Identifique seus clientes inativos

Tenha uma rotina fixa para identificar clientes inativos da sua loja. 

Uma sugestão é acompanhar qual o intervalo entre compras médio dos seus clientes. Assim, você evita realizar ações para um consumidor dentro de um período inadequado e considerá-lo inativo num prazo que não faz sentido para a sua loja.

Se a maioria dos seus clientes compra a cada 30 dias, você deverá considerar um tempo maior para incluir algum deles numa base de inativos.

3º passo: Realize segmentações para resgatar clientes inativos

Aqui começa a parte mais interessante do processo, pois você passa a analisar o comportamento de compra do seu consumidor.

Para que você realize alguma ação é necessária a segmentação dos clientes inativos.

Desta forma, você pode definir diferentes critérios para criar variados grupos, por: hábito de consumo, ticket médio, faixa etária, tipos de produtos, maior incidência de compra em determinados departamentos, e por aí vai. 

As possibilidades são muitas. Por isso, tudo depende do seu nicho de atuação e do público do seu negócio. 

4º passo: Use ferramentas digitais

Obter dados de inatividade e comportamento de compra do seu público são passos  necessários para que este processo seja executado. 

Só que sabemos como esta tarefa pode ser cansativa e parecer ineficaz sem uma plataforma otimizada.

Por isso, um software completo para Gestão do Comportamento de Clientes vai facilitar muito a execução das suas estratégias para resgate de clientes inativos.

Além disso, a plataforma auxilia no envio de campanhas personalizadas a toda a sua base. 

Lembra dos grupos segmentados? Com a ferramenta você pode enviar mensagens via SMS, WhatsApp, push no app e utilizar até uma assistente virtual.

Ao serem surpreendidos com um contato da sua loja dizendo “Estamos sentindo a sua falta! Veja esta oferta especial que separamos pra você!” seus clientes inativos com certeza irão reconsiderar adquirir produtos com você. 

5º passo: Faça ações preventivas e revise seus planos para resgatar clientes

Ao resgatar seus clientes inativos, eles passam a integrar a sua base de ativos.

Mas não é porque um cliente voltou que não pode sumir de novo, não é mesmo?

Por isso, é necessário que você coloque seus esforços na melhoria contínua do relacionamento com seus clientes.

Assim, crie proximidade com o seu público, faça ações para cativar os seus consumidores e busque sempre entender suas necessidades e seus desejos. 

Também é importante revisar seus planejamentos constantemente, acompanhar se as ações de resgate estão sendo efetivas e realizar melhorias quando necessárias. Se você quer conhecer melhor o comportamento de compra dos seus clientes e realizar ações mais efetivas para reter e fidelizar sua base, acesse aqui e descubra como.

As oportunidades no mês de maio estão chegando.

Com a pandemia do Coronavírus, o comportamento do consumidor vem mudando bastante nos últimos meses.

Por consequência, o varejo sofre com as oscilações do mercado e as incertezas diante deste cenário. 

E aí vem a pergunta: vale a pena preparar meu supermercado para realizar ações em datas comemorativas no mês de maio, em meio a tantas dúvidas?

Talvez seja necessário realizar algumas adaptações e mudar um pouco a sua abordagem.

Mas acreditamos que a sua loja deve apostar no relacionamento com o consumidor e apostar nas oportunidades no mês de maio.

Confira neste artigo algumas alternativas para aproveitar o mês de maio!

Oportunidades no mês de maio: sugestões de ações para sua loja

01/05 Dia Mundial do Trabalho 👨‍🌾

A primeira data do mês reserva um feriado muito aguardado pelos trabalhadores.

Caso o cenário do país já esteja mais estabilizado no período, a circulação de pessoas tende a ser normal.

Como neste ano o dia cai numa sexta-feira, é possível que muitas pessoas se programem para viajar, mas outras ficarão na cidade.

Assim, para atingir os dois públicos, você pode realizar ofertas durante a última semana de abril e na data do feriado.

Geralmente, há uma tendência maior das pessoas fazerem churrascos e comemorações aos finais de semana.

Por isso, uma boa dica é realizar campanhas segmentadas e oferecer carnes e produtos relacionados (como cerveja e amendoim, por exemplo) ao público que já costuma adquirir essas mercadorias na sua loja.

Caso o cenário ainda esteja instável e as pessoas não estejam adquirindo muitos produtos na loja física, o ideal é realizar a campanha e oferecer entrega em domicílio. 

Não é porque as pessoas estão mais em casa que não terão vontade de consumir algo diferente no fim de semana, não é mesmo?

Por isso, é importante manter o relacionamento com seu público e continuar realizando ações mesmo quando há mudanças no comportamento do cliente.

10/05 Dia das Mães 💕

Esta é uma das melhores oportunidades no mês de maio para inovar e manter a importância da data, independente do cenário.

Estimule o aumento do ticket médio realizando promoções de produtos relacionados, como flores e chocolates.

Caso o movimento físico na loja já esteja normalizado, você pode realizar uma ação na qual um cliente que trouxer sua mãe para as compras, pode ganhar um brinde ou participar de algum sorteio. 

Se seus clientes ainda estiverem adquirindo produtos com baixa frequência ou comprando pelo televendas/e-commerce, é hora de ser criativo.

Envie uma campanha via SMS, WhatsApp e divulgue nas redes sociais que seu supermercado realizará entregas grátis de presentes para as mães.

Assim, seu consumidor entra em contato, escolhe quais produtos deseja e sua loja entrega no endereço que ele decidir. Legal, né?

Caso seja necessário, para não ter prejuízo com os deslocamentos, você pode definir um número mínimo de itens ou criar combos especiais para a data.

17/05 Dia internacional contra a homofobia ❌

Datas como esta são importantes para informar ou reforçar o posicionamento da sua loja perante os consumidores.

Lutas históricas são sempre lembradas de forma vitoriosa, desafiadora e vistas como grandes conquistas para o perfil de pessoas envolvidas. 

Por isso, é relevante que seu supermercado se posicione nestas datas, para criar engajamento com o público relacionado e ele sentir que você também se importa.

Uma ideia é você estudar um pouco sobre a data e divulgar, nas redes sociais e na loja física, pequenas conquistas que levaram a este grande momento.

O ideal é que você descubra por que este dia é tão importante para as pessoas envolvidas.

Você pode envolver seus colaboradores, entender se alguém pertencente ao público possui alguma história que gostaria de divulgar, os desafios que esta pessoa enfrenta e o que a data representa para ela.

Esta pode virar não só uma ação, mas uma grande campanha de relacionamento com seus stakeholders.

25/05 Dia da Indústria 🏭

Você já parou para pensar quantos parceiros estão envolvidos em todos os processos do seu supermercado?

Principalmente os fornecedores, aqueles que conectam os produtos da indústria às suas gôndolas.

Esta pode ser uma data interessante para você escolher alguns parceiros engajados e realizar uma homenagem a eles.

Certamente, você já precisou negociar prazos, valores e re-vender mercadorias paradas no seu estoque, não é mesmo?

Lembre daqueles que sempre auxiliam o seu negócio a girar. Talvez você possa enviar um brinde para eles ou realizar um sorteio entre todos. 

Um bom relacionamento com seus stakeholders também impacta no faturamento e nos resultados do seu negócio.

28/05 Dia Mundial do Hambúrguer 🍔

Esta é uma data incrível para você realizar várias ações criativas.

Divulgue a data nas suas redes sociais antecipadamente, para gerar interesse dos seus clientes.

Na sequência, envie promoções de produtos como hambúrguer, queijo, pão e hortifruti.

Você também pode realizar durante a semana promoções por setores, para estimular a compra de diferentes produtos que servirão para o Dia do Hambúrguer.

Uma ideia fora da caixa é você realizar parceria com alguma hamburgueria conhecida na sua cidade e fornecer bebidas numa margem menor neste dia, pois tende a ter uma grande saída.

Lembre-se das pessoas que são vegetarianas e veganas. Descubra produtos que possam substituir os alimentos mais comuns e envie ofertas para sua base de clientes. Você pode segmentá-la por àquelas pessoas que já consumiram algum produto à base vegetal, por exemplo.

Data bônus: 19/05 Resgate dos inativos no mês de maio 👱

Com as relevantes mudanças no comportamento dos consumidores, nos últimos meses, a taxa de clientes inativos pode ter aumentado na sua loja.

Por isso, conforme o cenário for melhorando, o ideal é realizar uma ação para resgatar estes clientes e fazer com que voltem a consumir no seu varejo. 

Caso você tenha um software para gestão de clientes, identifique os clientes que não compram com você há pelo menos 30 dias.

Assim, você também consegue ver quais os produtos que eles costumam adquirir na sua loja e enviar campanhas segmentadas com ofertas destas mercadorias. 

Por certo, ao ser lembrado pela sua loja este cliente se sentirá especial e mesmo que não adquira o produto neste momento, criará uma ligação afetiva com a sua marca.

Deste modo, esperamos que este conteúdo seja relevante para reforçar a você a importância de realizar ações nas oportunidades no mês de maio. Deixe seu comentário e conte pra gente se sua loja já está planejando alguma ação diferenciada para o período.

Já parou para pensar como é quase uma missão impossível prestar atendimento a todos os seus clientes, ao mesmo tempo?

Certamente, você também já precisou entrar em contato com uma empresa para obter informações e ficou horas aguardando para ser atendido, não é mesmo?

Estes e outros desafios comuns ao relacionamento com o consumidor no varejo estão com os dias contados, graças a uma tecnologia que está sendo cada vez mais utilizada: o chatbot. 

Assim, no artigo de hoje, mostramos a você como esta solução pode ser útil para a sua loja e os impactos positivos que pode desencadear no seu negócio. 

Primeiramente, vamos explicar a você o que é esta tecnologia, para depois nos aprofundarmos nas questões mais práticas. Acompanhe!

O que é chatbot?

Chatbot é um software (programa de computador) desenvolvido e programado para simular conversas humanas via chat. 

Nem todos os chatbots fazem as mesmas coisas, tudo depende do objetivo para o qual são criados.

De modo geral, as finalidades mais comuns são: automatizar tarefas repetitivas, realizar cadastros, informar sobre dúvidas frequentes, auxiliar nos processos de venda e pós-venda.

Os chatbots surgiram com o avanço da Inteligência Artificial e a tendência é que se tornem cada vez mais inteligentes, com capacidade de aprender com o comportamento do usuário. 

Mas, a maioria das ferramentas utilizadas atualmente são mais simples, ou seja, desenvolvidas a partir de um fluxo pré-definido para que o usuário possa seguir um caminho e interagir na conversa apenas dentro do estipulado.

Assim, os chatbots não fazem milagre – como muitos acreditam. Mas, são uma tecnologia extremamente relevante para ajudar a sua loja no relacionamento com o cliente.

Quais as vantagens de implementar um chatbot na minha loja?

Possivelmente sua loja sofre com alguns processos diários que poderiam ser minimizados com a implantação de um chatbot. 

A seguir, listamos algumas vantagens para que você possa identificar se o seu varejo necessita desta solução:

Oferecer atendimento 24h por dia durante 7 dias na semana

Investir em uma grande equipe de atendimento pesa no bolso de qualquer varejista. Por isso, o chatbot está disponível a qualquer hora e todos os dias. 

Assim, você precisará alocar menos pessoas nesta função, apenas para retirar dúvidas que a ferramenta não estiver programada para solucionar.

Além disso, os atendimentos com certeza terão menor duração e sua equipe poderá se dedicar à questões mais desafiadoras da sua loja.

Relacionamento com leads e clientes

Se a sua empresa possui um Clube de Descontos ou pretende implementar um nos próximos meses, o chatbot pode ser muito útil para cadastrar potenciais clientes pelo seu aplicativo. 

Além disso, você também poderá disponibilizar encartes digitalmente para os seus atuais clientes e facilitar o acesso às promoções da sua loja. 

Uma pesquisa da consultoria PointSource, de 2017, identificou que 49% dos entrevistados afirmou que o auxílio de um chatbot os faria comprar com mais frequência.

Mais do que apenas uma ferramenta, o chatbot pode sim fazer parte da jornada de compra do seu consumidor e auxiliar nas suas vendas.

Respostas em tempo real

Lembra quando falamos, no início deste artigo, sobre a interminável espera nos canais de atendimento ao cliente?

Com o chatbot isso não será mais um problema.

Seus clientes receberão respostas em tempo real, sem a necessidade de aguardar para receber o atendimento de um colaborador da sua loja. 

Em alguns casos, as pessoas ainda precisarão ser direcionadas ao atendimento humano. Mas ao falar com o chat, receberão respostas iniciais rápidas e assertivas, o que influencia diretamente na satisfação do seu cliente. 

Os chatbots no varejo

Os varejistas enfrentam desafios diários e constantes. Por isso, ferramentas que auxiliem na otimização do relacionamento são sempre muito bem-vindas. 

Os chatbots podem ser implementados desde grandes redes à pequenos varejistas: não há limitações para a solução.

Uma pesquisa divulgada pela Accenture no Fórum Econômico Mundial de 2018, projeta que até 2022 o faturamento do varejo no mundo cresça 41% em decorrência da adoção da Inteligência Artificial

Uma das ferramentas utilizadas pela solução de gestão de clientes da Mercafacil é o chatbot via aplicativo do varejista. 

Abaixo você confere um exemplo de como o chat desta empresa se comporta na interação com o usuário:

plataforma-chatbot-mercafacil
Imagem: Chatbot Mercafacil

Assim, esta ferramenta sugere opções para o usuário que está interagindo, auxiliando o varejista a conquistar novos clientes a partir do cadastro automatizado.

Para usuários que já são clientes, a ferramenta possui a funcionalidade de disponibilizar encartes digitais, buscar lojas do varejista (quando possui mais de uma) e muitas outras possibilidades.

Com o avanço da tecnologia e a crescente inovação da concorrência com novas soluções, você precisa pensar fora da caixa e implementar diferenciais na sua loja.

Por isso, indicamos que você faça uma consultoria gratuita para entender melhor como esta e outras soluções podem levar o seu negócio a outro nível. 

Esperamos que este artigo tenha sido útil e auxilie você a melhorar ainda mais o relacionamento com os seus clientes.

O e-commerce está em uma crescente desde 2018 no Brasil.

Esse comportamento tem uma explicação lógica: a vida está mais agitada e o consumidor tem menos tempo para fazer compras e pesquisas de produtos presencialmente. 

Além disso, o crescimento desse modelo de negócio tem feito com que as marcas sejam mais presentes em redes sociais e recursos como o e-mail marketing, tornando as empresas mais próximas dos seus clientes

Mas, será que o seu consumidor está adquirindo mais produtos online? 

Acompanhe o artigo para entender melhor o cenário atual e alguns benefícios em implementar esta solução na sua loja. 

O crescimento das compras via e-commerce

Nas últimas semanas, o Brasil e o mundo estão sofrendo com os impactos do coronavírus.

Com isso, a rotina dos indivíduos, famílias e organizações públicas e privadas tiveram que mudar. Consequentemente, também houve mudança no comportamento de compra e de consumo na sociedade.

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), desde o dia 12 de março, algumas lojas virtuais registraram alta de mais de 180% em transações nas categorias de alimentos, bebidas, beleza e saúde.

Na Mercadapp, empresa que desenvolve software para supermercados, alguns de seus clientes já alcançaram um faturamento mensal superior a 600 mil mês, por conta do aumento das compras online pelos seus consumidores.

Benefícios do comércio online para o varejo

Sendo assim, o e-commerce nunca foi tão essencial. 

Com a alta demanda por mercadorias, em contraste com as orientações para evitar aglomerações, o setor varejista teve que buscar alternativas.

Assim, muitos supermercados estão investindo nas plataformas on-line e na contratação de funcionários temporários para ajudar na logística dos processos.

Com seus canais de vendas personalizados, cada supermercado pode:

  • Definir suas taxas de entrega.
  • Valores mínimos de compras.
  • Tempo de preparo.
  • Intervalo de entrega.
  • Quantidade máxima de pedido por horário.
  • Formas de pagamento.

Desse modo, a Mercadapp faz com que supermercados tenham uma forte atuação online e possibilitem por meio de suas plataformas personalizadas que mais pessoas comprem na segurança de suas casas.

#FiqueEmCasa #StayHome

Conteúdo produzido pela Mercadapp

A Mercadapp é especializada no setor supermercadista e oferece transformação digital para a sua loja através da tecnologia, auxiliando a impulsionar canais de vendas online e permitindo a integração com as lojas físicas para uma experiência omnichannel que aumenta as vendas e as taxas de fidelização do seu supermercado.

Conheça mais: https://www.mercadapp.com.br/

Você sabia que cerca 15% da população brasileira é composta por idosos?

Em meio ao avanço do Coronavírus, este é um dado alarmante, pois o equivalente a 31,9 milhões de pessoas fazem parte de uma parcela do grupo de risco da doença.

Mas, qual a relação desse público com o varejo?

Não só este, mas vários outros públicos importantes, passam pela sua loja todos os dias. Certamente, a chegada do COVID-19 ao Brasil influenciou o comportamento de compra deles e impactou diretamente o seu negócio. 

Diante das incertezas, ainda existem algumas ferramentas que podem auxiliar você a atravessar este período. As campanhas segmentadas podem ajudar sua loja diante do Coronavírus. Confira no artigo de hoje!

O que são campanhas segmentadas?

As campanhas segmentadas consistem na utilização de dados de comportamento de compra de um determinado grupo de clientes para gerar uma ação.

Em resumo, você conseguirá estruturar uma campanha a partir de métricas reais e enviá-la apenas para o público que adquire os produtos em questão. 

Sabe quando você recebe uma oferta de um produto que nunca adquiriu ou não tem nada a ver com o seu perfil de consumo? É chato, não é mesmo?

Por isso, as campanhas segmentadas existem, para oferecer a um determinado público aquilo que realmente tem relação com seu hábito de compra e ser mais assertivo nas ações.

Quanto mais você conhece o seu público, mais efetivas se tornam as campanhas. 

Quais públicos preciso dar mais atenção diante do COVID-19?

Não há regras em relação a isso, tudo irá depender do seu nicho de atuação, dos produtos que você vende, do tamanho do seu negócio e do público macro que frequenta a sua loja.

Por isso, é interessante realizar uma análise para levar em consideração somente aquilo que faz sentido para sua realidade, combinado?

De qualquer modo, vamos listar alguns públicos que estão sendo destaque durante este período e algumas características de cada um deles. Vamos lá:

  • Idosos: pessoas com +60 anos, orientadas a ficar em casa; é o público mais adepto ao varejo físico e agora sofre com a impossibilidade de adquirir produtos na loja; queda nas vendas para este público e geralmente não adquirem mercadorias em e-commerce.
  • Famílias com crianças: as crianças não estão no grupo de risco, mas podem ser carreadoras do vírus e muitas vezes não manifestam a doença; assim, famílias com crianças tendem a ficar mais em casa, pelo risco de transmissão; uma parte, adquire produtos no varejo online e outra, pode ficar de certa forma mais desassistida.
  • Pessoas com doenças relacionadas ao grupo de risco: público extremamente variado com hábitos diversos. 
  • Jovens fora do grupo de risco: público variado, mas que também são orientados a ficar em casa. Adquirem menos nas lojas físicas e tem uma tendência alta de adquirir produtos em e-commerce. Gostam de praticidade. 

Como fazer campanhas segmentadas diante do Coronavírus?

Para conhecer o comportamento de compra dos seus clientes você precisa de uma ferramenta que forneça os dados de compra do seu público. 

Se você ainda não possui uma, a plataforma completa para Gestão do Comportamento de Clientes da Mercafacil oferece esta solução.

Na sequência, você precisará criar segmentações dos públicos relevantes para a sua loja.

Por fim, você pode comunicar seu público através de SMS, WhatsApp, push no aplicativo e até via assistente virtual. 

Há várias formas e diferentes mensagens que você pode passar nas campanhas segmentadas diante do Coronavírus.

Mas vamos usar os exemplos citados anteriormente, para que você tenha assertividade e seja um agente relevante no cenário atual. 

Dicas de Campanhas Segmentadas diante do Coronavírus

  • Idosos: identifique seus clientes com +60 anos; crie um canal de televendas e ofereça entrega em domicílio; comunique-os pelos canais mais convencionais como SMS e WhatsApp.
  • Famílias com crianças: identifique este grupo de pessoas pelo filtro daqueles clientes que adquiriram com frequência, nos últimos meses, produtos infantis como fraldas, por exemplo; crie um canal de televendas e também ofereça entrega em domicílio; comunique-os por todos os canais, como SMS, WhatsApp, push no app e assistente virtual. 
  • Pessoas com doenças relacionadas ao grupo de risco: aqui você pode considerar toda a sua base de clientes (ativos e inativos); utilize uma comunicação mais geral, informando que “caso você faça parte dos grupos de risco do Coronavírus”, estas pessoas podem adquirir produtos no seu canal de televendas e receber em casa; também utilize todos os canais, como SMS, WhatsApp, push no app e assistente virtual. 
  • Jovens fora do grupo de risco: este público está mais propenso a adquirir em e-commerces; por isso, se você não tiver um, uma boa dica é filiar sua loja à plataformas como o iFood; na sequência, você pode segmentar este público pela idade e informá-lo que ele pode adquirir seus produtos pelo aplicativo do parceiro. 

Estas foram apenas algumas dicas para você perceber como as campanhas segmentadas podem auxiliar – e muito – o seu negócio no cenário do Coronavírus. 

Assim, você deve tomar ações para manter seu negócio ativo, manter o relacionamento com seus clientes e ainda contribuir para que seus clientes atravessem o período da melhor forma possível. 

Se acaso sua loja não possui um software para gestão de clientes e você ainda não realiza campanhas segmentadas, indicamos esta consultoria gratuita com especialistas da ferramenta, para você tirar suas dúvidas e saber mais sobre a solução. 

Certamente, você varejista, está preocupado com a possível queda nas vendas de Páscoa por conta do avanço do Coronavírus, não é mesmo?

Como resultado deste cenário, já é observada uma mudança no comportamento do consumidor, que tem ido com menor frequência ao supermercado e consequentemente adquirido menos produtos.

Assim, o varejo deve enfrentar grandes desafios nesta que é a segunda melhor data do varejo alimentar no Brasil depois do Natal. 

Mas, nem tudo está perdido. Acima de tudo este é o momento de você reinventar seu negócio, investir em estratégias para driblar os obstáculos e acreditar que é possível ir na contramão das projeções. 

Vamos mostrar a você como dias melhores estão por vir.  Acompanhe o artigo de hoje!

A projeção para a Páscoa 2020 antes do Coronavírus

No ano de 2019, houve crescimento de +5,1% nas vendas em relação ao ano anterior. Em 2020, a tendência de crescimento era positiva, sendo ligeiramente igual ou superior ao ano passado, segundo pesquisa da IBEVAR, no início deste ano.

Em relação ao preço, a APAS (Associação Paulista de Supermercados) estima que haja um aumento de +2% no valor repassado ao consumidor, por conta da alta do dólar que encareceu matérias-primas como corantes e leite.

Antes do avanço do COVID-19, a Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas) previa que 76% das vendas de ovos acontecessem nos supermercados, que competem com lojas especializadas e microempreendedores.

Outros dados importantes, para você varejista, estão relacionados à quaresma e a proximidade com o inverno. Produtos como peixes e os vinhos também registram aumento de demanda neste período. 

Se o cenário era positivo, antes do Coronavírus, o que pode ser feito por você para evitar a queda nas vendas e manter o relacionamento com seu consumidor nesta Páscoa?

Ações que a sua loja pode implementar nesta Páscoa diante do COVID-19

Sabemos que o cenário atual realmente pode trazer oscilações nas vendas da sua loja.

Contudo, não é por isso que você não vai sair da sua zona de conforto e botar a mão na massa para tornar o impacto mais leve, não é verdade?

Por isso, trouxemos algumas ações que você pode implementar para que a Páscoa continue sendo doce para a sua loja e seus clientes. 

Dicas de ações

  • Muitos consumidores, ainda irão fisicamente na sua loja. Por isso, você deve garantir a higiene da sessão de chocolates e implementar medidas de segurança.
  • Se você possui um canal de televendas, incentive o pedido pelo canal e ofereça entrega em domicílio. 
  • Caso você não tenha e-commerce, nem um canal de televendas, seria interessante implementar um. Ou você pode se filiar à aplicativos como o iFood que realiza a logística de entrega para os parceiros. 
  • Como não haverá confraternização neste período, as pessoas dificilmente conseguirão presentear umas às outras. Assim, você pode oferecer serviço de entrega personalizado: o cliente escolhe o ovo de Páscoa e sua loja entrega na casa da pessoa que ele gostaria de levar. 
  • Faça promoções de pack dentro das possibilidades da sua margem: na compra do 3º ovo da marca X, seu cliente paga menos nas unidades, por exemplo.
  • Ações com Pessoa Jurídica: fale com colégios, empresas e negócios locais e ofereça entrega nas residências, caso eles desejem presentear seus alunos ou colaboradores.
  • Caso você tenha um software para gestão de clientes, crie segmentações e envie as ofertas para grupos como os idosos. 
  • Se você não tiver, comunique-se com seu público pelas redes sociais e outros meios comuns ao seu negócio. 
  • Preocupe-se com seu estoque, negocie margens com seus fornecedores e tenha uma ação prévia para possíveis perdas após o período.
  • Ainda que perdas aconteçam, você já pode tentar negociar e deixar acordada com antecedência a venda dos produtos para fornecedores.

Esperamos que este artigo possa ser útil para a sua loja neste período de grandes desafios. 

Aproveite para entender mais sobre o cenário atual no E-BOOK: As mudanças no comportamento do cliente diante do Coronavírus.

O uso da tecnologia já pode auxiliar o varejo a melhorar o relacionamento com o cliente.

A inovação se tornou fundamental nos negócios. Portanto, fazer mais do mesmo já não é suficiente para encantar o cliente.

O consumidor também mudou — e muito —  e o varejo precisa se adequar a nova forma de relacionamento para estar mais próximo do seu público e entender suas necessidades.

A tecnologia é uma grande aliada nessa evolução e pode contribuir para alavancar os resultados do seu negócio. 

Elencamos neste artigo algumas formas de você aplicá-la. Confira!

Vantagem Competitiva no relacionamento

Com a alta concorrência do mercado é fundamental estar atento às novidades do seu segmento. 

Assim, identificar tendências de consumo do seu público ou nicho de atuação, contribui para o sucesso do seu negócio.

Uma forma de identificar possíveis vantagens competitivas é ligar seu radar para novas ideias. 

A plataforma Think With Google  é uma ótima aliada para você buscar insights, referências, inspirações e conteúdos atualizados. São artigos e materiais produzidos pelo Google sobre os mais diversos temas, incluindo o varejo.

Além disso, participar de eventos ligados ao seu nicho também pode ser muito relevante. A NRF 2020 é um ótimo exemplo para os varejistas.

Você também confere materiais gratuitos sobre varejo, fidelização e gestão de clientes aqui mesmo em nosso site. Aproveite! 

Gestão do Comportamento de Clientes

Ao entender o seu cliente você passa a estar mais próximo dele e realizar ações que sejam realmente relevantes para seu público.

Dessa maneira, um software para gestão do comportamento de clientes irá te auxiliar a melhorar o relacionamento com o cliente.

O famoso CRM (Gestão do Relacionamento com o Cliente) está dando lugar ao CBM (Gestão do Comportamento do Cliente).

Um software completo permite mapear hábitos e o comportamento de compra dos seus consumidores. 

A partir destes dados, é possível realizar campanhas segmentadas que irão aumentar a satisfação dos seus clientes. Com isso, você também trabalha a fidelização e o aumento do seu faturamento.

Confira aqui o exemplo de um software que realiza CBM. 

Redes Sociais

É fundamental que você esteja presente onde seu público está. Certamente ele está em alguma rede social. 

Portanto, crie uma página do seu negócio nas mídias que sejam relevantes para você, como Facebook, Instagram ou Twitter. 

O WhatsApp também é uma excelente forma de se relacionar com seu cliente, de forma não-invasiva, mas com certa proximidade. 

Inclusive algumas empresas já oferecem soluções de Gestão de Clientes que incluem o WhatsApp como uma das ferramentas de relacionamento. 

O ponto-chave das redes sociais é você investir seu tempo e esforço naquelas que realmente dão retorno para o seu negócio.

Esteja atento aos assuntos do momento, fale sobre o seu negócio, compartilhe promoções, divulgue campanhas. Entregue ao consumidor o que ele quer ler e ver.

A fim de agregar valor às suas redes sociais e abordagens, sugerimos que você entenda mais sobre Copywriting, uma técnica de redação que contribui para gerar mais engajamento e vendas.

Retail Design

Design de Varejo ainda é um termo relativamente novo.

Em resumo, é um conceito em que a identidade visual, a arquitetura e a operação de varejo são desenvolvidas de maneira integrada. 

Assim, o cliente tem uma experiência de compra muito mais agradável e inteligente, além do varejista otimizar suas questões operacionais. 

O objetivo é proporcionar um encantamento do cliente em todos os ambientes e processos, durante a sua jornada de compra.

Conheça mais sobre o retail design e confira um case de sucesso do cliente de um dos nossos parceiros, neste artigo.

Por fim, queremos saber: você já investe em tecnologia no seu negócio? Compartilhe com a gente aqui nos comentários! E se tiver alguma dúvida, não hesite em nos enviar um e-mail no [email protected]

O perfil do consumidor que frequenta a sua loja mudou e a gestão de clientes pode contribuir para entender melhor seu comportamento. 

O novo consumidor quer atendimento personalizado. Assim, busca empresas que valorizem o relacionamento e compreendam suas necessidades.

Fazer gestão de clientes é justamente isso, colocar o cliente como foco do seu negócio, gerando interação para trabalhar atração, conquista, fidelização e recuperação.

Mas afinal, como a gestão de clientes pode aumentar a receita do varejista? Acompanhe o artigo e descubra alguns caminhos. 

Como a gestão de clientes pode aumentar seu faturamento

Proximidade com seu público

Você conhece o perfil de consumo dos clientes que frequentam a sua loja?

Estreitar o relacionamento com o seu público é essencial para iniciar um bom processo de gestão de clientes e aumentar seus ganhos. 

Estar aberto a receber críticas e sugestões faz parte deste processo. Tenha um canal de comunicação eficaz e use as redes sociais para identificar necessidades de melhoria. Assim, você entrega o que o cliente busca, o que pode influenciar nas suas vendas. 

Veja mais algumas ideias para gerar proximidade:

  • Treine sua equipe para ter proatividade e boa comunicação;
  • Sua equipe também deve estar atenta para identificar possíveis necessidades dos clientes;
  • O cliente sempre tem razão. Isso significa, estar aberto a resolver conflitos de forma eficaz e lembrando que um cliente satisfeito sempre retorna.
  • Sempre que possível, fale com seu cliente pessoalmente.

Mas, como posso conhecer mais a fundo meu cliente para influenciar assertivamente no meu retorno?

Retenção e fidelização de clientes

Qual lojista não quer reter e fidelizar mais clientes? Ainda mais quando isso influencia diretamente para alavancar seu faturamento. 

A gestão do comportamento de clientes contribui nessas tarefas, pois você conhece melhor as necessidades do seu consumidor e entrega o que ele deseja comprar.

Para isso, sua loja deve ter uma forma de conhecer o perfil de consumo do seu público. Um software de gestão de clientes pode auxiliar você neste aspecto.

Seu cliente deve ter motivo para retornar e permanecer comprando na sua loja.

Ao desenvolver um programa de fidelidade, por exemplo, você mostra que há vantagens de consumir com você. Consequentemente, um cliente defensor da sua marca, adquire mais produtos na sua loja.

Realizar campanhas em datas comemorativas, criar ações diferenciadas, fazer o cliente ir até você também contribui para a fidelização. Nosso Calendário Promocional para 2020 pode auxiliar você.

Campanhas segmentadas e personalizadas 

Você acredita que campanhas segmentadas podem contribuir para gerar mais vendas?

Exemplo: sua consumidora Mariana, compra esporadicamente na sua loja. Às vezes, ela passa pela região e entra para adquirir algum produto. Ao identificar que ela compra cerveja da marca Y, toda vez que vai à sua loja, você descobre seu perfil de consumo. Agora, você pode enviar ofertas deste produto diretamente para Mariana.

A segmentação atende aos desejos da consumidora e pode, inclusive, gerar necessidade de compra do produto, mesmo quando ela não pensava em adquiri-lo. 

Existem várias formas de realizar campanhas personalizadas: com produtos de muita rotatividade, com outros mais de nicho, para um público específico, e por aí vai.

Assim, você deve identificar oportunidades dentro da sua loja, aproveitar datas comemorativas e fazer campanhas sazonais.

Mas o mais importante sempre será conhecer o seu público, para gerar valor para ele. 

Recuperação de clientes inativos

Perder clientes é uma situação que impacta diretamente no seu faturamento. 

Por isso, a recuperação de clientes inativos deve estar no seu planejamento, dentre as ações essenciais durante o ano. 

Para a Mercafacil, uma empresa que realiza gestão do comportamento de clientes, um cliente inativo é aquele que não realizou nenhuma compra nos últimos 30 dias na loja. 

Segundo Eric Ansai, especialista em varejo na empresa, um supermercado perde em média 31.4% dos seus clientes durante o ano. 

Você pode apostar em campanhas segmentadas com base nos dados de quando este cliente consumia com você.

A rotatividade no varejo é muito alta, por isso, seu cliente deve enxergar valor em fazer parte de um clube de fidelidade e continuar adquirindo produtos na sua loja. 

Dar importância para sua base de inativos, fará toda a diferença nas suas vendas.

Como implementar gestão de clientes no seu varejo

Um lojista que deseja alavancar suas vendas e aumentar o sucesso do seu negócio, sabe que fazer gestão de clientes é fundamental. 

Para implementá-la, você deve encontrar uma empresa com credibilidade que realize gestão do comportamento de clientes de forma completa. 

Empresas como a Mercafacil auxiliam em todo o processo identificando a necessidade específica da sua loja.

Agende uma consultoria gratuita aqui e saiba como a ferramenta pode contribuir para aumentar sua receita e fidelizar seus clientes.

Um novo mês está chegando e com ele a chance para que você realize campanhas relevantes para o seu público e fature mais com as oportunidades de abril.

Aproveitar datas especiais de Abril para promover ações diferenciadas coloca seu negócio a frente da concorrência e incentiva o encantamento dos clientes, contribuindo com a fidelização.

Confira as principais datas que separamos pra você. Incluímos também algumas ações bônus, ao final do artigo. Boa leitura!

Fature mais com ações em Datas Comemorativas

07/04 Dia Mundial da Saúde 🍓

As pessoas estão desenvolvendo hábitos mais saudáveis e consumindo produtos mais benéficos para a saúde.

Assim, você pode aproveitar esta data para identificar os clientes que mais compram alimentos como frutas, verduras e legumes, e criar uma campanha segmentada com estes produtos.

Outra ideia, é você realizar o “Dia da Saúde” na sua(s) loja(s). Convide profissionais de saúde e promova uma ação gratuita ao longo do dia. 

Divulgue nas redes sociais, em banners físicos e oriente seus colaboradores a informarem os clientes. Você também pode fazer um estande fora da loja, para atrair mais pessoas possibilitar que a sua loja fature mais. 

10/04 Sexta-feira Santa 🙏

Esta é uma data importante para muitos cristãos e sempre antecede o domingo da Páscoa.

Apesar de ser uma data religiosa, você pode aproveitar este dia para promover campanhas promocionais de alguns produtos, mantendo o respeito que o dia pede.

Muitas pessoas possuem o costume de trocar as carnes de boi e frango, pelo consumo de peixe neste dia.

Assim, durante esta semana e mesmo no dia, sua loja pode divulgar a promoção de alguns produtos da Peixaria, por exemplo, com o objetivo que o seu supermercado fature mais no período. 

Você pode divulgar a ação de forma mais direta para clientes que já tem o costume de consumir frutos do mar. 

Geralmente não há como identificar a religião dos consumidores, por isso, se for enviar para toda a sua base de clientes, seja criativo e cauteloso. Uma boa dica é vincular outros produtos e sugerir um prato pro dia, como peixe com batatas no forno. 

12/04 Páscoa 🐰

Uma das datas mais lucrativas do ano, a Páscoa envolve um público muito grande que vai desde às crianças até os idosos.

Não há uma loja que não venda ovos de chocolate neste período. Por isso, você precisa ser criativo para se destacar e alavancar seu faturamento.

Uma dica importante é sempre estar atento às novidades do mercado. Você precisa ter os produtos que o seu público quer comprar, para que ele adquira com você e indique sua loja para conhecidos. 

Pense também no espírito de alegria da Páscoa. Ao entrar na sua loja, o cliente precisa passar pela experiência que o período pede. 

Por isso, você pode investir na decoração dos caixas, adereços para os colaboradores e demais ambientes. Seja criativo!

Muitos clientes consomem chocolates sem glúten ou lactose. Assim, fazer uma campanha segmentada, apenas para eles, é uma ótima forma de atingir um nicho diferente.

Você também pode promover eventos de contação de histórias para crianças, fazer um caminho com patas de coelho e divulgar horários para caça ao chocolate. 

Uma pessoa nunca irá até a sua loja para consumir apenas um produto se ela enxergar valor nas suas ações. Fature mais sendo criativo. Pense nisso!

24/03 Dia Internacional do Milho 🌽

Esta é uma daquelas datas pouco conhecidas, mas que pode gerar muito lucro para o seu negócio a partir de uma campanha.

Uma ação simples é identificar os clientes que mais consomem este produto e vincular uma campanha promocional a partir de uma quantidade mínima de itens comprados. 

Outra ideia, é incentivar o consumo de produtos relacionados a receitas que levam o milho como ingrediente principal. Bolo de milho, leva trigo. Curau, leva açúcar. Creme de milho, leva creme de leite. E assim por diante. 

Você também pode divulgar estas receitas nas suas redes sociais, estimulando assim o desejo dos clientes e transformando-os em necessidade. 

Bônus: fature mais com ações em Datas Sazonais de Abril

02/04 Campanha de Início de Mês 💰

Visto que grande parte das pessoas recebe seus benefícios nos primeiros dias do mês, os produtos tendem a ter uma saída maior neste período. 

Mesmo assim, você pode investir em campanhas para estimular ainda mais as vendas.

Uma ideia é você incentivar a realização de novos cadastros, uma vez que haverá mais pessoas circulando na sua loja. Assim, você estimula a retenção pelo Clube. 

18/04 Campanha por Categoria/Departamento 🍖

Com a passagem da Páscoa, chegou a hora de fazer uma campanha para retomar o consumo maior dos seus clientes. 

Uma boa ação para ser realizada neste dia é no departamento de Açougue. Por conta do fim de semana, as pessoas tendem a comprar mais carnes para churrascos.

Uma campanha de produtos correlatos à carne também é interessante neste dia. Que tal realizar uma campanha promocional de cervejas, por exemplo? 

Para todas estas estratégias, lembre de segmentar o seu público e enviar as ofertas principalmente para as pessoas que já consomem esse tipo de produto. 

23/04 Fature mais com ação de Resgate dos Inativos do Mês 👱

Um cliente que não está comprando na sua loja, tende a se sentir importante quando você lembra dele. 

Trabalhar o resgate de clientes inativos é importante, não só para aumentar suas vendas, mas também para atuar na retenção. 

Comece identificando o perfil de consumo desses clientes, quando eles compravam com você. Assim, você consegue realizar uma campanha com os produtos que eles já estão interessados.

Alguns cases de sucesso da Mercafacil mostram supermercados que conseguiram resgatar 60% dos seus clientes realizando ações relevantes e com foco em campanhas segmentadas. 

Quer continuar por dentro de como realizar ações diferenciadas para que o seu varejo fature mais? Assine nossa newsletter!