Vendas

4 dicas para reduzir custos e melhorar as vendas do seu supermercado

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Reduzir custos e melhorar as vendas são dois dos objetivos principais de todo estabelecimento de varejo. E a redução de gastos pode ser um fator fundamental para a sobrevivência de uma empresa em um mercado que está cada vez mais competitivo.

Por isso, é preciso pensar em estratégias que consigam garantir bons resultados para seu supermercado. Reunimos neste post 4 dicas importantes para auxiliar a sua empresa nesse processo. Acompanhe!

1. Use a tecnologia para melhorar a produtividade

Manter o ambiente de trabalho mais produtivo pode ser um desafio em alguns setores. A tecnologia surge como forte aliada nesse processo, facilitando a rotina dos colaboradores e gestores. É possível utilizar ferramentas de cotação de preços online, softwares de gestão que integram o cadastro de produtos, entre outras.

Com mudanças, muitas vezes simples, a tecnologia poderá ainda otimizar o tempo dos funcionários, uma vantagem que beneficia toda a empresa. O aumento da produtividade tem ligação direta com o alcance dos resultados esperados, associando isso à melhoria das operações (como controle de desperdícios, redução de ociosidade, etc.) os custos tendem a reduzir.

O mundo está mudando, e é extremamente válido acompanhar as transições positivas que são oferecidas pela tecnologia para usufruir dessas vantagens.

2. Implemente um projeto de CRM

CRM é o Sistema de Relacionamento com o Cliente (Customer Relationship Manager) de uma empresa. São as fases de planejamento e implantação desse sistema que chamamos de projeto de CRM.

Por meio dele é possível acionar uma base de dados consistente, que consegue mapear as vendas do seu supermercado e ainda possibilita mais conexões com os consumidores. O adequado projeto de CRM pode oferecer lucros que duram mais que os de uma campanha de divulgação, por exemplo.

Além disso, o recurso ameniza o custo de organizar relatórios e buscar dados que a empresa teria ao fazer pelo método manual.

A modificação deve ser feita na cultura da empresa para que os benefícios sejam contínuos, tanto na fidelização quanto na captação de clientes. Além disso, a gestão da equipe de vendas será bem mais facilitada.

3. Foque na fidelização de seus clientes para reduzir custos

Investir em fidelização é mais barato que investir na captação de novos clientes. Isso porque quando um consumidor realiza uma compra e sai satisfeito é muito mais fácil que retorne ao estabelecimento e compre novamente.

Não é preciso investir em propaganda para atraí-lo, mas sim em relacionamento. É preciso conhecê-lo melhor, o que pode ser feito com a ajuda de um banco de dados. Esse banco poderá trazer informações coletadas via software (Big Data), por meio de pesquisas de satisfação, e-mails ou telefonemas, trabalhando o pós-venda.

Um cliente fidelizado é a melhor maneira de realizar um marketing incrível. Se ele confia no seu supermercado e se sente valorizado como consumidor, certamente espalhará essa mensagem para outras pessoas. Ou seja, um engajamento que você não paga nada para que aconteça.

Oferecendo vantagens a esses clientes especiais, como bônus e incentivos para outras compras, os benefícios, como aumento da margem de lucro, acontecem em médio e longo prazo.

4. Invista em controle de estoque

O estoque de um supermercado não deve ser pensado apenas como o local para guardar mercadorias. Ele interfere no planejamento de compras de itens de reposição e a organização é fundamental para evitar prejuízos. Para isso, identifique os produtos ativos ou parados e invista em uma ferramenta de controle de estoque.

Uma planilha do Excel pode ajudar, mas já existem softwares de gestão especializados em estoque, que geram informações importantes e atendem às necessidades da sua empresa. Um estoque organizado contribui para a redução de gastos e impulsiona as vendas adequadamente.

Com essas dicas, ficará mais fácil acertar nas estratégias para reduzir custos e melhorar as vendas do seu supermercado.

O que achou do post? Que tal continuar a leitura e conferir agora algumas dicas de atendimento ao cliente?

Estrategista de Conteúdo e Marketing Digital na Mercafácil. Graduada em Comunicação Social, se especializou em Negócios Digitais pela Universidade Positivo e começou seus estudos autônomos em Neuromarketing.

Write A Comment